Resumão Tóquio 2020 - Dia 3 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Resumão Tóquio 2020 - Dia 3

Compartilhe

 







Ygor Coelho estreou com vitória no torneio olímpico de badminton. O brasileiro superou Georges Julien Paul, de Ilhas Maurício, por tranquilos 2 sets a 0 (21-5 e 21-16).  Essa foi a primeira vitória do badminton do Brasil em Olimpíadas.Já Fabiana Silva perdeu para a ucraniana Maria Ulitina em parciais de 21-14 e 22-20.



Luka Doncic começou seu show olímpico ao marcar 48 pontos na vitória da Eslovênia em cima da Argentina por 118 a 100 em jogo válido pelo grupo C; no outro jogo do grupo, a Espanha venceu o Japão por 88 a 77.O basquete feminino estreou em Tóquio  com duas partidas pelo grupo A- Espanha derrotou a coreia do Sul por 73 a 69  e a Sérvia, o Canadá por 72 a 68.


Sérvia no masculino, e Estados Unidos no feminino, garantiram vagas diretas nas semifinais olímpicas do basquete. Na terça serão disputadas a última rodada da fase de grupos e as quartas de final .

 
Cabeça de chave número 3 em Tóquio, Jucielen Romeu estreou na categoria até 57kg, mas acabou derrotada por Karriss Artingstall (GBR) por 5 a 0, em decisão unânime dos juízes e deu adeus à competição.  Nesta terça é a vez de Abner Teixeira estrear na categoria até 91kg, contra Cheavon Clarke (GBR). 


Benjamin Savsek (SLO), conquistou a medalha de ouro na prova do C1 da canoagem slalom, nesta segunda (26) no Kasai Centre. A medalha de prata foi conquistada pelo tcheco Lukas Rohan e o bronze ficou com o alemão Sideris Tasiadis. Foi a primeira medalha da Eslovênia nos jogos. 



O ciclista Henrique Avancini ficou com a 13ª colocação no ciclismo mountain bike em Tóquio 2020. A marca de 1:28.09 feita pelo atleta rendeu ao Brasil o melhor resultado do país na história da modalidade em Jogos Olímpicos. Outro brasileiro na prova, Luiz Henrique Cocuzzi terminou em 27º.

O ouro ficou com o jovem ciclista britânico Thomas Pidcock, que venceu com o tempo de 1:25.14. A prata foi conquistada pelo suíço Mathias Flueckiger e o bronze foi para o espanhol David Valero Serrano.



Guilherme Guido perdeu para o japonês Saito Toshiya por 15 a 10 e foi eliminado ainda na estreia no florete masculino e com isso, o Brasil se despede da esgrima. Sofia Pozdniakova (ROC) e Cheung Ka Long (HKG) como campeões olímpicos do sabre feminino e florete masculino, respectivamente.





O Comitê Olímpico Russo venceu a competição por equipes da ginástica artística masculina. Nikita Nagornyy, Artur Dalaloyan, Denis Abliazin e David Belyavskiy tiveram uma competição irretocável para levarem o ouro. O Japão ficou com a medalha de prata e a China levou o bronze.

A França bateu o Brasil por 34 a 29 no handebol masculino e assumiu a liderança do grupo A dos Jogos Olímpicos. Já a Espanha, que venceu a forte seleção da Noruega por 28 a 27. Pela mesma chave, a Alemanha superou a Argentina por 33 a 25 e se recuperou da derrota na estreia. No grupo B, a Dinamarca confirmou o favoritismo e superou o Egito por 32 a 27 e Portugal venceu o Bahrein por 26 a 27. A Suécia ganhou do Japão por 28 a 26.


As britânicas se recuperaram da derrota da primeira rodada e venceram a África do Sul por 4 a 1. Pelo mesmo grupo, a Alemanha ganhou da Índia por 2 a 0 e os Países Baixos golearam a Irlanda por 4 a 0. No grupo B, a Austrália atropelou a China por 6-0, a Argentina derrotou a Espanha por 3-0 e a Nova Zelândia ganhou do Japão por 2-1.

Entre os homens,  a Bélgica derrotou a Alemanha por 3 a 1 e a Grã-Bretanha superou o Canadá por 3 a 1. 


O único brasileiro em ação no judô foi Eduardo Barbosa e ele acabou caindo na primeira rodada pelo francês Guillaume Chaine com um ippon sofrido no golden score na categoria até 73kg. Ono Shonei (JPN) foi ouro, com o gerorgiano Lasha Shavdatuashvili ficando com a prata e o mongol Tsogtbaatar Tsend-Ochir e sul-coreano An Changrim pegaram o bronze.

 Na disputa até 57kg, a kosovar Nora Gjakova foi ouro com Sarah Cysique (FRA) sendo prata e  Yoshida Tsukasa (JPN) e Jessica Klimkait (CAN) ficando com os bronzes.



O domínio da China no levantamento de pesos nos Jogos Olímpicos, em Tóquio, foi quebrado no terceiro dia de competições com o ouro de Hidilyn Diaz (PHI) na categoria feminina até 55kg.  Foi a primeira medalha de ouro olímpico da história das Filipinas.  Liao Qiuyun (CHN) foi prata e Zulfiya Chinshanlo (KAZ), bronze.


O Brasil esteve três vezes na piscina entre domingo (25) e segunda-feira (26). Na final do revezamento 4x100m livre, o Brasil ficou apenas em oitavo lugar. Pela semifinal do 200m livre, Fernando Scheffer por pouco não ficou de fora da final. No entanto, o brasileiro conseguiu o oitavo melhor tempo e avançou à final olímpica. Já nos 100m costa Guilherme Guido até teve uma boa saída, mas despencou e teve apenas o 15º melhor tempo, ficando fora da decisão por medalhas. 

Os campeões do dia na natação foram Margaret McNeil (CAN), nos 100m borboleta; Adam Peaty (GBR), nos 100m peito; Ariane Titmus (AUS) nos 400m livre (batendo Katie Ledecky) e a seleção estadunidense no revezamento 4x100 livre masculino. 

Na sessão noturna em Tóquio, destaque para Léo de Deus, que avançou para as semifinais dos 200m borboleta com o terceiro melhor tempo. 


 

Estados Unidos, Austrália e Espanha chegam a segunda vitória no torneio feminino de polo aquático enquanto o Comitê Olímpico da Rússia e Hungria empataram. 


O Rugby Sevens estreou em Tóquio com partidas no masculino. Pelo grupo B, o atual campeão olímpico Fiji  e a Grã Bretanha estrearam com duas vitórias em cima de Japão e Canadá;  No grupo A , a nova Zelândia venceu as suas duas partidas, enquanto Argentina e Austrália venceram  uma cada. No grupo C, África do Sul e Estados Unidos ficaram invictas nas duas partidas que cada seleção disputou.



Os britânicos Tom Daley e Matty Lee levaram o ouro na plataforma sincronizada masculina. A dupla da Grã-Bretanha desbancou os chineses Cao Yuan e Chen Aisen que eram os favoritos. O bronze foi para a dupla do Comitê Olímpico Russo.


O Skate Street feminino estreou em jogos olímpicos já fazendo história com o pódio mais jovem da história dos jogos olímpicos. A japonesa Momiji Nishya, de 13 anos, foi ouro, a brasileira Rayssa Leal, também de 13, foi prata e o bronze ficou com a também japonesa Nakayama Funo, de 16.

Rayssa também entrou para a história do esporte olímpico brasileiro ao se tornar a medalhista olímpica mais jovem da história do nosso país, além de ser a mais jovem brasileira a competir em uma olimpíada. Dá-lhe Fadinha!

Letícia Bufoni terminou em nono e Pamela Rosa, em décimo.



Os Estados Unidos acabaram com a invencibilidade do Japão no softbol feminino nesta segunda (26), pelos Jogos Olímpicos. Garantidas na disputa pelo ouro, as estadunidenses venceram por duas corridas a um. Já o Canadá confirmou vaga na briga pelo bronze ao vencer a Itália por oito corridas a um. O adversário será o México, que bateu a Austrália por quatro corridas a um. As disputas pelas medalhas ocorrem nesta terça-feira (27).


Os brasileiros Gabriel Medina e Ítalo Ferreira venceram nesta segunda (26) as suas baterias pela terceira fase do surfe nos Jogos de Tóquio-2020. Medina enfrentará agora o francês Michel Bourez e Ítalo disputará as quartas contra o japonês Ohhara Hiroto.

Já no feminino, Enquanto Silvana Lima derrotou a portuguesa Teresa Bonvalot e avançou às quartas de final do torneio olímpico de Tóquio-2020, Tatiana Weston-Webb foi derrotada pela local Tsuzuki Amuro e deu adeus à competição. 

Por conta da ameaça de um tufão passar bem próximo do Japão para quarta (28), o restante da competição olímpica será todo disputado nesta terça (27) a partir das 7 da manhã (7 da noite no Brasil)


O Brasil se despediu do Taekwondo sem medalhas. Na categoria até 80kg, Ícaro Miguel perdeu na primeira luta o italiano Simone Alessio - campeão mundial em 2019 - por nocaute técnico. Golpes fatais do italiano na cabeça do brasileiro decidiram a luta. Maskhim Khrantcov (ROC) ficou com o ouro na categoria. 

Já Milena Titoneli perdeu para a croata Matea Jelic, que chegou a final e deu a chance da brasileira ir para a repescagem. Ela superou a haitiana Lauren Lee e foi decidir o bronze com a marfinense Ruth Gbagbi, que derrotou Milena por 12 a 8. Jelic ficou com ouro na categoria.



Na segunda rodada dos torneios de simples e duplas, nomes como Osaka Naomi, Garbine Muguruza, Novak Djokovic, Alexander Zverev, venceram suas partidas e avançam. Destaque para Karolina Pliskova, que venceu Carla Suarez Navarro por 2 sets a 1 no confronto mais disputado do dia 


Teve zebra no tênis de mesa! O Japão surpreendeu a China na final das duplas mistas e ficou com o ouro. É a primeira vez desde 2004 que a China não vai levar todos os eventos de tênis de mesa nos Jogos Olímpicos. Na disputa do bronze, Taiwan superou a França por 4-0.


Ninguém para a Coreia do Sul no tiro com arco. O país conquistou o terceiro ouro em três eventos na modalidades. Agora foi a disputa por equipes masculina, com a vitória  em cima de Taiwan na final por 6 a 0. Na disputa do Bronze, o Japão venceu os Países baixos por 5 a 4. 



Os Estados Unidos dominaram o Skeet masculino e feminino. Amber English no feminino e Vicent Hancock no masculino, levaram o ouro para o país, com English tendo uma disputa acirrada com Diana Bacosi (ITA) que ficou com prata - e Wei Meng (CHN), recordista mundial, ficou com o bronze -  enquanto Hancock dominou a prova do início ao fim para levar o tri olímpico - O dinamarquês Jesper Hansen ficou com a prata, com 55 pontos. Abdullah Alrashidi, do Kuwait, faturou o bronze.  


O triatlo estreou nos jogos com a disputa masculina. E o vencedor  foi o norueguês Kristian Blummenfelt com a marca de 1:45.04, enquanto a prata ficou com Alex Yee (GBR) e o bronze foi para Hayden Wilde (NZL).  O Brasil foi representado por Manoel Messias, que terminou com a 28ª posição na prova masculina, pouco mais de 3 minutos atrás do campeão. 


Os velejadores brasileiros Robert Scheidt e Patrícia Freitas competiram novamente em águas japonesas na madrugada desta segunda-feira (26, tarde, no Japão), pelas respectivas disputas da Laser e da RS:X, nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ele está em oitavo lugar após três regatas, enquanto ela é a 11ª após cinco corridas.





O Brasil conseguiu uma virada incrível para derrotar a Argentina por 3 sets a 2 pela segunda rodada do vôlei masculino. Pelo Grupo A, o Irã despachou a Venezuela por 3 a 0 e divide a liderança da chave com o Japão, que bateu o Canadá por 3 a 1. Ainda por este mesmo grupo, a Polônia se reabilitou do tropeço na estreia e aplicou 3 a 0 na Itália.

Pelo Grupo B, a seleção do Comitê Olímpico Russo (ROC) derrotou os Estados Unidos pelo placar de 3 sets a 1. Já a França se recuperou da derrota sofrida na estreia fazendo 3 sets a 0 na seleção da Tunísia. 



Ana Patrícia e Rebeca estrearam nos Jogos Olímpicos, vencendo com tranquilidade as quenianas  Makhoka e Kadhambi por 2 sets a 0, parciais de 21 a 15 e 21 a 9. O próximo jogo da dupla será na terça (27) às 23h (hora de Brasília) contra a dupla da Letônia.

Nos outros jogos da rodada, vitórias tranquilas das duplas favoritas Mol/Sorum (NOR) no masculino e Pavan/Humana-Paredes (CAN) e Ludwig/Kozuch (GER) no feminino


Confira como está o quadro de medalhas após 3 dias de competições:





Nenhum comentário:

Postar um comentário