Resumão Tóquio 2020 - Penúltimo Dia - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Resumão Tóquio 2020 - Penúltimo Dia

Compartilhe

       








No penúltimo dia do atletismo, A maratona feminina reservou uma dobradinha para o Quênia. Peres Jepchirchir e Brigid Kosgei ficaram com ouro e prata, respectivamente. Molly Seidel (USA) foi bronze. Mariya Lasitskene (ROC) levou o ouro no salto em altura;  Já o norueguês Jakob Ingebrigtsen superou a concorrência do queniano Timothy Cheruiyot, atual campeão mundial, para conquistar o ouro nos 1500 metros.

A neerlandesa Sifan Hassan conquistou seu segundo ouro na Olimpíada de Tóquio. Depois dos 5.000m, ela triunfou nos 10.000m. Neeraj Chopra venceu o lançamento do dardo e salvou a pátria indiana, o primeiro ouro do país em Tóquio. 

Já nos revezamentos 4x400m, os Estados Unidos venceram tanto no masculino quanto no feminino .


Os Estados Unidos venceram a França por 87 a 82 e levaram o ouro no basquete masculino, se vingando da derrota sofrida para os franceses na primeira rodada. Esse foi o quarto ouro consecutivo do 'Dream Team' e Kevin Durant se igualou a Carmelo Anthony como os único tricampeões olímpicos do basquete masculino.  Na disputa do bronze, a Austrália venceu a Eslovênia por 107 a 93, com grande atuação de Patty Mills com 42 pontos e deu o bronze para os australianos.

No feminino, tivemos também a decisão do bronze e deu França, que derrotou a Sérvia por 91 a 76. Estados Unidos e Japão disputam amanhã o ouro do basquete feminino.



O Japão confirmou as expectativas e faturou em Yokohama, a medalha de ouro na despedida do beisebol do programa olímpico- já que está fora dos Jogos de Paris em 2024 , ao vencer os Estados Unidos por 2-0. O beisebol espera volta aos Jogos de Los Angeles em 2028.


Com um nocaute espetacular na final olímpica, Hebert Conceição conquistou ouro na categoria até 75kg  para ficar na memória do torcedor brasileiro ao vencer o ucraniano Oleksandr Khyzhniak . Os outros ouros do dia ficaram com  Galal Yafai (GBR) na categoria até 52 kg, a Bulgária venceu com Stoyka Krasteva no 51kg feminino e a Turquia teve Busenaz Surmeneli no alto do pódio na categoria até 75kg
 

Isaquias Queiroz, o brasileiro com mais medalhas em uma edição olímpica, entrou mais uma vez para a história do esporte brasileiro ao levar o ouro do C1-1000m e ficar com quatro medalhas olímpicas na carreira. O chinês Liu Hao ficou medalha de prata e o bronze ficou com Serghei Tarnovschi da Moldávia. 

Nos outros ouros do dia na modalidade, a China venceu os C2 500m feminino; A Hungria venceu o K-400m feminino e a Alemanha venceu no masculino. 



O Caratê se despediu dos Jogos olímpicos com uma imagem assustadora de Sajjad Ganjzadeh (IRI) no chão, após ser atingido no pescoço por Tareg Hamedi (KSA). O saudita foi desclassificado e o iraniano, que precisou ir ao hospital,  foi declarado vencedor da categoria acima de 75kg. Feryak Abdelaziz (EGY)  venceu na categoria até 61kg feminina.

O caratê está fora dos jogos de Paris em 2024 e espera voltar ao programa olímpico em 2028.
 


Após um hiato de 13 anos, o madison masculino retornou ao programa olímpico em Tóquio-2020. Disputado neste sábado (07), quem levou a melhor foi a Dinamarca. Grã Bretanha foi prata e França, bronze. 



O Brasil se tornou bicampeão olímpico de futebol masculino ao superar a Espanha na prorrogação por 2 a 1, gols de Matheus Cunha e Malcom pelo Brasil e Oyarzabal para Espanha. O México ficou com o bronze após derrotar o Japão nessa sexta (6)


A Seleção Brasileira de ginástica rítmica ficou em 12º lugar nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A equipe formada por Duda Arakaki, Deborah Medrado, Nicole Pircio, Geovanna Santos e Beatriz Silva conseguiu 73.250 pontos, mas não conseguiu avançar para a final.



 
A grande favorita e a atual número 1 do mundo Nelly Korda (USA) levou o ouro no gole feminino. Já medalhas de prata e bronze foram definidas num playoff. No buraco extra de par 4, a golfista da casa, Inami Mone venceu a neozelandesa Lydia Ko, que ficou com o bronze. 




A França conseguiu a sonhada revanche contra a Dinamarca - que havia vencido os franceses na Rio 2016 - e levou o ouro no handebol masculino, ao vencer por 25 a 23. A medalha de bronze ficou com a Espanha, que bateu o Egito pelo placar de 33 a 31.



A Suécia precisou do desempate com os Estados Unidos  para poder ficar com o ouro por equipes no Hipismo saltos. A equipe estadunidense ficou com a prata e Bélgica ficou com o bronze. O Brasil terminou em sexto lugar com Yuri Mansur, Marlon Zanotelli e Pedro Veniss.  



De a lógica na competição por equipe e o comitê olímpico russo venceu e angariou mais uma ouro na modalidade. China ficou com a prata e Ucrânia com a medalha de bronze.


O britânico Joe Choong conquistou a medalha de ouro da prova masculina do pentatlo moderno, com o direito a recorde olímpico. A medalha de prata ficou com o egípcio Ahmed Elgendy e a medalha de bronze ficou com o sul-coreano Jun Woong-tae. 


 

Estados Unidos conquistaram neste sábado (7) o ouro do torneio de polo aquático feminino ao atropelar a Espanha por 14 a 5. Esse foi o quarto titulo consecutivo das estadunidenses no polo aquático. O Bronze ficou com a Hungria, que venceu o Comitê olímpico russo por 11 a 9.


Pela primeira vez, o Brasil esteve presente em uma final olímpica da plataforma de 10m. Kawan Pereira ficou em 10º lugar com 393.85 pontos. No pódio, dobradinha da China com Cao Yuan ouro e Yang Jian prata. Tom Daley da Grã-Bretanha levou o bronze.




A França sofreu, mas superou o Comitê Olímpico Russo por 3 sets a 2  e levou um ouro inédito no vôlei masculino. Na disputa do bronze, a Argentina Superou o Brasil, também por 3 sets a 2 e ficou com uma medalha que não vinha para o país desde os jogos de Seul em 1988. 



Mol/Sorum  (NOR) confirmaram o favoritismo e levaram o ouro no vôlei de praia masculino ao superarem os russos Viacheslav Krasilnikov e Oleg Stoyanovskiy por 2 sets a 0 (21/17 e 21/18). Ahmed/Cherif (QAT) ficaram com o bronze



Abdulrashid Sadulaev (ROC) no estilo livre 97kg, Otoguro Takuto (JPN) no estilo livre até 65kg e Susaki Yui (JPN) no estilo livre feminino até 50kg foram os medalhistas de ouro no encerramento da modalidade em Tóquio 


Confira o quadro de medalhas após 15 dias de competições. 








Nenhum comentário:

Postar um comentário