Russas vencem final por equipes da ginástica artística feminina em Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Russas vencem final por equipes da ginástica artística feminina em Tóquio

Compartilhe
.

O Comitê Olímpico Russo (ROC) venceu a final por equipes da ginástica artística feminina nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. O quarteto formado por Angelina Melnikova, Lilia Akhaimova, Vladslava Urazova e Viktoria Listunova fez 169.528 pontos e terminou em primeiro lugar. Com Simone Biles tendo problemas, os Estados Unidos levou a prata e a China ficou com o bronze.

ROC e EUA começaram no salto sobre a mesa. Parecia que os Estados Unidos iriam terminar na frente na primeira rotação, até que Simone Biles errou seu salto. A ginasta ia para um Amanar (Yurchenko com duas piruetas e meia), mas fez uma pirueta a menos no ar e teve uma aterrissagem estranha. As russas terminaram com 43.799 no salto, enquanto as norte-americanas fizeram 42.732.

Após o salto, Biles saiu do ginásio de competição e demorou para voltar. Quando retornou, estava de agasalho e Jordan Chiles, que não estava prevista para competir nas barras assimétricas, estava aquecendo. Logo após veio a confirmação: Biles não voltaria à competir na final por equipes

A USA Gymnastics divulgou em um comunicado que Simone Biles foi retirada da prova por "questões médicas" e que ela passará por avaliações diárias para determinar se compete nos próximos eventos. A ginasta está classificada para o individual geral e todas as finais por aparelho.

Biles ao lado da equipe dos EUA - Foto: Mike Blake/Reuters
Na segunda rotação, as russas fizeram três boas apresentações nas barras assimétricas - todas acima de 14.800. Os Estados Unidos tiveram uma boa nota com os 15.400 pontos de Sunisa Lee, mas Grace McCallum e Chiles não tiveram grandes notas. Após seis apresentações, o Comitê Olímpico Russo liderava com 2.5 de vantagem. 

Na terceira rotação, as russas apresentaram problemas na trave com Melnikova e Urazova caindo, enquanto as norte-americanas todas acertaram as suas séries. O Comitê Olímpico Russo se manteve na liderança, graças à ótima apresentação de Viktoria Listunova que tirou 14.333. 

No solo, as russas deram um show para confirmarem a medalha de ouro, enquanto as norte-americanas tiveram problemas, como a queda de Jordan Chiles, e tiveram que se contentar com a medalha de prata.

A briga pelo bronze ficou aberta, após a China não conseguir notas altas na trave e nas barras assimétricas, seus principais aparelhos. Indo para a última rotação, as chinesas estavam em sexto lugar, enquanto a Itália (que tirou a China do pódio no último mundial) estava em terceiro. E as italianas acertaram suas três apresentações na trave. Mas quem também teve um ótimo desempenho no fim, foi a Grã-Bretanha que conseguiu duas notas acima de 14 nas barras assimétricas para levar a medalha de bronze.

Classificação final
1. Comitê Olímpico Russo 169.528
2. Estados Unidos 166.096
3. Grã-Bretanha 164.096
4. Itália 163.638
5. Japão 163.280
6. França 163.624
7. China 161.196
8. Bélgica 159.695

Foto de capa: Dylan Martinez/Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário