Gigante pela própria natureza!!! Rayssa Leal é medalha de prata no street feminino em Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Gigante pela própria natureza!!! Rayssa Leal é medalha de prata no street feminino em Tóquio

Compartilhe



Rayssa Leal entrou para a história nesta nesta segunda (26) ao tornar-se a mais jovem medalhista olímpica do Brasil. A garota, de apenas 13 anos, conquistou a medalha de prata no skate street feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, em disputa realizada no Ariake Urban Sports Park. A japonesa Momiji Nishya, também de 13 anos, foi ouro e o bronze ficou com Nakayama Funo, de 16.


Fadinha chegou na final após ter sido terceira colocada na semifinal. Na decisão, Momiji fez 15.26 pontos, Rayssa marcou 14.64 e Nakayama ficou com 14.49. Seis anos depois de viralizar como a fadinha do skate, a jovem de Imperatriz alcançou um pódio olímpico, para o choro de sua referência e agora sua fã, Letícia Bufoni. Confira como foi a prova.


Em sua primeira volta, Rayssa fez uma boa corrida, acertando as manobras. No entanto, ao final, ao tentar uma de dificuldade maior acabou caindo. A queda não afetou muito sua nota e ela recebeu 2.94. Na segunda volta, ela logo tentou e conseguiu fazer a manobra que errou na primeira tentativa. No resto da corrida, a brasileira fez boas manobras e fez 3.14 pontos. A maranhense terminou a primeira parte na segunda colocação com 6.07 pontos.


Ao fim das voltas, a neerlandesa Roos Zwetsloot era a líder com 7.14 pontos e  Nishya Momiji era a terceira com 5.93. 


Na etapa dos tricks, Rayssa começou com um erro e zerou a primeira tentativa. Porém, com as quedas de algumas adversárias ela se manteve no pódio, terminando a primeira rodada na terceira colocação. Na segunda tentativa ela fez um flipboard e ficou com 3.91. Como a japonesa Nakayama Fuma conseguiu 5.00 na sua trick, a brasileira terminou a segunda rodada na terceira colocação.


Usando o corrimão alto, a adolescente fez 4.21 na quarta tentativa e com a queda da Nakayama, Rayssa terminou a terceira rodada na liderança. Na penúltima manobra, ela encaixou o shape no corrimão e deslizou de lado, marcando 3.39, descartando o 2.94 da primeira volta. Nishiya fez 4.66 na sua manobra e assumiu a liderança. Rayssa ficou em segunda e Nakayama na terceira colocação.


Na última rodada de manobras, Rayssa e as japonesas foram para a disputa do ouro. Roos, que era ameaça ao pódio da brasileira errou e com isso a maranhense se tornou a medalhista mais jovem do Brasil. Na última tentativa, ela errou e ficou com a prata, Nishya acertou sua última manobra e ficou o ouro. Nakayama também errou e ficou com o bronze.


Foto em destaque: Wander Roberto/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário