Copa do Mundo de Sabre em Budapeste define 60 vagas olímpicas na esgrima, tem finais eletrizantes e retorno do Brasil à elite - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Copa do Mundo de Sabre em Budapeste define 60 vagas olímpicas na esgrima, tem finais eletrizantes e retorno do Brasil à elite

Compartilhe

O domingo foi de definições no sabre, uma das três armas na esgrima e a primeira a ter definido os 60 classificados pelo ranking. Com as competições por equipes da Copa do Mundo de Sabre em Budapeste, Hungria, foram definidas as oito equipes - a ser composta por três atletas a serem convocados - e os seis classificados pelo ranking individual de cada naipe. Com uma equipe renovada e mirando Paris 2024, o Brasil participou pela primeira vez desde 2016 de um torneio global de sabre.


Confira o que aconteceu nestes últimos dias em detalhes:


I- O Brasil renovado no sabre

A última participação do Brasil em um torneio internacional - sem contar os continentais - havia sido no Mundial de Sabre masculino 2016. Com Bruno Pekelman, Henrique Garrigos, Matheus Becker e Enrico Pezzi terminou em 24º lugar no masculino. No feminino, Karina Trois, Luana Pekelman e Pietra Chierighini, perderam para a eventual campeã Polônia e terminaram em 25º lugar.



II- Torneio feminino por Equipes



A Polônia já sem chances de classificar suas atletas para os Jogos Olímpicos pelo ranking, embalou depois da vitória contra o Brasil na estreia (foto acima) e conquistou o título em uma final disputadíssima contra a Itália que terminou com um 45-44. O bronze foi para a Coreia do Sul, que derrotou a França na disputa pela medalha.


Matéria Principal: Equipe da Polônia voa e vence Copa do Mundo de Sabre feminino, mas não leva vaga olímpica 


III- As 30 vagas definidas pelo ranking feminino

Apesar da derrota para a Itália nas quartas, as húngaras comemoraram bastante a classificação inédita da equipe de sabre feminina da Hungria aos Jogos Olímpicos. China e Tunísia também garantiram sua vaga neste domingo e se juntam à Rússia - como Comitê Olímpico Russo -, Coreia do Sul, Itália, França e EUA


Líder do ranking mundial, quatro vezes campeã mundial e medalhista de bronze em Londres 2012 e Rio 2016, Olga Kharlan não conseguiu classificar a Ucrãnia mas se garantiu entre as seis atletas no torneio individual, assim como Chadalavada Anandha Sundhararaman Bhavani Devi, primeira esgrimista olímpica da história da Índia.



Dentre os quatro torneios pré-olímpicos continentais que acontecerão em abril e definirão as últimas vagas diretas, a brasileira Karina Trois buscará uma vaga no sabre feminino na Cidade do Panamá.

 

Matéria Principal: Em Budapeste, Hungria conquista vaga olímpica inédita para equipe feminina de sabre; confira as 30 esgrimistas classificadas 


IV- As 30 vagas definidas pelo ranking masculino

No torneio masculino, Rússia e França entraram praticamente empatados em busca da última vaga. Com a queda da França para a Alemanha nas quartas e a vitória da Rússia diante da França, o Comitê Olímpico Russo garantiu sua vaga. A França estará presente apenas no individual, com Bolade Apithy.

Coreia do Sul, Hungria, Itália, Alemanha, EUA, Irã e Egito completam o quadro de equipes na Olimpíada. Bruno Pekelman buscará repetir os passos de Renzo Agresta e representar o sabre brasileiro nos Jogos Olímpicos. 


Matéria Principal: Equipe da Rússia leva última vaga olímpica no sabre masculino; confira os 30 esgrimistas já classificados 


V- Torneio masculino por Equipes

Já garantida nos Jogos Olímpicos, a Rússia levou o título em uma final contra a Alemanha. Principais favoritos na Copa do Mundo de Budapeste, Hungria e Coreia do Sul tiveram que se contentar com a disputa do bronze, vencida pelo time da casa.


Matéria Principal: Rússia embala após vaga olímpica e leva Copa do Mundo de Sabre em Budapeste 


VI- Torneios individuais no sábado

As finais individuais da Copa do Mundo de Sabre aconteceram neste sábado (13) com vitórias do sul-coreano Oh Sangsuk sobre o húngaro Szilágyi Áron numa final eletrizante e da húngara Marton Anna diante da francesa Cecilia Berder. Esgrimistas da França, Geórgia, Coreia do Sul e Hungria completaram os pódios. 


Matéria Principal: Final emocionante e definição de vagas olímpicas marcam Copa do Mundo de Sabre em Budapeste em retorno da esgrima 


VII- O Brasil no torneio individual feminino



Na sexta-feira (12), o Brasil participou das eliminatórias do feminino com uma equipe renovada. Com 18 anos, Pietra Cherighini conseguiu passar para a fase eliminatória, mas ficou no quadro preliminar de 128 (T256) e terminou em 136º lugar, melhor classificação brasileira no individual. Luana Pekelman e Karina Trois venceram apenas um duelo na fase de grupos e terminaram em 160º e 162º. 


Matéria Principal:  Pietra Chierighini é destaque brasileiro na Copa do Mundo de Sabre feminino em Budapeste 


VIII- O Brasil no torneio individual masculino

Na quinta-feira (11) foi a vez das eliminatórias masculinas, com a participação de quatro brasileiros. Irmão de Luana, Bruno Pekelman conseguiu passar de fase mas acabou caindo para o italiano Matteo Neri, ex-número 2 juvenil, no quadro preliminar de 128 (T256) e terminou em 143º lugar. 





Enrico Pezzi e Henrique Garrigos venceram dois confrontos na fase de poules mas ficaram de fora pelo saldo de toques. Pezzi terminou em 162º e Garrigos ficou em 163º. Com apenas 16 anos e em sua primeira competição internacional adulta, Matheus Becker terminou em 192º sem vitórias no torneio. 


Matéria principal: Bruno Pekelman lidera esgrima do Brasil com boa participação na Copa do Mundo de Sabre em Budapeste


Fotos: FIE / Augusto Bizzi e CBE

Nenhum comentário:

Postar um comentário