Jakob Ingebrigtsen supera Cheruiyot e é ouro nos 1.500m de Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Jakob Ingebrigtsen supera Cheruiyot e é ouro nos 1.500m de Tóquio

Compartilhe

Deu Noruega nos 1.500m masculino do atletismo em Tóquio-2020, Jakob Ingebrigtsen superou a concorrência do queniano Timothy Cheruiyot, atual campeão mundial, para conquistar o ouro. De quebra, o jovem de 20 anos quebrou o recorde olímpico da distância ao marcar 3:28.32. O bronze da prova ficou com o britânico Josh Kerr.

Jakob é o mais novo dos irmãos Ingebrigtsen, um trio de corredores de média e longa distância muito conhecido internacionalmente. Jakob já vinha se destacando desde o Mundial de 2019, quando terminou na quarta colocação nos 1.500m e foi quinto nos 5.000m. Desde então, quebrou recordes nacionais e continentais e vem se consolidando ao pódio olímpico.

O norueguês conseguiu um grande feito ao faturar o ouro em Tóquio pois quebrou a invencibilidade de mais de dois anos de Cheruiyot nesta prova. O queniano, que foi campeão mundial em 2019, não perdia uma competição nessa distância desde maio de 2019, quando foi derrotado na Diamond League de Doha.

Vale destacar, porém, que Cheruiyot perdeu a seletiva olímpica queniana este ano e, a princípio, estaria fora dos Jogos de Tóquio, mas foi convocado de última hora após uma violação nas regras antidoping de um dos corredores que terminou a sua frente. Na final da prova olímpica, ele marcou 3:29.01, sendo ultrapassado por Ingebrigtsen nos metros finais.

A prova em Tóquio foi muito forte. Além do recorde olímpico - a marca foi abaixada em mais de três segundos -, cinco atletas fizeram as melhores marcas de suas vidas, incluindo Kerr, que foi bronze com 3:29.05. Vencedor da seletiva queniana, Abel Kipsang fechou em quarto, com 3:29.56, também recorde pessoal.

Este foi o quarto ouro da Noruega na Olimpíada de Tóquio, o segundo no atletismo. Karsten Warholm venceu os 400m com barreiras, com direito a quebra de recorde mundial, em prova que teve o brasileiro Alison dos Santos com o bronze. Mol/Sorum, no vôlei de praia, e Kristian Blummenfelt, do triatlo, foram os outros campeões olímpicos do país.

Foto de capa: Dylan Martinez/REUTERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário