Hugo Calderano perde de virada para Ovtcharov e para nas quartas de Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Hugo Calderano perde de virada para Ovtcharov e para nas quartas de Tóquio

Compartilhe



Foi encerrada na manhã desta quarta-feira (28) a trajetória histórica de Hugo Calderano nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Primeiro brasileiro a chegar nas quartas de final no tênis de mesa em Olimpíadas, ele foi derrotado pelo alemão Dimitrij Ovtcharov, por 4 sets a 2 (5-11, 7-11, 11-8, 11-7, 11-5 e 11-2), e não avançou às semifinais da competição.


Calderano é o sétimo colocado do ranking mundial, sendo o melhor não-asiático da classificação. Ele entrou no torneio olímpico como cabeça de chave número 4 e venceu duas partidas antes de chegar nas quartas: o esloveno Bojan Torkic  (4 sets a 1) e o sul-coreano Jang Woojin (4 sets a 3). Dimitrij Ovtcharov, por sua vez, é o oitavo do mundo e é dono de quatro medalhas olímpicas.


Hugo até teve um início animador em seu duelo contra o alemão, vencendo os dois primeiros sets e abrindo 8-4 de vantagem na terceira parcial. No entanto, perdeu ritmo e sofreu a virada ainda no terceiro set e foi derrotado nos outros três sets. O brasileiro chegou a ter 7-1 de vantagem no quinto set e, na parcial decisiva, sofreu nove pontos seguidos ao perder por 11-2.


Calderano já era o dono do melhor resultado de um brasileiro em Olimpíadas no tênis de mesa: oitavas de final, atingida na Rio-2016. Ele, porém, dividia o posto com Hugo Hoyama, que chegou na mesma fase de Atlanta-1996. Agora, chegando nas quartas, se isola como o dono do maior feito olímpico brasileiro na modalidade.


Ovtcharov enfrentará na próxima fase o chinês Ma Long, atual campeão olímpico e bicampeão mundial. A outra semifinal será entre o também chinês Fan Zhendong e o taiwanês Lin Yun-Ju. Hugo ainda competirá em Tóquio, pelo torneio de equipes. O Brasil é o sexto time mais bem ranqueado e terá, além de Calderano, Gustavo Tsuboi e Victor Ishiy.

Foto: Wander Roberto/COB

O jogo

Os dois primeiros sets foram de domínio absoluto de Hugo Calderano. O começo da primeira parcial até foi equilibrado, mas o brasileiro deslanchou na metade do game para fechar em 11-5. Já no segundo set, Hugo manteve a intensidade para fechar em 11-7.


Calderano seguiu muito bem na terceira parcial e tomou a dianteira no placar, o que fez com que o alemão gastasse seu tempo técnico. De nada adiantou e o brasileiro abriu larga margem, indo para 8-4. Ovtcharov, no entanto, iniciou a reação e anotou três pontos seguidos. Hugo também pediu seu tempo, mas não conseguiu voltar bem e o alemão fez mais quatro pontos para fechar em 11-8. 


Mais confiante pela bela virada na parcial anterior, Ovtcharov cresceu no quarto set e abriu 6-1 logo no início. Calderano marcou 6-2 e os dois alternaram pontuações até 8-4, quando cada um fez dois pontos e o alemão ficou com 10-6 de frente. Num lindo saque, Hugo salvou o primeiro set point, mas não conseguiu salvar o segundo, perdendo por 11-7

O alemão Dimitrij Ovtcharov (Foto: Luisa Gonzalez/REUTERS)

Após duas parciais de queda, o brasileiro voltou bem melhor para o quinto set e contou até mesmo com a ajuda da sorte, com a bola tocando na "casquinha" da mesa e na fita da rede, para abrir 7-1 de frente. O alemão fez quatro pontos seguidos e a diferença foi cortada para 7-5. O brasileiro ainda anotou o oitavo ponto, mas Ovtcharov marcou mais seis pontos seguidos para fechar em 11-5.


Seguindo a mesma tônica, o alemão praticamente não errou no sexto e último set. Ele abriu 4-1, o brasileiro fez o segundo ponto e o alemão fez nove pontos seguidos para fechar o duelo, em 11-2.


Foto de capa: Luisa Gonzalez/REUTERS




Nenhum comentário:

Postar um comentário