Noah Lyles se atrapalha, corre distância errada e bate recorde mundial "fake" - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Noah Lyles se atrapalha, corre distância errada e bate recorde mundial "fake"

Compartilhe

Evento alternativo substituto da etapa de Zurique da Diamond League, os Jogos da Inspiração foram disputados nesta quinta-feira e contou com um destaque no mínimo inusitado. Noah Lyles participou dos 200m rasos e encerrou a prova com 18.90, o que seria o recorde mundial da distância. No entanto, o que aconteceu foi que o americano partiu do local errado e correu apenas 185 metros.

Atual campeão mundial nos 200m rasos, Lyles competiu de Bradenton, cidade do estado norte-americano da Flórida, e teve como concorrentes o francês Christophe Lemaitre e o neerlandês Churrandy Martina, que correram na Europa, a mais de 7 mil quilômetros de distância dele, de Zurique (SUI) e Papendal (NED), respectivamente.

Na transmissão ao vivo do evento, Lyles cruzou a linha de chegada muito a frente de seus adversários. O placar oficial registrou 18.90, quase dois segundos a frente do segundo colocado, Lemaitre, que teve 20.65. Martina encerrou com 20.81. O tempo do americano superaria o recorde mundial de Usain Bolt em 29 centésimos, com 19.19 (2009), algo que surpreendeu os espectadores, já que Noah possui um personal best de 19.50.

No entanto, a situação foi esclarecida pouco tempo depois e tudo não passou de um mau entendido. Lyles largou da posição errada e percorreu apenas 185 metros. Como estava competindo sozinho nos Estados Unidos, ele e os organizadores acabaram se atrapalhando. No final das contas, Lemaitre, bronze na Rio-2016, foi o vitorioso na prova.


Provas olímpicas
Além dos 200m rasos, houveram três disputas de provas olímpicas nos Jogos da Inspiração. No salto triplo, o português Pedro Pablo Pichardo, vice-campeão mundial em 2015, venceu a competição com 17,40m. O forte vento (+2.3m/s) impediu a ratificação da marca de forma oficial. Em outras tentativas, conseguiu 17,17m com um vento mais fraco e ratificou a marca com o terceiro melhor salto do ano.

Na segunda colocação, ficou o americano Christian Taylor, tetracampeão mundial e bi olímpico, que saltou para 17,27m (+4,2m/s). A terceira e última colocação ficou com Omar Craddock, também dos Estados Unidos, com 17,04m. Todos os três competidores fizeram suas estreias na temporada outdoor.

(Marcelino Almeida/Weltklasse Zurich)
O salto com vara teve disputas nos naipes masculino e feminino. Entre os homens, o campeão mundial na disciplina, Sam Kendricks venceu com 5,81m, a quarta melhor marca da temporada geral. A segunda colocação ficou com o polonês Piotr Lisek, medalhista de bronze no último Mundial, que teve 5,66m. O francês Valentin Lavillenie substituiu seu irmão Renaud - que quebrou o polegar na última semana -, e falhou em suas três tentativas para 5,35m.

Entre as mulheres, vitória da norte-americana Sandi Morris, vice-campeã mundial e olímpica, com 4,66m. Assim como Kendricks, ela competiu de Brandenton. Competindo da Europa, Angelica Bengtsson, da Suécia, parou nos 4,46m, enquanto a grega Katerina Stefanidi, campeã olímpica, fez sua estreia na temporada e não registrou marcas válidas.


Provas não olímpicas
Outras quatro provas também foram disputas no evento. Apesar de não serem olímpicas, elas reuniram muitos campeões olímpicos. Allyson Felix, por exemplo, seis vezes medalhista de ouro no maior evento esportivo do mundo, competiu nos 150m e no revezamento 3x100m feminino. Ela venceu ambos, diretamente de Walnut, na Califórnia.

Allyson Felix (Kirby Lee/Weltklasse Zuric)
Nos 150m, Felix finalizou com 16.81, superando a bahamense Shaunae Miller-Uibo, campeã olímpica nos 400m rasos, e a suíça Mujinga Kambundji, bronze nos 200m do último Mundial. No revezamento, a multi-campeã fez parte da equipe com Candace Hill e Tianna Bartoletta que superou suíças (32.50) e neerlandesas (32.94), com 32.25.

Na disputa das 100 jardas (cerca de 91,44 metros), que já foi uma prova olímpica no passado, todos os três competidores correram no mesmo estádio, em Bradenton. O canadense Andre de Grasse, prata nos 200m rasos da Rio-2016, venceu com 9.68, superando o francês recordista europeu nos 100m rasos, Jimmy Vicault, com 9.72, e o jamaicano Omar McLoad, campeão olímpico nos 110m com barreiras, 9.87.

Campeã mundial indoor, a norte-americana Georganne Moline venceu os 300m com barreiras feminino, com 39.08. Lea Sprunger, da Suíça, foi a segunda com 39.25, e a tcheca Zuzanna Hejnova foi a terceira, com 40.97.

Jogos da Inspiração
Os "Jogos da Inspiração" contaram com a presença de 30 atletas, de oito disciplinas, competindo à distância, de sete estádios em três diferentes continentes, ainda como consequência das restrições de viagens internacionais impostas pela Covid-19. Foi uma disputa entre três times: Estados Unidos, Europa, e Resto do Mundo.

Além dos organizadores suíços, o evento contou com a cooperação da World Athletics, de uma empresa de broadcasting internacional e da Swiss Timing, responsável pela medição dos tempos. Segundo os organizadores, "o objetivo não é apenas fornecer esporte ao vivo para os fãs de atletismo em todo o mundo, mas também inspirar a próxima geração".

A tradicional etapa de Zurique seria a competição final da temporada da Diamond League. No entanto, dadas as dificuldades geradas pela crise sanitária global, a Diamond League decidiu não realizar a temporada atual no tradicional formato e, por isso, não haverá uma etapa final. Todos os eventos deste ano acontecerão de forma independente e em formatos alternativos.

A primeira etapa da Diamond League deste ano foi os Jogos Impossíveis, em Oslo, na Noruega. Assim como os Jogos da Inspiração, a competição foi de cunho exibitório e ocorreu remotamente. A próxima etapa, a primeira de forma "oficial", será em 14 de agosto, em Mônaco. Além desta, outras sete competições estão programadas até outubro. Confira o calendário completo aqui.

Surte + Etapa bronze do Continental Tour aconteceu nesta quarta-feira na Suécia. Daniel Stahl e Armand Duplantis participaram. Veja os resultados!

Foto: Reprodução/Youtube

Nenhum comentário:

Postar um comentário