Catar anuncia desejo de sediar os Jogos Olímpicos de 2032 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Catar anuncia desejo de sediar os Jogos Olímpicos de 2032

Compartilhe

O Catar quer receber os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2032. Nesta segunda-feira, o comitê olímpico local (QOC) enviou uma carta ao Comitê Olímpico Internacional (COI) formalizando o desejo de sediar o megaevento e solicitando um "diálogo contínuo" com a entidade, a fim de elaborar os preparativos para lançar uma candidatura oficial.

"Nunca antes foram realizados Jogos Olímpicos no Oriente Médio. Os aros olímpicos são um símbolo de paz, unidade e esperança para pessoas de todo o mundo, incluindo as pessoas da nossa região", afirmou o presidente do QOC, Joaan bin Hamad bin Khalifa Al Thani, em um comunicado à AFP.

"O anúncio de hoje marca o início de um diálogo significativo com a Comissão Anfitriã do COI para explorar ainda mais nosso interesse e identificar como os Jogos Olímpicos podem apoiar as metas de desenvolvimento de longo prazo do Catar", completou Al Thani.

Esta é a terceira tentativa do país de receber uma Olimpíada, tendo tido propostas rejeitas em 2016 e em 2020. Nos últimos anos, a nação tem sediado muitos eventos esportivos internacionais em seu território, como os Mundiais de Natação em Piscina Curta (2014), de Boxe e de Handebol (2015), de Ginástica Artística (2018) e de Atletismo (2019).

Além disso, o Catar está se preparando para receber a Copa do Mundo FIFA de 2022 - em meio à suspeitas de corrupção envolvendo a escolha da sede e à acusações de violação dos direitos humanos com os operários das obras dos estádios - e o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2023. O país do Oriente Médio também está na briga para receber os Jogos Asiáticos de 2030.
"Por muitos anos, o esporte tem contribuído muito para o desenvolvimento de nossa nação. Do atletismo ao ciclismo, ginástica ao futebol, tênis ao voleibol, o Catar ganhou a reputação de ser um destino de alto nível para grandes eventos esportivos", disse o presidente do QOC. 

"É este histórico comprovado e riqueza de experiência, juntamente com o nosso desejo de usar o esporte para promover a paz e o intercâmbio cultural que formarão a base de nossas discussões com a Comissão", concluiu.

Apesar de ter recebido grandes eventos, o país é alvo de muitas críticas. Uma delas é a baixa presença de público nas competições (o Catar possui pouco mais de 2,7 milhões de habitantes), mas a principal controvérsia é a questão da alta temperatura local, que costuma variar, na média, entre 40ºC e 50ºC durante o verão (entre maio e setembro).

Tradicionalmente realizado em agosto, a última edição do Mundial de Atletismo teve que ser programada para outubro, exatamente como forma de escapar do calor catari. As competições ocorreram em um estádio com temperatura regulada e as provas de rua foram disputadas durante a madrugada. A Copa do Mundo de 2022 também ocorrerá no final do ano, de novembro a dezembro.

Além do Catar, muitos outros países já manifestaram interesse em sediar os Jogos Olímpicos de 2032. Queensland, na Austrália, aparece como favorita de momento, mas AlemanhaEspanhaÍndiaIndonésia e Países Baixos, além de uma candidatura conjunta entre a Coreia do Sul e a Coreia do Norte, estão no páreo.

Foto: Franck Fipe/AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário