Espanha vence Japão na prorrogação e enfrenta o Brasil em final olímpica - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Espanha vence Japão na prorrogação e enfrenta o Brasil em final olímpica

Compartilhe

 


Em uma partida muito disputada, a Espanha venceu o Japão na prorrogação por 1 a 0 em Saitama, e enfrentará o Brasil na final do futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Esta é a quarta vez que o país chega a uma decisão olímpica na modalidade.


No começo do primeiro tempo, poucas chances claras de gol, como a cabeçada de Mikel Merino que foi por cima das traves de Tani Kosei. Com os dois times errando passes aos montes, a partida ficou travada e em ritmo lento.


Já perto do fim da primeira etapa, o jogo melhorou. Os espanhóis tiveram uma grande com Rafa Mir lançado pelas costas da zaga e no cara a cara chutou de bico, mas o goleiro Tani salvou com o pé e evitou o gol. A equipe japonesa chegava com perigo apenas nos contra-ataques, com Endo finalizando ao lado da baliza e em chute travado de Doan Ritsu após boa jogada criada por Kubo Takefusa.

Foto: Annegret Hilse/REUTERS

O segundo tempo começa com a seleção japonesa tendo o primeiro ataque, após chute de Hayashi que raspou a trave de Unai Simón. Após pênalti marcado para a Espanha e anulado com a ajuda do VAR, o atacante Maeda cabeceou por cima do gol espanhol.


Perto do final do jogo, o goleiro japonês Tani Kosei evitou o gol em quarto oportunidades. Defendeu três chutes de Rafa Mir, sendo um em uma bela saída fechando o ângulo, outro em um chute cruzado fortíssimo que defendeu com o pé, e o último com um chute colocado no meio do gol. Além de defender o chute de Oyarzabal.


Com a prorrogação já em andamento, Maeda perdeu a grande chance do Japão no jogo após cruzamento vindo da esquerda, o camisa nove cabeceou sozinho, mas por cima do gol espanhol. Porém, aquele clichê já existente no futebol se fez presente: "quem não faz, toma".


Marco Asensio é um dos jogadores espanhóis mais badalados neste ciclo olímpico. E o meia-atacante entrou no lugar de Dani Olmo no segundo tempo. Ficou sumido por um tempo no jogo, mas na única chance que teve, fez tudo certo. Asensio recebeu de Oyarzabal na ponta da área, dominou, ajeitou e bateu colocado para fazer um golaço no canto direito de Tani Kosei. Faltando cinco minutos para o término da prorrogação não tinha mais o que fazer. A Espanha estava na final.


Fotos: Kim Hong-ji/REUTERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário