Resumão Tóquio 2020 - Dia 4 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Resumão Tóquio 2020 - Dia 4

Compartilhe

  








Quatro jogos do basquete feminino movimentaram o dia. a França venceu o Japão por 74  a 70 e os Estados Unidos venceu a Nigéria por 81 a 72, em partidas válidas pelo grupo B. No grupo C, a Bélgica surpreendeu a Austrália e venceu por 85 a 70 e a China atropelou Porto Rico por 97 a 55



Definidos os semifinalistas dos torneios de Basquete 3x3 em Tóquio. No masculino, O Comitê olímpico Russo enfrentará a Sérvia por uma vaga na final enquanto a Letônia enfrenta a Bélgica no outro lado da chave. 
 
No feminino as semifinais serão formadas por França e Estados Unidos de um lado e Comitê olímpico russo e China do outro.  

 
Abner Teixeira brilhou e conseguiu importante vitória na sua estreia na categoria até 91kg.  Ele enfrentou o britânico Cheavon Clarke e o derrotou por pontos, com quatro juízes a favor e um contra, avançando para as quartas de final. Abner agora está a uma vitória da medalha - Seu próximo adversário será o jordaniano Hussein Iashaish, que derrotou o favorito Juan Castillo, do Equador

Ana Sátila não conseguiu avançar para a final do K1, após erros nas duas últimas portas, a brasileira terminou em décimo terceiro. Ricarda Funk (GER) levou o ouro, com espanhola Maialen Chourraut e a australiana Jessica Fox completando o pódio


A Suíça dominou o ciclismo mountain bike feminino, colocando 3 ciclistas no pódio - a primeira tripladinha da olimpíada de Tóquio. Jolanda Neff, Sina Frei e Linda Ferrand conquistaram ouro, prata e bronze, respectivamente, e desbancaram as favoritas Pauline Ferrand-Prevot e Loana Lecomte da França.

Representante brasileira nesta prova, Jaqueline Mourão fez história ao participar de sua sétima Olimpíada na carreira - a terceira de verão. Apesar disso, ela não teve um bom desempenho e, desde o início da prova, se manteve nas últimas colocações, abandonando na quarta volta após ser retardatária.


O time feminino de esgrima da Estônia fez história nesta terça-feira (27) nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O país conquistou pela primeira vez a medalha de ouro no torneio de espada por equipes, vencendo venceu na final a Coreia do Sul pelo placar de 36 a 32. Já a medalha de bronze ficou para a Itália, que derrotou a equipe da China pelo placar de 23 a 21.



Definidos os confrontos das quartas de final do futebol feminino. O Brasil - que venceu Zâmbia por 1 a 0 no encerramento da primeira fase - vai enfrentar o Canadá na fase decisiva. Se vencer, enfrenta a vencedora de Países Baixos e Estados Unidos. 

No outro da chave, teremos Grã Bretanha x Austrália e Suécia - melhor campanha da primeira fase - e Japão brigando por uma vaga nas quartas.


E o Comitê Olímpico Russo venceu a final por equipes da ginástica artística feminina. Os Estados Unidos eram favoritos, mas ainda no salto, Simone Biles cometeu um erro e foi retirada da competição por "problemas médicos" segundo a USA Gymnastics. Sem a dificuldade de Biles, o resto da equipe dos Estados Unidos não conseguiu segurar as russas que tiveram ótimas apresentações nas barras assimétricas e no solo. Grã-Bretanha ficou com a medalha de bronze.


A seleção brasileira de handebol feminino venceu a primeira nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Com grande atuação da goleira Babi, a equipe conquistou o triunfo contra a Hungria por 33 a 27. No setor ofensivo, os destaques da seleção brasileira foram Ana Paula, com sete gols e 100% de aproveitamento nos arremates e Samara, também com sete tentos marcados. Nos outros jogos do grupo B, a Suécia venceu o ROC por 36 a 24 e a Espanha venceu a França por 28 a 25.

Pelo grupo A, o Japão venceu Montenegro por 29 a 26, os Países Baixos venceram a Coreia do Sul por 43 a 36 e a Noruega venceu Angola  por 30 a 21



A Alemanha confirmou o favoritismo e venceu a competição por equipes do adestramento.   A surpresa foi a prata dos Estados Unidos, que somaram 7747.0 pontos, superando a Grã-Bretanha, campeã de 2016, que conseguiu 7723 pontos.




Hoje tivemos partidas da competição masculina: Pelo Grupo A, a Austrália surpreendeu a Argentina - atual campeã olímpica - vencendo por 5 a 2. Japão e Nova Zelândia empataram em 2 a 2 e a Índia venceu a Espanha por 3 a 0.

No Grupo B, a Alemanha goleou a Grã Bretanha por 5 a 1, a Bélgica venceu a África do sul por 9 a 4 e os Países baixos venceram o Canadá por 4 a 2.  



Japão e França foram os vencedores do dia no judô. Nagase Takanori (JPN) derrotou Saeid Mollaei (MGL) para ser campeão do peso até 81kg no masculino.Os bronzes dessa disputa ficaram com Shamil  Borchashvili, da Geórgia, e Matthias Casse, da Bélgica. Eduardo Yudi foi eliminado na primeira rodada por Sagi Muki (ISR)

Na Categoria até 63kg, a francesa Clarisse Agbegnenou confirmou seu favoritismo e levou o título derrotando a eslovena Tina Trstenjak. Os bronzes ficaram com a canadense Catherine Pinard e a italiana Maria Centracchio . Ketleyn Quadros chegou estar na briga pelo bronze na repescagem, mas foi derrotada. 



O Canadá faturou a sua primeira medalha no levantamento de peso nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Maude Charron levou o ouro na categoria feminina até 64kg ao erguer 236kg totais. A medalha de prata ficou a com a italiana Giorgia Bordignon e O bronze foi para Taiwan, com a Wen-Huei Chen. 

Na categoria até 59kg Kuo Hsing-Chun (TPE) foi a campeã olímpica, com  Polina Guryeva (TKM) sendo prata - a primeira medalha da história do Turcomenistão - Mikiko Andoh (JPN) com o bronze


E saiu a primeira medalha da natação brasileira em Tóquio. Fernando Scheffer ficou com a medalha de bronze na final dos 200m livre masculino. O tempo de 1:46.66 é novo recorde sul-americano da prova. 
Ainda na natação, Leonardo de Deus fez o segundo melhor tempo da semifinal dos 200m borboleta e vai nadar a final na raia 5, ao lado do recordista mundial da prova, Kristof Milak.

Na sessão noturna, destaque para Guilherme Costa na final dos 800m livre - quinto melhor tempo - e o revezamento 4x200m do Brasil também garantido na final da modalidade com o oitavo melhor tempo. 


 

O Polo aquático masculino teve a sua segunda rodada nesta terça - Os Estados Unidos venceram a África do Sul por 20 a 3, Itália e Grécia empataram por 6 a 6 e Hungria venceu o Japão por 16 a 11, em jogos válidos pelo grupo A

Pelo Grupo B, a Espanha venceu Montenegro por 8 a 6, a Sérvia goleou o Cazaquistão por 19 a 5 e a Austrália venceu a Croácia por 11 a 8.



Foram definidos os semifinalistas do torneio de Rugby Sevens masculino - Fiji - atual campeão olímpico - e Argentina se enfrentam uma das semis enquanto Grã Bretanha e Nova Zelândia se enfrentam pela outra vaga na final 



As chinesas Chen Yuxi e Zhang Jiaqi confirmaram o favoritismo e levaram o ouro na plataforma sincronizada feminina. As duplas de Estados Unidos e México levaram a prata e o bronze respectivamente


O Japão conquistou a medalha de ouro do softbol nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 após vencer os Estados Unidos por duas corridas a zero.  Já o Canadá venceu o México e ficou com o bronze 



Ítalo Ferreira superou os adversários - e uma prancha quebrada - para conquistar o primeiro ouro da história do surfe masculino e o primeiro do Brasil em Tóquio. Na decisão, Ítalo derrotou Kanoa Igarashi(JPN). Após ser derrotado por Igarashi na semifinal, Gabriel Medina disputou o bronze contra Owen Wright (AUS) e também foi derrotado, ficando em quarto lugar e sem medalha.

No feminino, o ouro ficou com Carissa Moore, que derrotou Bianca Buitendag (RSA), que ficou com a prata. Amuro Tsuzuki (JPN) surpreendeu Caroline Marks (USA) e ficou com o bronze. Única brasileira ainda na disputa, Silvana Lima perdeu nas quartas de final para Carissa Moore - que ficou com o ouro - e ficou sem medalha. 


Comitê olímpico russo e Sérvio foram os últimos campeões olímpicos do taekwondo em Tóquio. Vladislav Larin (ROC) foi ouro na categoria acima de 80kg, superando na final Dejan Georvieski da Macedônia do norte, que ficou com a prata. os bronzes da categoria ficaram com Rafael Castillo (CUB) e In Kyon Don (KOR)

No feminino, Milica Mandin venceu a categoria acima dos 67kg, superando Lee Dabin da Coreia do Sul, que ficou com a prata.  Athea Laurin (FRA) e Bianca Walkden (GBR) ficaram com os bronzes. 


O dia no tênis acabou marcado pela eliminação de Osaka Naomi, uma das estrelas dos Jogos olímpicos. Ela perdeu para Marketa Vondousova por 2 sets a 0 e deu adeus ao torneio de simples. Já para o Brasil a boa notícia foi a vitória de Luisa Stefani e Laura Pigossi nas duplas, derrotando Karolina Pliskova/Marketa Vondrousova- a mesma que eliminou Osaka - (CZE), por 2 sets a 1 (2-6, 6-4 e 13-11).




Gustavo Tsuboi e Hugo Calderano venceram seus confrontos na terceira rodada - Tsuboi superou  o nigeriano Quadri Aruna  e Calderano venceu o esloveno Bojan Tokic - e  avançaram para as oitavas de final no torneio de simples do tênis de mesa. Foi a primeira vez na história que o Brasil vai ter 2 mesatenistas entre os 16 melhores na olimpíada. 

Mas dos dois, o único que avançou para as quartas de final foi Calderano, que venceu o coreano Jang Woojn por 4 sets a 3 e vai enfrentar Dmitrij Ovtcharov (GER) nas quartas de final. Tsuboi perdeu para  taiwanês Lin Yun-Ju por 4 sets a 2 e foi eliminado




A China dominou as competições mistas do tiro esportivo, vencendo na carabina e na pistola de 10m por equipes. ROC e Ucrânia ficaram com a prata e o bronze na pistola e Estados Unidos e ROC pegaram prata e bronze na carabina. 




Flora Duffy venceu o triatlo feminino e fez história ao dar para Bermudas a primeira medalha de ouro olímpica da história do país. Completaram o pódio a britânica Georgia Taylor-Brown, com a prata, e a americana Katie Zaferes, com o bronze. 

Entre as brasileiras, Vittoria Lopes ficou em 28º e Luisa Baptista, em 32º. 


Martine Grael e Kahena Kunze participaram das primeiras regatas da classe 49er FX da vela. As brasileiras venceram a última regata do dia e estão na terceira colocação na classificação geral. Já na Laser, Robert Scheidt fez boas regatas para subir ao terceiro lugar da classificação da classe, após seis regatas realizadas.




Em um jogo difícil, a seleção de vôlei feminino superou a República Dominicana por 3 sets a 2 e continua invicta na competição e atrás apenas da Sérvia - que venceu o Japão por 3 sets a 0 - no grupo A. Fe Garay com 26 pontos e Carol Gattaz com 17, foram os destaques do Brasil. no outro jogo do grupo A, a coreia do Sul venceu Quênia por 3 sets a 0.

No grupo B, o Comitê Olímpico Russo venceu a Argentina por 3 sets a 0, mesmo placar que os Estados Unidos venceram a China. já a Itália superou a Turquia por 3 sets a 1. 



Alison e Álvaro perderam a primeira em Tóquio. A dupla brigou muito, mas não conseguiu superar estadunidenses Phil Daulhausser e Nick Lucena por 2 sets a 1 em um jogo duríssimo. Ágatha e Duda também foram derrotadas na rodada, sendo superadas pela dupla chinesa Wang/Xia por dois sets a zero.




Confira abaixo o quadro de medalhas após 4 dias de competição:



Nenhum comentário:

Postar um comentário