Greg Paltrinieri e Sharon van Rouwendaal levam segundo título em dois dias no Europeu de Esportes Aquáticos - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Greg Paltrinieri e Sharon van Rouwendaal levam segundo título em dois dias no Europeu de Esportes Aquáticos

Compartilhe

Greg Paltrinieri itália europeu

O quarto dia de Campeonato Europeu de Esportes Aquáticos teve as primeiras disputas de categorias olímpicas, na maratona aquática de 10km masculina e feminina e plataforma de 10m feminina e trampolim de 3m sincronizado masculino, com quatro países levando medalha de ouro na quinta-feira, dia 13. O italiano Gregorio Paltrinieri e Sharon van Rouwendaal, dos Países Baixos, repetiram o título da véspera nos 5km. Alemanha, Rússia e Ucrânia também conquistaram títulos.


A neerlandesa Sharon van Rouwendaal levou seu segundo ouro na competição, desta vez nos 10km. Ela que havia sido campeã dos 5km, venceu nos 10km com 1:59:12.7 nas águas de Budapeste. A húngara Olasz Anna, tornou-se literalmente ’prata da casa’, ao fechar em 1:59:13.0. O bronze ficou com a italiana Rachele Bruni, prata da Rio 2016 e bronze no mundial de 2019, que completou em 1:59:15.1. 


Sharon van Rouwendaal países baixos maratona aquática
Sharon van Rouwendaal comemora segundo ouro em dois dias no Europeu - Foto:  J. Prévost / L'Équipe 


Na prova masculina dos 10km, disputada a tarde, o italiano Greg Paltrinieri e o francês Marc-Antoine Olivier repetiram a dobradinha da quarta-feira nos 5km, desta vez nos 10km. Paltrinieri, ouro na Rio 2016 nos 1.500m, completou o percurso em 1:51:30.6 e Olivier fez em 1:51:41.7. O alemão Florian Wellbrock, campeão mundial nos 1.500m e 10km em 2019, ficou com o bronze,fechando em 1:51:42.0. O campeão olímpico no Brasil, Ferry Weertman, dos Países Baixos, terminou um segundo atrás de Wellbrock, em quarto lugar.


A única final do nado artístico foi a da combinação livre feminino. Sem a participação russa, deu ouro para o time da Ucrânia, prata para Grécia e bronze para Belarus, pódio idêntico ao que aconteceu na rotina técnica individual, únicas provas que a Rússia não ganhou, por não ter participado. A Federação Russa conquistou os outros quatro ouros já definidos.
pódio greg paltrinieri marc antoine-olivier florian wellbrock
Campeão olímpico fica de fora de pódio dos 10km, que contou apenas com campeões mundiais - Foto: Deepbluemedia


Nos saltos ornamentais, apesar de um último salto falho, os alemães Patrick Hausding e Lars Rüdiger se seguraram na liderança e levaram o ouro no trampolim de 3m sincronizado, com 426.78 pontos, a frente ainda do russo Evgenii Kuznetsov e Nikita Shleikher, com 415.47. A Ucrânia, com Oleksandr Gorgshkovozov e Oleg Kolodiy, ficou com o bronze,marcando 409.92 com direito ao melhor salto, com 90.06 no quinto salto. 

Foi o 15º título para Hausding em Campeonatos Europeus, que ainda conta com 11 medalhas de prata e 5 bronzes, totalizando 31 medalhas, em sua longa carreira.

Piscina dourada: alemão Hausding, prata em Pequim 2008 e bronze na Rio 2016 leva 15º ouro europeu da carreira - Foto: Bild: imago images/Naoki Nishimura

Na plataforma de 10m feminina, deu dobradinha russa. Anna Konanykhina levou o ouro, com 365.25, bem a frente de Iuliia Timoshinina, com 329.20. O bronze ficou com a britânica Andrea Spendolini-Sirieix, com 236.60. Uma curiosidade é que Konanykhina e Spendolini têm 16 anos, separadas por um dia: a russa nasceu no dia 10 de setembro de 2004 e a britânica em 11 de setembro de 2004. As três conseguiram vaga olímpica, ao lado de Ingrid Oliveira, na Copa do Mundo de Tóquio.


Foto: Deep Blue Media

Nenhum comentário:

Postar um comentário