Rússia se oferece para receber eventos realocados por conta do coronavírus na China - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Rússia se oferece para receber eventos realocados por conta do coronavírus na China

Compartilhe


Com diversos eventos esportivos cancelados e adiados por conta do surto de coronavírus na Ásia, em especial na China, a Rússia surgiu nesta semana como alternativa para recebê-los. O ministro de Esporte da Rússia, Oleg Matytsin, se disponibilizou e disse que o país está preparado para hospedar os torneios realocados.

"Se surgir a necessidade, entendermos que a qualidade da competição será alta e se isso for de grande ajuda para nossos colegas da China, faremos o possível [para receber os eventos]", disse Matytsin ao portal russo TASS.

Dezenas de modalidades já foram afetadas pela epidemia do novo vírus. Os campeonatos locais chineses estão parados e sem expectativa de retorno. Alguns qualificatórios olímpicos a Tóquio-2020 tiveram que sair da China e ser realocados para países "seguros". Foram os casos do basquete feminino, futebol feminino, boxe e vela

O GP de Shangai de Fórmula 1, um dos mais importantes do mundo, foi adiado, assim como o Campeonato Mundial Indoor de Atletismo, em Nanjing, transferido para 2021.

Outros eventos em países asiáticos também já foram afetados pelo surto epidêmico do Covid-19, como o Campeonato Asiático de Polo Aquático, no Cazaquistão, a Maratona de Hong Kong e a Maratona de Tóquio, no Japão.

O coronavírus já entrou na pauta da organização de Tóquio-2020, mas a preocupação sobre um possível cancelamento dos Jogos ainda é baixa, uma vez que o Japão está tomando todas as medidas possíveis para controlar a epidemia.

Segundo últimos dados atualizados, até a manhã desta quarta-feira, 19, o vírus já matou mais de 2 mil pessoas e deixou mais de 74,5 mil infectadas na China e ao redor do mundo.

Foto: Associated Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário