Prévia do Mundial de Revezamentos na Polônia - 4x100m - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Prévia do Mundial de Revezamentos na Polônia - 4x100m

Compartilhe


O Mundial de Revezamentos, que será realizado em Chorzow, Polônia, entre os dias 1 e 2 de maio, tem como grande atrativo oferecer qualificação automática para os Jogos Olímpicos de Tóquio para os oito primeiros colocados na disputa do 4x100m , desde que os mesmos não estejam já  qualificados para o Japão. A prova também dará vaga para os dez melhores tempos na primeira fase para o Mundial de Atletismo de em 2022.


Revezamento 4 x 100m feminino        

Dos 16 times que vão ao Mundial, somente Itália e Suíça já têm vaga assegurada em Tóquio. Estados Unidos e Jamaica, respectivamente ouro e prata da última edição, estão fora devido ao aumento de casos de Covid-19 na Polônia, bem como a Grã-Bretanha, que decidiu não levar atletas para o 4x100 feminino.


Destaques

Suíça – liderada por Ajla Del Ponte, campeã europeia indoor nos 60m em março, e integrante do 4x100m quarto colocado no último Mundial em Doha 2019, correndo com Sarah Atcho e Salome Koraa que também estão na Polônia. A quarta integrante daquele revezamento, Mujinga Kambudji, ainda está fora por lesão.


Itália – finalista do último Mundial de atletismo e quinta colocado no Mundial de Revezamento em Yokohama, terá em Chorzow o mesmo quarteto que bateu o recorde italiano em Doha. Composto de Johanelis Herrera Abreu, Gloria Hooper, Anna Bongiorni e Irene Siragusa.


Países Baixos – Composto pela duas vezes medalha de ouro Mundial Dafne Schippers, a medalhista no Europeu Indoor nos 60m Jamile Samuel e a campeã dos 60m com barreiras no ultimo Europeu Indoor Nadine Visser.


Brasil – Quarto colocado no último Mundial em Yokohama, terá as remanescentes da última edição, Vitória Rosa, Rosangela Santos e Lorraine Martins e busca melhorar sua posição em comparação a última edição no Japão.


Nigéria –  Revezamento medalhista de bronze nos Jogos da Comunidade Britânica em 2018, vem para competição liderado pela medalhista Olímpica e Mundial Blessing Okagbare e a campeão dos Jogos da Comunidades Britânica nos 100m com barreiras Tobi Amusan, compondo esse bom revezamento.


Polônia Ewa Swoboda, campeã do Europeu Indoor de 2019 nos 60m, é o grande destaque da seleção.


Revezamento 4x100m masculino


Estados Unidos e Grã-Bretanha, respectivamente prata e bronze na última edição, não disputarão a competição na Polônia. Já O Brasil virá com força máxima em busca do bicampeonato da prova. Entre os inscritos Brasil, França, Japão, Países Baixos e África do Sul, já estão com o passaporte carimbado para Tóquio.


Destaques


Brasil – Atual campeão da competição por apenas 0,02s conta com os integrantes Paulo André, Rodrigo Nascimento e Derick Silva, que estavam na campanha do ouro em Yokohama-2019 e no revezamento quarto colocado em Doha-2019. Também conta com a boa fase do novato no revezamento,  Felipe Bardi.


África do Sul -  Akani Simbine, que já correu nessa temporada três vezes abaixo dos dez segundos, é o destaque da equipe. Simbine juntamente com Thando  Dlodlo e Clarence Munyai  fizeram parte do revezamento recordista africano e quinto lugar em Doha-2019,  e que irão a Silesia em busca de um bom resultado.


Japão – medalhista de prata na Rio-2016 e de bronze no último Mundial, a delegação japonesa para competição,será formada basicamente por uma equipe de desenvolvimento composta por:  Kazuma Higuchi, Soshi Mizukubo, Ryuichiro Sakiy, Ryota Suzuki e Hiroki Yanagita.


França – Vem com o medalhista Olímpico nos 200m na Rio-2016 e medalhista de bronze no 4 x 100m em Londres-2012 Christophe Lemaitre como grande líder dessa equipe.


Alemanha – Encabeçada pelo medalhista no Campeonato Europeu (2012/2016) no revezamento Julian Reus.


Países Baixos – Finalista em Doha, ficando em oitavo lugar na final, repete a escalação com Joris Van Gool, Taymir Burnet, Hensley Paulina e Churandy Martina


Polônia – a equipe da casa vai com Adrian Brzezinski, Karol Kwiatkowski, Rafal Pajak, Mateusz Siuda, Przemyslaw Slowikowski e Lukasz Zok vão para competição tentando aparar a impressão ruim deixada no último Mundial de Revezamentos, onde a equipe foi desqualificada.


 Foto: Kyodo News/ Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário