Brasileiros vão bem nas eliminatórias e estão nas semis da canoagem slalom - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Brasileiros vão bem nas eliminatórias e estão nas semis da canoagem slalom

Compartilhe

Os canoístas Ana Sátila e Pepê Gonçalves se classificaram nesta quarta (28) para as semifinais do C1 feminino e do K1 masculino, respectivamente. Os dois obtiveram ótimos resultados nas eliminatórias realizados no Kasai Canoe Slalom Centre, ficando entre os dez primeiros. Ela foi a quarta colocada e ele, o décimo. 


Pepê irá buscar sua segunda final olímpica, após ser o sexto colocado na Rio-2016, e Ana busca medalhar na estreia do C1 feminino nos Jogos. Até a edição no Brasil, as mulheres disputavam apenas a modalidade K1. A semifinal do C1 é nesta quinta, às 02h no horário de Brasília, e a do K1 é na sexta, no mesmo horário. As finais são disputadas logo após as semifinais, no mesmo dia.


Ana fez uma volta razoável na primeira descida, cometendo dois erros, o que gerou uma punição de quatro segundos pra ela e o tempo total de 120.56 segundos. O 11º melhor tempo entre as 22 concorrentes. Assim como a maioria das atletas, Ana melhorou seu desempenho na segunda tentativa e conseguiu escalar sete posições.


A brasileira diminuiu seu tempo em 11 segundos, fechando a volta em 109.90, alcançando assim a quarta colocação. Sátila terminou logo a frente da tetra campeã mundial, Jessica Fox (AUS). A sua frente ficaram Tereza Fiserova (CZE), Andrea Herzog (GER) e Mallory Franklin (GBR), esta última, a mais rápida com o tempo de 105.06 segundos. 


Feliz com o resultado, Ana explicou o que fez para melhorar tanto seu desempenho para a segunda descida. 


"Fiquei muito feliz com meu resultado hoje. Tive vários erros na primeira descida, alguns toques que custaram alguns pontos. O objetivo é remar bem o tempo todo, então consegui me focar muito bem para a segunda descida. Fiz uma análise de vídeo para tentar melhorar e na segunda descida com certeza eu me superei em cada ponto que havia sido ruim", disse ela.

Pepê Gonçaves (Miriam Jeske/COB)

Pepê também não decepcionou e teve uma eliminatória parecia com a de sua compatriota. Na primeira descida, o brasileiro foi o 15º colocado com o tempo de 98.13, cometendo dois erros. Na segunda volta, o brasileiro justificou a homenagem a Ayrton Senna em seu capacete e foi mais rápido.


Com apenas um erro, Pedro baixou seu tempo em seis segundos e fechou a prova em 92.91 segundos, nona melhor descida da série e décima geral. Sem o incidente, o brasileiro terminaria na sexta colocação, mas ele saiu satisfeito com o resultado. A primeira colocação ficou com o alemão Hannes Aingner, que desceu em 90.14 segundos.


"A primeira descida foi um peso muito grande nas minhas costas. Já na minha segunda, eu saí muito feliz, apesar de um toque nas primeiras balizas, porque consegui concentrar. Além de classificar, foi um bom treino para as próximas etapas duras que virão. Acho que eu tenho um diferencial de que sob pressão consigo crescer", falou Pepê


Foto em destaque: Miriam Jeske/COB 



Nenhum comentário:

Postar um comentário