COB anuncia atletas convocados para os Jogos Olímpicos de Inverno Pequim 2022

Brasileiros na abertura dos Jogos de Inverno 2018. Edson Bindilatti vai à frente com a bandeira do Brasil

Está chegando a hora! Faltando 18 dias para a abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim 2022, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) divulgou a lista dos brasileiros que irão participar da Olimpíada. Serão onze atletas (sendo um reserva) em cinco modalidades diferentes.

Nos esportes de gelo o Brasil irá participar do skeleton e do bobsled. Nicole Silveira se classificou no skeleton feminino com o 19º lugar no ranking olímpico. Nicole tem sido o grande destaque do Brasil nos esportes de inverno neste ciclo olímpico. Ela foi a 17ª colocada no Mundial de 2021, 8ª colocada no evento teste da pista olímpica, conseguiu seu primeiro top-10 em uma etapa de Copa do Mundo em dezembro de 2021 e venceu o circuito da Copa América.

Nicole Silveira ao lado do seu trenó fazendo sinal de positivo com o polegar
Nicole durante etapa da Copa do Mundo de sketelon - Foto: Vietrus Lacis/IBSF
No bobsled, o Brasil teve trenós classificados no two-men e no four-men. Os cinco atletas convocados foram Edson Bindilatti (o piloto dos dois trenós), Edson Martins, Erick Viana, Rafael Souza e Jefferson Sabino. O reserva da equipe ainda não foi definido.

Edson Bindilatti, que foi o porta-bandeira do Brasil na Cerimônia de Abertura em 2018, irá participar de sua quinta Olimpíada. Ele esteve presente em todas as participações olímpicas do Brasil no bobsled. Edson Martins participou dos Jogos Olímpicos em 2014 e 2018. Erick e Rafael vão para sua segunda participação. Jefferson volta a Pequim após ter disputado os Jogos de Verão em 2008 no salto triplo.

O piloto brasileiro participou da live do Time Brasil que anunciou os atletas convocados. Bindilatti disse que Pequim-2022 será a sua última participação nos Jogos Olímpicos como atleta. "Quero dar oportunidade para novos atletas e ajudar o esporte a ir crescendo", afirmou. A expectativa é do brasileiro é conseguir se classificar para a prova final do bobsled, onde apenas os 20 melhores trenós participam.

Brasileiros empurram trenó no início de descida em prova de bobsled
Brasileiros na última etapa da Copa do Mundo de bobsled - Foto: Vietrus Lacis/IBSF
Na neve, o Brasil conseguiu vagas no esqui cross-country, esqui alpino e esqui estilo livre. No cross-country, pela primeira vez o país conseguiu três vagas: duas no feminino e uma no masculino. Após uma disputa interna durante a temporada, Jaqueline Mourão, Bruna Moura e Manex Silva foram os convocados. 

Jaqueline faz história ao se tornar a primeira brasileira a disputar oito Olimpíadas. Foram três jogos de verão (Atenas-2004, Pequim-2008 e Tóquio-2020) competindo no ciclismo mountain-bike e cinco (Turim-2006, Vancouver-2010, Sochi-2014, Pyeongchang-2018 e Pequim-2022) no esqui cross-country. Ela também participou do biatlo em 2014, quando também foi a porta-bandeira do Brasil na Cerimônia de Abertura.

Jaqueline Mourão esquiando na arena olímpica de sochi
Jaqueline Mourão em prova de biatlo em Sochi-2014 - Foto: Kirsty Wigglesworth/AP
Bruna ficou em segundo lugar no ranking nacional, superando Duda Ribera e Mirlene Picin na disputa interna. A atleta venceu o circuito brasileiro de rollerski em 2021. A modalidade é uma adaptação do esqui cross-country, que permite que os atletas possam praticar o esporte no Brasil. Ela e Jaqueline estão aptas a participar do sprint em estilo livre, da prova de 10km em estilo clássico e também do sprint em equipe. 


Bruna Moura comemora ao  vencer prova de rollerski
Bruna Moura em prova do circuito brasileiro de rollerski - Foto: Rafael Bello/COB
Manex Silva venceu a disputa interna pela vaga brasileira contra Steve Hiestand. Os dois conseguiram o índice A da Federação Internacional de Esqui (FIS), graças ao bom desempenho nas provas de rollerski no Brasil. Asssim, Manex está habilitado a disputar todas as provas individuais no esqui cross-country.

Manex durante prova de esqui cross-country
Manex nos Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno - Foto: Divulgação/COB
No esqui alpino, o Brasil conseguiu apenas uma vaga no masculino. O convocado foi Michel Macedo, que é o líder do ranking nacional. Ele deve participar das provas do slalom e do slalom gigante. 

Michel Macedo em prova de esqui slalom
Michel participou dos Jogos de Inverno em 2018 - Foto: Arquivo/CBDN
No esqui estilo livre, Sabrina Cass se classificou para a disputa do moguls. A atleta é a campeã mundial júnior de 2019, quando representava os Estados Unidos e começou a representar o Brasil nas competições internacionais nesta temporada.

Sabrina Cass posa para foto no pódio do mundial júnior
Sabrina (ao centro) no pódio do Mundial Júnior de 2019 - Foto: US Ski & Snowboard
Ainda existe a possibilidade de mais duas vagas através das realocações. Marina Tuono é a terceira reserva da lista de classificação no monobob feminino. Augustinho Teixeira é o 13º entre os reservas do snowboard halfpipe.

Foto de capa: Mark Ralston/AFP 

Postar um comentário

To Top