Guia da final masculina do Australian Open 2021: Novak Djokovic vs Daniil Medvedev - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia da final masculina do Australian Open 2021: Novak Djokovic vs Daniil Medvedev

Compartilhe

Equilíbrio. É isso que podemos esperar da final masculina do Australian Open 2021, entre Novak Djokovic (1º) e Daniil Medvedev (4º), no próximo domingo (21). O sérvio conta com a experiência de 27 decisões de Major, enquanto o russo chega na briga pelo título com 20 vitórias consecutivas, sendo 12 contra tenistas do top-10


Djokovic deixou claro nas últimas temporadas que está em busca de recordes. O de maior número de semanas como número 1 do mundo já está garantido, com a queda de Rafael Nadal nas quartas de final do Aberto da Austrália. Ele vai passar Roger Federer (310 semanas), isso é inevitável


Agora Djokovic, 33, buscará Federer e Nadal no número de conquistas de Grand Slam. Cada um dos adversários tem 20 canecos, enquanto ele tem 17. Vencer o Australian Open seria fundamental para esta corrida atrás de um novo recorde. Ainda mais podendo aumentar uma marca que já é sua: pulando de oito para nove títulos do Aberto da Austrália.


Djokovic corre para disparar um golpe de backhand, com o lado direito de seu corpo na frente
Djokovic nunca perdeu uma final de Aberto da Austrália. Foto: Tennis Australia

Chega a ser surreal o aproveitamento que Djokovic tem em Melbourne. São 81 vitórias em 89 partidas. Nas suas 16 participações anteriores ele chegou em oito decisões de título, nunca perdendo na final. E os adversários de enorme calibre não foram poucos na decisão de títulos neste Major: Jo-Wilfried Tsonga (2008), Andy Murray (2011, 2013, 2015, 2016), Rafael Nadal (2012 e 2019) e Dominic Thiem (2020). 


Por outro lado, se sobra experiência para Djokovic, sobra físico, sequência e moral para Medvedev. Se o sérvio sofreu em vários jogos e alegou problemas físicos, o russo vem de vitórias contra todos os integrantes do top-10 desde novembro de 2020, com exceção, claro, dele mesmo e de Federer que não joga há mais de um ano. 


A sequência compreende os títulos do Masters 1000 de Paris e o ATP Finals do ano passado e a ATP Cup com a equipe da Rússia na atual temporada. Em quatro meses, Medvedev bateu Djokovic (1x), Nadal (1x), Thiem (1x), Tsitsipas (1x), Zverev (3x), Rublev (1x), Schwartzman (3x) e Berretini (1x). 


Com o braço esquerdo, Medvedev joga a bola para o alto e arma um saque com a raquete na mão direita
Esta será a segunda final de Grand Slam para Medvedev. Foto: Tennis Australia

Se vencer Djokovic na final de domingo, Medvedev assume a segunda posição no ranking mundial da ATP. O último tenista fora do Big-4 (Federer, Nadal, Djokovic e Murray) a alcançar tal feito foi Lleyton Hewitt (AUS) em 2005. Na pior das hipóteses, Medvedev já será o número 3 do mundo mesmo com a derrota na decisão. O último russo número 3 do mundo foi Nikolay Davydenko em junho de 2007.


Além disso, é necessário destacar que Medvedev já disputou uma final de Major. Obviamente 27 é um número maior que 1, mas o russo não chegará na decisão do Aberto da Austrália ‘cru’. Ele fez uma 'partidaça' contra Rafael Nadal na final do US Open de 2019, e acabou perdendo em cinco sets por 3 a 2 (5–7, 3–6, 7–5, 6–4, 4–6). 


Profissional desde 2014, o tenista russo de 25 anos disputou sua primeira final em 2017. Desde então, acumula 15 jogos valendo título, fora a ATP Cup 2021. Em 2019, Medvedev disputou nada mais nada menos que nove finais, ganhando quatro campeonatos. 


Ele não perde uma decisão de título desde setembro de 2019, exatamente a final do US Open. De lá para cá, o russo venceu quatro finais seguidas (ATP 250 de São Petersburgo, Masters 100º de Xangai, Masters 1000 de Paris e ATP Finals). 


Medvedev cerra o punho e comemora um ponto olhando para a arquibancada
Se vencer, Medvedev assumirá a segunda colocação no ranking mundial. Foto: Tennis Australia

No entanto, se olharmos para o outro lado da quadra, na perspectiva de Medvedev, veremos um tenista com 116 finais de campeonato e 81 títulos. Profissional desde 2003, Djokovic joga finais desde 2006. Sua última, porém, não traz boa memória. Ele perdeu a decisão de Roland Garros 2020 diante Rafael Nadal. Mas antes disso a sequência era de sete finais e sete títulos


É como o próprio Medvedev disse antes mesmo de sair de quadra após a vitória na semifinal. A responsabilidade de vencer o torneio é total de Djokovic. O russo chega como desafiante e tem armas para vencer. Mas quem é o número 1 e está atrás de recordes é o sérvio. É dele o favoritismo. 


Se Medvedev for supersticioso, pode se agarrar na última vez que um tenista russo enfrentou Djokovic numa final de torneio. O sérvio sucumbiu diante Karen Khachanov na final do Masters 1000 de Paris 2018


O problema é que se olhar o histórico geral de finais contra russos, Djokovic leva vantagem de 2 a 1, com vitórias para cima de Davydenko no ATP Finals de 2008 e o ATP 500 de Dubai de 2010 contra Mikhail Youzhny


Djokovic caminha para o fundo da quadra entre um dos pontos de uma partida
Por outro lado, se Djokovic for campeão, chegará ao nono título do Australian Open. Foto: Tennis Australia

Campanha de Novak Djokovic no Australian Open 2021


- R1: vitória contra Jeremy Chardy por 3 sets a 0 (6-3, 6-1 e 6-2)  - confira

- R2: vitória contra Frances Tiafoe por 3 sets a 1 (6-3, 6-7, 7-6 e 6-3) - confira

- R3: vitória contra Taylor Fritz por 3 sets a 2 (7-6, 6-4, 3-6, 4-6 e 6-2) - confira

- Oitavas de final: vitória contra Milos Raonic por 3 sets a 1 (7-6, 4-6, 6-1 e 6-4) - confira

- Quartas de final: vitória contra Alexander Zverev por 3 sets a 1 (6-7, 6-2, 6-4 e 7-6) - confira

- Semifinal: vitória contra Aslan Karatsev por 3 sets a 0 (6-3, 6-4 e 6-2) - confira


Tempo em quadra: 16h45 (4h25 a mais que Medvedev)

Sets cedidos: 5 (3 a mais que Medvedev)

Games cedidos: 94 (30 a mais que Medvedev)



Campanha de Daniil Medvedev no Australian Open 2021


- R1: vitória contra Vasek Pospsil por 3 sets a 0 (6-2, 6-2 e 6-4) - confira

- R2: vitória contra Roberto Carballes Baena por 3 sets a 0 (6-2, 7-5 e 6-1) 

- R3: vitória contra Filip Krajinovic por 3 sets a 2 (6-3, 6-3, 4-6, 3-6, e 6-0) 

- Oitavas de final: vitória contra Mackenzie McDonald por 3 sets a 0 (6-4, 6-2 e 6-3) 

- Quartas de final: vitória contra Andrey Rublev por 3 sets a 0 (7-5, 6-3 e 6-2) - confira

- Semifinal: vitória contra Stefanos Tsitsipas por 3 sets a 0 (6-4, 6-2 e 7-5) - confira


Tempo em quadra: 12h20 

Sets cedidos: 2

Games cedidos: 64  


Confrontos diretos entre Novak Djokovic e Daniil Medvedev


Copa Davis 2017 (Grupo Mundial – Rodada 1 / quadra dura): vitória de Novak Djokovic por 2 sets a 1 e desistência (3-6, 6-4, 6-1 e 1-0 RET)


ATP 250 de Eastbourne 2017 (Semifinal / grama): vitória de Novak Djokovic por 2 sets a 0 (6-4 e 6-4)


Australian Open 2019 (Oitavas de final / quadra dura): vitória de Novak Djokovic por 3 sets a 1 (6-4, 6-7, 6-2 e 6-3) 


Masters 1000 de Monte Carlo 2019 (Quartas de final / saibro): vitória de Daniil Medvedev por 2 sets a 1 (6-3, 4-6 e 6-2)


Masters 1000 de Cincinnati 2019 (Semifinal / quadra dura): vitória de Daniil Medvedev por 2 sets a 1 (3-6, 6-3 e 6-3)


ATP Cup 2020 (Semifinal / quadra dura): vitória de Novak Djokovic por 2 sets a 1 (6-1, 5-7 e 6-4)


ATP Finals 2020 (Fase de grupos / quadra dura coberta): vitória de de Daniil Medvedev por 2 sets a 0 (6-3 e 6-3)


Total: Djokovic 4 x 3 Medvedev


Carreira vs Carreira 


Novak Djokovic (SRB)


Títulos (simples): 81 títulos em 116 finais

Títulos de Grand Slam: 17 (8 no Australian Open)

Idade: 33

Atual ranking: 1ª 

Melhor ranking: 1ª (04/07/2011)

Mão: Direita


Daniil Medvedev (RUS)


Títulos (simples): 9 títulos em 15 finais

Títulos de Grand Slam: 0 (vice-campeão do US Open 2019)

Idade: 25

Atual ranking: 4ª 

Melhor ranking: 4ª (09/11/2020)

Mão: Direita


Surte + : Confira guias de finais masculinas em Majors anteriores veiculados pelo Surto Olímpico


US Open 2020: Dominic Thiem vs Alexander Zverev

Roland Garros 2020: Rafael Nadal vs Novak Djokovic


Foto: Tennis Australia 


Nenhum comentário:

Postar um comentário