Resumão Tóquio 2020 - Dia 5 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Resumão Tóquio 2020 - Dia 5

Compartilhe

   







Ygor Coelho foi eliminado do torneio olímpico de badminton após perder para o japonês Tsuneyama Kanta por 2 a 0 (21 - 14 e 21 - 8) e ficar em segundo no grupo I. Apenas o campeão de cada grupo passava para a fase de 16 avos de final. Fabiana Silva acabou eliminada da competição olímpica após sua segunda derrota no grupo H, desta vez para Beiwen Zhang (USA) por 2 sets a 0 (21/9 e 21/11).



A Alemanha venceu a Nigéria por 99 a 92 e a Austrália sofreu, mas superou a Itália por 86 a 83. No Grupo B, Estados Unidos atropelou o Irã por 120 a 66 e a França venceu a República tcheca por 97 a 77. 


Estados Unidos e Letônia se consagraram nesta quarta (28), os primeiros campeões olímpicos da história do basquete 3 x 3.  A Letônia conseguiu  o ouro no masculino, ao vencer o Comitê Olímpico Russo por 21 a 18. A Sérvia ficou com o bronze, que bateu a Bélgica por 21 a 10.

Já no feminino, os Estados Unidos venceram o Comitê Olímpico Russo por 18 a 15. A China ficou com o bronze o ao derrota a França por 18 a 15. 


No retorno do beisebol aos Jogos Olímpicos após 13 anos, o Japão sofreu para ganhar da República Dominicana pelo placar de 4-3, em partida disputada em Fukushima.

 
Keno Machado teve uma sua estreia tranquila nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O brasileiro enfrentou o chinês Daxiang Chen na categoria até 81kg do torneio de boxe e não precisou fazer muito esforço para derrotá-lo. A luta foi encerrada ainda na metade do segundo round, depois que o adversário ficou impossibilitado de voltar ao combate por estar sangrando.


Os canoístas Ana Sátila e Pepê Gonçalves se classificaram nesta quarta (28) para as semifinais do C1 feminino e do K1 masculino, respectivamente. Sátila foi a quarta colocada e Pepê, o décimo. 


A neerlandesa Annemiek van Vleuten e o esloveno Primoz Roglic conquistaram nesta quarta-feira (28) a medalha de ouro no contrarrelógio do ciclismo estrada nos Jogos Olímpicos de Tóquio. 

Completaram o pódio entre as mulheres a suíça Marlen Reusser ficou com a prata e Anna van der Breggen com o bronze.  Nos homens, o neerlandês Tom Dumoulin faturou a prata enquanto o australiano Rohan Dennis anotou 56m08s09. 


A equipe da Coreia do Sul conquistou o bicampeonato olímpico da competição masculina de sabre no Jogos Olímpicos de Tóquio. Os sul-coreanos derrotaram na decisão disputada nesta quarta-feira (28) o time da Itália pelo placar de 45 a 26. Na disputa pela medalha de bronze, a Hungria levou a melhor sobre a Alemanha e venceu pelo placar de 45 a 40.



O Brasil venceu a Arábia Saudita por 3 a 1 e garantiu a vaga para a quartas de final. A seleção olímpica enfrenta o Egito por uma vaga na semifinal. os outros jogos das quartas de final serão Espanha x Costa do Marfim, Japão x Nova Zelândia e Coreia do Sul x México.


Hashimoto Daiki venceu o individual geral masculino. O japonês fez boas apresentações, com destaques para o cavalo com alças e a barra fixa, para levar a medalha de ouro. Xiao Ruoteng da China levou a prata e Nikita Nagornyy do Comitê Olímpico Russo levou o bronze. O Brasil teve Caio Souza em 17º e Diogo Soares no 20º lugar.

Ainda na ginástica, Simone Biles não vai mais participar do individual geral feminino na quinta (29). De acordo com a USA Gymnastics, a decisão foi tomada, para que a ginasta cuide da sua saúde.


O Brasil perdeu seu terceiro jogo no torneio olímpico handebol masculino. Nesta quarta-feira,  a seleção brasileira foi derrotada pela Espanha por 32 a 25 e se complicou na chave, precisando vencer Argentina - que perdeu para a Noruega por 27 a 23 - e Alemanha - que perdeu para a França por 30 a 29 - pra continuar a sonhar com a classificação no Grupo A. 

No grupo B, a Dinamarca venceu o Bahrein por 31 a 21, a Suécia superou Portugal por 29 a 28 e o Egito superou o Japão por 33 a 29.



Jessica von Bredow-Werndl (GER) conquistou nesta quarta-feira (28) o ouro olímpico na prova individual do adestramento em Tóquio, superando a compatriota Isabell Werth (GER). O bronze foi para Charlotte Dujardin (GBR). João Victor Oliva, que foi eliminado ainda na primeira fase, terminou no 26º lugar.




No campeonato feminino, os Países Baixos venceram a África do Sul por 5 a 0, Grã Bretanha venceu a Índia por 4 a 1 e a Alemanha venceu a Irlanda por 4 a 2. No grupo B, a Espanha venceu a Nova Zelândia por 2 a 1, a Austrália venceu o  Japão por 1 a 0 e a Argentina venceu a China por 3 a 2. 

Entre os homens, a Espanha venceu o Japão por 4 a 1 e a Austrália venceu a Nova Zelândia  por 4 a 2 no grupo A 



O georgiano Lasha Berauki e a japonesa Arai Chizuru conquistaram e medalha de ouro no quinto dia de competições do judô, nas categorias até 90 kg masculino e até 70 kg feminino, respectivamente. Na decisão masculina, Berauki derrotou na final o alemão Eduard Trippel As medalhas de bronze foram conquistadas pelo uzbeque Davlat Bobonov e pelo húngaro Krisztián Tóth. 

Entre as mulheres, Arai conquistou o ouro derrotando na final a austríaca Michaela Polleres. As medalhas de bronze ficaram com Sanne van Dijke (NED) e com a russa Madina Taimazova, algoz da brasileira Maria Portela após arbitragem controversa nas oitavas de final.

Outro brasileiro em ação, Rafael Macedo perdeu para Izlam Bobayev (KAZ) na primeira luta. 



Shi Zhiyong (CHN) confirmou o favoritismo e faturou o ouro na categoria até 73kg masculino. A prata foi para Julio Ruben Pernia (VEN) - primeira medalha da Venezuela nos Jogos de Tóquio e o bronze ficou com Erwin Abdullah (INA) alcançou 342kg, vindo do grupo B. Foi a primeira vez na história dos Jogos Olímpicos que um pesista consegue chegar ao pódio olímpico competindo no grupo B.




Em dia de quebra de recordes olímpicos, o Brasil foi apenas coadjuvante nas provas em que teve representantes. Nos 200m borboleta, Leonardo de Deus acabou piorando as marcas alcançadas na preliminar e semifinal, e com isso terminou com a sexta colocação. Já no revezamento 4x200m livre, o Brasil chegou em oitavo lugar. 

Os grandes destaques da manhã em Tóquio foram o húngaro Kristof Milak e a australiana Ariarne Titmus, que quebraram os recordes olímpicos dos 200m borboleta e 200m livre respectivamente. Quem também fez bonito foi o tine da Grã-Bretanha de revezamento 4x200 livre masculino, que ficou a 0.04 do recorde mundial.

Já nas eliminatórias na noite no Japão, o Brasil não foi bem. Larissa Oliveira, Caio Pumputis, Vinícius Lanza e revezamento 4x100m não avançaram e deram adeus aos jogos. 


 

A Hungria surpreendeu e conseguiu uma vitória épica de 8 a 6 contra os Estados Unidos, que não perdia desde os jogos de Pequim em 2008.  No outro jogo do grupo, a  China derrotou o Japão por 16-11.  Pelo grupo A, no grande jogo da chave, os Países Baixos venceram a Espanha por 14-13 e o Canadá atropelou a África do Sul por 21-1.


Nas cinco provas disputadas, foram batidos dois recordes mundiais e três recordes olímpicos.O skiff duplo feminino, em que as romenas Ancuta Bodnar e Simona Radis ficaram com o ouro e bateram o recorde olímpico da prova com o tempo de 6:41.03. Já na prova masculina do skiff duplo, em que os franceses Hugo Boucheron e Matthieu Androdias venceram a prova com o tempo de 6:00.33.

O ouro do quatro sem feminino ficou com a Austrália, que marcou o tempo de 6:15.37 e no masculino, o segundo ouro da Austrália veio no quatro sem masculino,



Fiji fez história novamente e conquistou o bi olímpico do rugby sevens masculino. Ele venceram a Nova Zelândia por 27 a 12.  Na disputa do terceiro lugar, a Argentina bateu a Grã-Bretanha por 17-12 para ganhar o inédito bronze na modalidade e a primeira medalha do país em Tóquio.




Os chineses Xie Siyi e Wang Zongyuan venceram a final do trampolim sincronizado masculino. A dupla dos Estados Unidos, formada por Andrew Capobianco e Mike Hixon, levou a prata e o bronze foi para os alemães Patrick Hausding e Lars Rudiger.



Luisa Stefani e Laura Pigossi fizeram história ao bater a parceria estadunidense formada por Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula de virada, por 2 sets a 1 (1-6, 6-3 e 10-6), para garantir ao país, uma vaga na semifinal do torneio de duplas femininas, feito inédito para o Brasil. 

Já nas duplas mistas, Luisa Stefani voltou às quadras para jogar com Marcelo Melo, mas eles perderam para Novak Djokovic/Nina Stojanovic (SRB) por 2 sets a 0 (6-3, 6-4) e foram eliminados


Não deu para Hugo Calderano. Primeiro brasileiro e primeiro mesatenista das Américas a chegar nas quartas de final no tênis de mesa em Olimpíadas, ele foi derrotado pelo alemão Dimitrij Ovtcharov, por 4 sets a 2 (5-11, 7-11, 11-8, 11-7, 11-5 e 11-2), e não avançou às semifinais da competição.



O brasileiro Marcus Vinícius D'Almeida teve uma grande participação no tiro com arco. Marcus superou o britânico Patrick Huston na estreia por 7 a 1 e avançou para a segunda rodada do mata-mata. Na sequência, venceu o neerlandês Sjef Van der Berg, semifinalista na Rio-2016, também por 7 a 1, e cravou a vaga nas oitavas-de-final.




Vários brasileiros estiveram em ação nas regatas da vela olímpica. Na 470 masculina, Henrique Haddad e Bruno Bethlen estão em décimo após 2 regatas. Na feminina, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan estão em décimo primeiro após 2 regatas.

Décimo primeiro lugar também é a posição de Gabriela Nicolino e Samuel Albrecht na Nacra 17 após 3 regatas. Martine Grael e Kahena Kunze estão em quinto lugar na classe 49er FX após 6 regatas. Na 49er masculina, Marco Grael e Gabriel Borges estão em décimo segundo e Jorge Zarif está em décimo terceiro após 2 regatas




O Brasil jogou muito mal e acabou derrotado na terceira rodada para o Comitê olímpico russo por 3 sets a 0 ( 25/22, 25/20 e 25/20). Nos outros jogos do Grupo B, Estados unidos venceu a Tunísia por 3 sets a 1 e a Argentina venceu a França por 3 sets a 2

No grupo A, o Canadá venceu o Irã por 3 sets a 0, a Polônia venceu a Venezuela por 3 sets a 1 e a Itália superou o Japão por 3 sets 1 .  



Única dupla brasileira atuando hoje, Ana Patrícia e Rebecca não conseguiram superar Anastasija Kravčenoka e Tina Graudina e perderam por 2 sets a 1. A próxima partida de Ana Patrícia e Rebecca será contra as estadunidenses Claes/Sponcil, na sexta-feira.


Confira abaixo o quadro de medalhas após 5 dias de competição:






Nenhum comentário:

Postar um comentário