Resumão Tóquio 2020 - Dia 11 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Resumão Tóquio 2020 - Dia 11

Compartilhe

   




O Brasil conquistou dois bronzes no atletismo; Um com Alison dos Santos nos 400m com barreiras- a prova disputa da história da distância, com ouro Karsten Warholm (NOR) fazendo recorde mundial - e Alison fazendo recorde sul-americano. O outro bronze foi com Thiago Braz no salto com vara, que fez bonito sendo apenas superado por Christopher Nielsen (USA) e Armand Duplantis (SWE), prata e ouro respectivamente.

Entre os brasileiros, ainda podemos destacar Darlan Romani se classificando para a final do arremesso de peso e Gabriel Constantino e Rafael Pereira avançando para a semifinal dos 110m com barreiras.

Nas outras provas que definiram medalhistas, alemã Malaika Mihambo conquistou o ouro da prova do salto em distância feminino, competição que foi decidida no último salto, no arremesso de martelo, Ania Wlodarczyk (POL) levou mais um ouro na prova, se tornando a primeira mulher a se tornar tricampeã olímpica no atletismo. Nos 800m feminino, Athing Mu (USA) levou o ouro

Nos 200m rasos, Elaine Thompson-Herah venceu com o segundo melhor tempo da história da prova 21s53, 0s19 mais lento do que o recorde mundial de Florence Griffith-Joyner, feito em 1988.





O basquete masculino foi mais outro a definir seus semifinalistas. A Eslovênia atropelou a Alemanha por 94 a 70 e na semifinal, enfrenta a França, que venceu a Itália por 84 a 75. Na outra semifinal, os Estados unidos venceram a Espanha por 95 a 81 e vai enfrentar a Austrália, que trucidou a Argentina por 97 a 59. 

As quartas de final marcaram a despedida de duas lendas de suas seleções. Os pivôs Pau Gasol da Espanha e Luis Scola da Argentina, ambos de 41 anos de idade.



República Dominicana venceu nesta terça-feira (3) a equipe de Israel por 4 a 2 e se manteve viva na busca pela medalha no torneio olímpico de beisebol, em Yokohama. Agora os dominicanos vão enfrentar os Estados Unidos na segunda repescagem. 



O Brasil teve mais outro dia quase perfeito no boxe. Confirmando as expectativas, Bia Ferreira derrotou a uzbeque Raykhona Kodirova, nas quartas de final da categoria até 60kg e garantiu vaga na semifinais e no mínimo uma medalha de bronze.  Ela enfrentará a finlandesa Mira Pottkonen, na próxima quinta-feira (04), às 02:15. Abner Teixeira foi derrotado por Julio La Cruz (CUB) na categoria até 91kg e ficou com o bronze.  Já Wanderson de Oliveira acabou caindo nas quartas de final para Andy Cruz e ficou sem a sua medalha. 

tivemos duas decisões de medalha no boxe nesta terça (3) - Irie Sena (JPN) e Roniel Iglesias (CUB) venceram as categorias 57kg e 69kg, respectivamente





Isaquias Queiroz e Jacky Godmann ficaram fora do pódio, em quarto no C2-1000m. O ouro ficou com a dupla cubana Sergei Madrigal Torres e Fernando Jorge Enriquez. O destaque do dia foi Lisa Carrington (NZL)  após ganhar o ouro olímpico nas duas provas que disputou, o K1 200m e o K2 500m.

A prova do K1 1000m masculino, dominada nas classificatórias pelo português Fernando Pimenta, foi conquistada pela Hungria, que faz dobradinha com Balint Kopasz e Adam Varga. 



A Alemanha interrompeu o domínio da Grã Bretanha na prova de perseguição feminina, levando o ouro na prova, com direito a recorde mundial. Na prova de velocidade masculina, foi a vez dos Países Baixos superarem os britânicos e levarem o ouro. 



Hoje teve início a competição masculina da Escalada esportiva, com as qualificações do Lead,Boulder e velocidade. Bassa Mawem (FRA) foi o mais rápido no velocidade e no Boulder e lidera a competição até o momento. Jakob Schubert (AUT) venceu o lead e está em quarto até o momento. No dia 5 teremos as finais de cada modalidade e o melhor ranqueado entre as três, fica com o ouro.  


Brasil e Espanha confirmaram o favoritismo e vão fazer a grande final no futebol masculino. Mas foi fácil. O Brasil empatou com o México no tempo normal e no extra, tendo que definir a vaga nas penalidades. O Brasil foi nas suas cobranças e venceu por 4 a 1. A Espanha enfrentou o Japão e só conseguiu a vitória na prorrogação, gol solitário de Marco Ascensio




Hoje tivemos as últimas finais da ginástica artística em Tóquio. Zou Jingyuan da China foi ouro nas barras paralelas, Hashimoto Daiki do Japão venceu a barra fixa e Guan Chenchen da China ficou em primeiro lugar na trave. Ainda na trave, Simone Biles voltou a competir, ficando com a medalha de bronze. A brasileira Flávia Saraiva teve um desequilíbrio grande e terminou em 7° lugar.




O Handebol masculino definiu seus semifinalistas com uma grande surpresa presente: o Egito, que derrotou a Alemanha nas quartas de final e vai enfrentar a França que derrotou o Bahrein;

Na outra Semifinal, a  Dinamarca, que derrotou a Noruega, vai enfrentar a Espanha, que venceu a Suécia.  


O Hipismo saltos começou com sua prova individual e ja tivemos surpresas: Entre os cavaleiros brasileiros, apenas Yuri Mansur conseguiu se classificar para a final dos saltos no hipismo dos Jogos Olímpicos após zerar o percurso da qualificação. Marlon Zanotelli  foi eliminado e perdeu a chance de brigar por um pódio olímpico. O melhor geral foi Ben Maher (GBR) com 0 pontos e 81.34s, seguido por Darragh Kenny (IRL) com 0 pontos e 82.01s.




Definidos os finalistas do torneio de hóquei na grama masculino. A Bélgica venceu a Índia por 5 a 2 em uma das semifinais e Austrália derrotou a Alemanha por 3 a 1 na outra semi, e as duas medirão forças pelo ouro olímpico.




O uzbeque Akbar Djuraev ficou em primeiro lugar na categoria até 109kg do levantamento de pesos. Simon Martirosyan da Armênia ficou com a prata e Arturs Plesnieks da Letônia com o bronze.


 

O polo aquático feminino definiu suas semifinalistas em Tóquio. As atuais bicampeãs olímpicas do Estados unidos venceram o Canadá nas quartas e vão enfrentar o Comitê Olímpico Russo (ROC) em uma das semis, enquanto o outro duelo que definirá uma vaga na final será entre Espanha e Hungria.  



Pra variar, Dobradinha da China, agora no trampolim de 3m masculino. Xie Siyi levou o ouro e Wang Zongyuan ficou com a prata e o britânico Jack Laugher com o bronze.




Alemanha e China farão uma das semifinais da competições por equipes femininas. Enquanto as alemãs sofreram para vencer as coreanas por 3 a 2, a China atropelou Singapura por 3 a 0. Quem já está na final esperando o vencedor desse duelo é o Japão, que venceu Hong Kong por 3 a 0 na outra semifinal. 

No masculino, Japão e Alemanha venceram Suécia e Taipei Chinês respectivamente nas quartas de final e se enfrentam na semifinal. O outro confronto da semifinal é entre China e  Coreia do Sul.



Saiu a primeira medalha da vela brasileira e foi logo de ouro - Martine Grael e Kahena Kunze birlharam na regata da medalha, chegando na frente das rivais pela medalha e conquistaram o bicampeonato olímpico da classe 49er FX. Elas se juntam a Adhemar Ferreira da Silva, Giovani Gávio, Maurício,  Serginho Escadinha, Torben Grael, Marcelo Ferreira, Robert Scheidt Jaqueline Sheilla, Thaísa, Paula Pequeno, Fabiana e Fabi no seleto grupo de bicampeões olímpicos do Brasil.

Outras classes tiveram seu encerramento nesta terça (3). Na 49er, Dylan Fletcher e Stuart Bithell (GBR) levaram o ouro - Marco Grael e Gabriel borges terminaram em décimo sexto; Na Finn, Scott Gilles (GBR) venceu - com Jorge Zarif em décimo quarto; E Na Nacra 17, Caterina Banti e Ruggero tita (ITA) foram os campões, com Gabriela Nicolino  e Samuel Albrecht ficando em décimo.

Quem está na briga por medalha é a dupla Fernanda oliveira e Ana Barbachan, que se classificaram na quinta posição na regata da medalha e estão na briga pelo pódio na 470. 




O Brasil passou fácil pelo Japão - 3 sets a 0 - nas quartas de final do torneio masculino e agora vai encarar o Comitê Olímpico Russo (ROC) - que venceu o Canadá por 3 a 0 - nas semifinais. Na outra semi, Argentina - que derrotou a Itália por 3 sets a 2 - e a França - que venceu a bicampeã mundial Polônia pelo mesmo placar - se enfrentam por uma vaga na final. 


Ana Patrícia e Rebecca deram adeus aos Jogos Olímpicos, após perderem para a dupla suíça Anouk Vergé-Dépré e Joana Heidrich por 2 sets a 1 nas quartas de final. Pela primeira vez não teremos uma dupla brasileira entre as semifinalistas do torneio olímpico. Agora as suíças vão enfrentar Ross/Klinemann na semifinal. Na outra semi, Artacho Del Solar/Clancy (AUS) enfrentam Graudina/Kravcenoka (LAT)



Laís Nunes foi derrotada pela búlgara Taybe Mustafa Yusein, por 4 a 1, na estreia da categoria até 62kg do estilo livre feminino. Ela precisava que a Yusein chegasse a final para que ela tivesse chance de disputar a repescagem e isso quase deu certo, com a búlgara chegando até a semifinal. 

Confira abaixo o quadro de medalhas após 11 dias de competição:










 

Nenhum comentário:

Postar um comentário