Ex-número 1 do mundo, Andy Murray está fora do Australian Open devido contaminação por coronavírus - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ex-número 1 do mundo, Andy Murray está fora do Australian Open devido contaminação por coronavírus

Compartilhe

O tenista Andy Murray, dono de três títulos de Grand Slam, dois ouros olímpicos e ex-líder do ranking mundial, decidiu desistir de participar do Australian Open, após ter testado positivo para coronavírus a poucos dias da viagem ao país. 

Se embarcasse para a Austrália, Murray deveria cumprir um período de 14 dias de isolamento, o que atrapalharia sua preparação, já que chegaria atrasado. Mesmo mantendo diálogo constante com os organizadores, não foi possível viabilizar sua viagem e o atleta optou pela desistência. 

“Temos estado em diálogo constante para tentar encontrar uma solução que permitisse alguma forma de quarentena viável, mas não conseguimos fazer funcionar. Quero agradecer a todos por seus esforços. Estou arrasado por não jogar na Austrália. É um país e um torneio que adoro”, disse o britânico de 33 anos. 

Murray foi cinco vezes vice-campeão do Australian Open, perdendo uma final para Roger Federer (2010) e outras quatro para Novak Djokovic (2011, 2013, 2015 e 2016). Pelo seu grande histórico na modalidade e no torneio, recebeu um convite para a chave principal, já que hoje ocupa a 123ª colocação do ranking mundial da ATP, uma posição insuficiente para a classificação direta. 

A última vez que Murray disputou o Australian Open foi em 2019, quando chegou a se despedir das quadras devido seus problemas no quadril. Ele reconsiderou, voltando a jogar tênis poucos meses depois, disputando duplas mistas ao lado de Serena Williams em Wimbledon e até mesmo vencendo um ATP 250 na Antuérpia, Bélgica, em simples, no final daquela temporada. 

Mas em 2020 o físico voltou a tirar Murray das quadras. Ele disputou apenas sete partidas no ano passado, encerrando sua temporada em outubro. Já em 2021, o britânico desistiu do ATP 250 de Delray Beach, na retomada do tour. 

Com a decisão, Murray seguirá isolado em sua casa perto de Londres, na Inglaterra, e ainda não estipulou uma data para seu retorno às quadras. 

O Australian Open está marcado para entre os dias 8 e 21 de fevereiro. 

Foto: Francisco Seco/Associated Press


Nenhum comentário:

Postar um comentário