Após impasses, Africano de vôlei feminino voltará as quadras


Após três dias de incertezas, a Confederação Africana de Vôlei (CAVB) anunciou que o campeonato Africano feminino será retomado.


O campeonato foi interrompido na quinta-feira (16) antes do jogo Ruanda e Senegal após a denuncia feita pela Nigéria de que quatro jogadoras brasileiras estariam jogando irregularmente na equipe da casa. O torneio será retomado sem a presença da equipe ruandense, excluída por causa da irregularidade.


A confederação soltou na nota deste sábado (18) uma nota dizendo que: "Após a denúncia feita contra a federação de vôlei de Ruanda, o ministério do Esporte do país decidiu tomar a organização do campeonato, que continuará sem a presença de Ruanda.



"Uma investigação foi iniciada na federação ruandense de vôlei foi iniciada pelo ministério e os resultados serão anunciados no devido tempo", completou o comunicado.


O anúncio colocou um fim na confusão que tomou conta do torneio. Que teve desde ameaças de morte ao treinador da seleção da Nigéria até a expulsão dos membros da CAVB do país em 24h.


A CAVB publicou a tabela do restante da competição, que começará no domingo (19) diretamente das semifinais como Camarões x Nigéria e Quênia x Marrocos. Tunísia e República Democrática do Congo disputarão o quinto lugar, uma vez que o Senegal desistiu do torneio durante a confusão.


A final também será no domingo.


Foto: CAVB

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco.

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Postar um comentário

To Top