Marcus D'Almeida vence britânico e neerlandês e está nas oitavas no tiro com arco - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Marcus D'Almeida vence britânico e neerlandês e está nas oitavas no tiro com arco

Compartilhe


O brasileiro Marcus Vinícius D'Almeida teve uma grande participação no tiro com arco na madrugada desta quarta-feira (28) nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O carioca de 23 anos, 40º no ranqueamento, superou o britânico Patrick Huston na estreia por 7 a 1 e avançou para a segunda rodada do mata-mata. Na sequência, venceu o neerlandês Sjef Van der Berg, semifinalista na Rio-2016, também por 7 a 1, e cravou a vaga nas oitavas-de-final.

O resultado alcançado por Marcus é o melhor de um arqueiro brasileiro na história do tiro com arco olímpico. A marca é a mesma alcançada por Ane Marcelle nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016, quando a brasileira caiu nas oitavas. D'Almeida volta a competir às 21h30 de sábado, quando enfrenta o italiano Mauro Nespoli.

No duelo de estreia, contra o britânico, o primeiro tiro do brasileiro assustou: 5 pontos, em 10 possíveis. Porém, o brasileiro conseguiu responder acertando um 9 e um 10, arrancando o empate na parcial em 24 a 24. No set seguinte, Marcus foi dominante, acerta 8, 9 e 10 contra três notas 8 para o britânico. Com isso, o arqueiro do Brasil abriu 3 a 1 no placar do duelo.

No terceiro set, um tiro 4 do britânico ajudou o brasileiro, que venceu sem sustos. Por fim, na parcial decisiva, um tranquilo 27 a 25 assegurou Marcus na próxima fase. O adversário não seria fácil: o neerlandês Sjef Van der Berg, que foi semifinalista nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016 e que havia eliminado o medalhista de prata daquela edição - o francês Jean-Charles Valladont - no duelo anterior.

O brasileiro começou o combate mostrando que brigaria em pé de igualdade pela vaga: empatou por 27 a 27 o primeiro set. Depois, só deu Marcus: conseguiu dois tiros 10 no segundo set, contra apenas 1 de Van der Verg, e faturou a parcial. No terceiro set, conseguiu 28 pontos, contra 27 do adversário. Por fim, conseguiu fechar o embate se aproveitando de um 7 adquirido pelo neerlandês. Placar final: 7 a 1.

Foto: Jonne Roriz/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário