Kawan Pereira fica em 10º lugar na plataforma de 10m; Cao Yuan leva o ouro - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Kawan Pereira fica em 10º lugar na plataforma de 10m; Cao Yuan leva o ouro

Compartilhe

Pela primeira vez, o Brasil esteve presente em uma final olímpica da plataforma de 10m. Kawan Pereira ficou em 10º lugar com 393.85 pontos. No pódio, dobradinha da China com Cao Yuan ouro e Yang Jian prata. Tom Daley da Grã-Bretanha levou o bronze.

Kawan Pereira começou sua campanha na final com um triplo e meio mortal revirado que recebeu 60.80 pontos. Na sequência, o brasileiro fez um de seus melhores saltos em Tóquio: um triplo e meio de costas de Kawan Pereira que tirou notas 8.0 dos juízes. 

O salto saindo em parada de mãos foi o pior de Kawan na final. O atleta não conseguiu encaixar a sua entrada e tirou notas entre 4.0 e 5.0. Na quarta rodada, o brasileiro tirou 79.55, sua maior nota em apenas um salto com seu quádruplo e meio para frente na posição grupada.

Nas últimas rodadas, Kawan conseguiu 56.10 pontos com seu triplo e meio mortal grupado em ponta pé à lua e 72.00 com duplo e meio de costas com parafuso e meio. O brasileiro terminou em 10º lugar com 393.85 pontos. 

Estou bem feliz. Dever cumprido para mim. Foi um ano de altos e baixos. Tive uma lesão no pé um mês e meio antes de vir para cá. Foi difícil, mas consegui. Espero que o saltos ornamentais ganhe mais visibilidade e agradeço muito pela torcida. Senti as vibrações boas daqui. Esse ano para mim ainda não acabou. Eu tenho duas competições juvenis, pois ano passados elas não aconteceram por causa da pandemia. Os Jogos Pan-Americanos Junior Cali 2021 e o Mundial Junior da modalidade. Então terei poucos dias de férias e volto a treinar - Kawan Pereira

A disputa pelas medalhas foi acirrada entre os chineses Cao Yuan e Yang Jian e o britânico Tom Daley. Os chineses eram favoritos na prova, mas Daley é bicampeão mundial e quando acerta todos os saltos consegue superar os asiáticos. Na primeira rodada, Cao e Daley chegaram a computar notas 10. Na segunda rodada, Tom Daley assumiu a liderança com um triplo e meio mortal revirado bem executado.

Cao reassumiu a liderança na quarta rodada, quando teve uma performance melhor do que Daley no salto em parada de mão. Os chineses aumentaram a diferença para o britânico nos últimos saltos com Jian conseguindo duas notas 10 para seu triplo e meio mortal de costas e Cao tirando apenas 9.5 e 10 no seu último salto, um duplo e meio mortal de costas com dois parafusos e meio.

Cao Yuan na final da plataforma de 10m - Foto: Marko Djurica/Reuters
Mesmo com a medalha de prata, Yang Jian fez uma marca histórica. O seu último salto foi o de maior grau de dificuldade da final (4.1), um quádruplo mortal e meio para frente na posição carpada. Yang conseguiu 112.75 pontos, o máximo já feito por um atleta em apenas um salto nos Jogos Olímpicos. O recorde anterior eram os 112.10 de Mathew Mitcham da Austrália, quando ele ganhou o ouro da plataforma em Pequim 2008.

Classificação final:
1. Cao Yuan (CHN) 582.35
2. Yang Jian (CHN) 580.40
3. Tom Daley (GBR) 548.25
4. Aleksandr Bondar (ROC) 514.50
5. Viktor Minibaev (ROC) 495.85
6. Oleksii Sereda (UKR) 461.70
7. Tamai Rikuto (JPN) 431.95
8. Cassiel Rosseau (AUS) 430.35
9. Jordan Windle (USA) 407.90
10. Kawan Pereira (BRA) 393.85
11. Brandon Loschiavo (USA) 383.65
12. Andres Villarreal (MEX) 381.75
Foto de capa: Gaspar Nóbrega/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário