Fernando Scheffer é bronze nos 200m livre da natação - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Fernando Scheffer é bronze nos 200m livre da natação

Compartilhe

E saiu a primeira medalha da natação brasileira em Tóquio 2020! Fernando Scheffer ficou em terceiro lugar nos 200m livre masculino e conquistou a medalha de bronze. A sessão de finais ainda teve ouros para Austrália, Grã-Bretanha, Comitê Olímpico Russo e Estados Unidos. Abaixo, um resumo das provas desta manhã de terça-feira, 27 (no horário de Tóquio).

200m livre masculino
Recorde mundial:  Paul Biedermann (GER) – 1:42.00 (2009)
Recorde olímpico: Michael Phelps (USA) – 1:42.96 (2008)

1. Tom Dean (GBR) 1;44.22
2. Duncan Scott (GBR) 1:44.26
3. Fernando Scheffer (BRA) 1:44.66

Dobradinha da Grã-Bretanha nos 200m livre masculino. Tom Dean se manteve sempre entre os quatro primeiros colocados e no final teve uma disputa com seu compatriota, Scott, que cresceu nos últimos 50 metros. Fernando Scheffer nadou na raia 8, ao lado do coreano Hwang Sunwoo que puxou um ritmo forte e liderou os primeiros 150 metros. Enquanto Fernando conseguiu se manter nas primeiras posições para levar o bronze, Hwang caiu para o sétimo lugar.

Scheffer comemora a sua medalha de bronze - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA
Eu me preparei para vir pra cá e criar o melhor ambiente para mim, o mais descontraído, não jogar uma carga que não precisava. Não coloquei pressão que precisava fazer final, pegar uma medalha, só queria vir aqui e nadar o meu melhor, o que eu treinei pra fazer

100m costas feminino
Recorde mundial: Kaylee McKeown (AUS) – 57.45 (2021)
Recorde olímpico: Regan Smith (USA) - 57.86 (2021)

1. Kaylee McKeown (AUS) 57.47 RO
2. Kylie Masse (CAN) 57.72 
3. Regan Smith (USA) 58.05

Kaylee McKeown venceu os 100m costas feminino com novo recorde olímpico. A australiana ficou apenas dois centésimos atrás do recorde mundial que ela fez na Seletiva Olímpica do país. Kylie Masse do Canadá liderou na virada dos 50m e terminou com a medalha de prata. Regan Smith dos Estados Unidos levou o bronze.

100m costas masculino
Recorde mundial: Ryan Murphy (USA) – 51.85 (2016) 
Recorde olímpico: Ryan Murphy (USA) – 51.85 (2016)

1. Evgeny Rylov (ROC) 51.98
2. Kliment Kolesnikov (ROC) 52.00
3. Ryan Murphy (USA) 52.19

Dobradinha do Comitê Olímpico Russo nos 100m costas masculino. Evgeny Rylov e Kliment Kolesnikov se alternaram na liderança da prova que terminou com vitória de Rylov, com 51.98 - novo recorde europeu. Ryan Murphy dos Estados Unidos completou o pódio com a medalha de bronze. Foi a primeira vez desde Barcelona 1992 que o ouro da prova não foi para os Estados Unidos.

100m peito feminino
Recorde mundial: Lilly King (USA) – 1:04.13 (2017)
Recorde olímpico: Tatjana Schoenmaker (RSA) – 1:04.82 (2021)

1. Lydia Jacoby (USA) 1:04.95
2. Tatjana Schoenmaker (RSA) 1:05.22
3. Lilly King (USA) 1:05.54

100m peito feminino Tóquio 2020
Jacoby, King e Schoenmaker comemoram ao fim da prova - Foto: Aleksandra Szmigiel/Reuters
Lydia Jacoby, estadunidense de apenas 17 anos, venceu os 100m peito feminino com 1:04.95. A atleta estava em terceiro na virada dos 50m mas teve a melhor parcial de todas as nadadoras na prova na volta para conquistar o ouro. Schoenmaker e King pareciam as favoritas após a semifinal e ficaram na frente na primeira metade da prova, mas foram surpreendidas pela arrancada de Jacoby no final. Lydia Jacoby se tornou a primeira campeã olímpica do Alaska. 

SEMIFINAIS

Leonardo de Deus participou da semifinal dos 200m borboleta e avançou com 1:54.97, o segundo melhor tempo. A marca mais forte foi do húngaro Kristof Milak com 1:52.22. Nos 200m livre feminino, mais uma batalha entre Katie Ledecky (USA) e Ariarne Titmus (AUS), com  Titmus fazendo o melhor tempo com 1:54.82. Nos 200m medley feminino, Kate Douglass dos Estados Unidos foi a mais rápida com 2:09.21

Foto de capa: Satiro Sodré/SSPress/CBDA


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário