Damiris é cestinha do jogo, mas Lynx sofre nova derrota e praticamente dá adeus à WNBA - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Damiris é cestinha do jogo, mas Lynx sofre nova derrota e praticamente dá adeus à WNBA

Compartilhe


Nem mesmo os 23 pontos de Damiris Dantas foram suficientes para evitar a derrota do Minnesota Lynx nesta quinta-feira. A brasileira foi a cestinha do duelo contra o Seattle Storm, mas viu sua equipe ser derrotada por 89 a 79 no segundo jogo da série semifinal da WNBA. Agora, o Lynx não pode mais perder e precisará vencer os próximos três duelos se quiser avançar à final da liga.


Damiris teve, mais uma vez, uma atuação irretocável. Além dos 23 pontos que a fizeram ser a cestinha do jogo, ela pegou sete rebotes e deu quatro assistências nos quase 35 minutos em que esteve em quadra. A brasileira acertou cinco bolas de três pontos, tendo um aproveitamento de 71,4% nos arremessos do perímetro (5/7).


Foi a segunda vez que a brasileira ultrapassou a marca dos 20 pontos em um jogo dos playoffs nesta temporada. Ela também anotou 22 pontos no duelo da segunda rodada contra o Phoenix Mercury. Com os 11 pontos marcados no jogo 1 da série contra o Storm, a brasileira chegou a uma média de 18,6 pontos anotados por jogo na atual pós-temporada.



Apesar do destaque individual de Damiris, o coletivo do Lynx foi barrado pelo Storm. A equipe de Minnesota ainda não pôde contar com Sylvia Fowles, que segue em recuperação de uma lesão na panturrilha, e teve Napheesa Collier e Crystal Dangerfield, duas de suas principais jogadoras, apagadas. Quem "dividiu" o brilho da noite com a brasileira foi Odyssey Sims, que fez 18 pontos.


O Seattle foi liderado por Jewell Loyd e por Breanna Stewart, que, juntas, fizeram 37 pontos (20 e 17, respectivamente), e dominou praticamente todo o duelo. Após um primeiro período equilibrado, a equipe desgarrou na segunda parcial e chegou a ter 21 pontos de vantagem no terceiro período. O Lynx até conseguiu diminuir a diferença para cinco, mas as adversárias souberam impor o ritmo da vitória.



Com mais um triunfo, o Storm abriu 2 a 0 de vantagem na série e deu um enorme passo rumo à final da WNBA. Vale lembrar que a série é disputada em melhor de cinco partidas, o que significa que a equipe precisa de apenas uma vitória para se garantir na decisão. Jamais um time da WNBA que ganhou os dois primeiros jogos de um confronto sofreu a virada.


Mas é claro que retrospecto e estatísticas não entram em quadra. Enquanto houver esperanças, o Minnesota Lynx vai lutar. E a tentativa da virada de Damiris e companhia será iniciada no próximo domingo (27), às 16h (horário de Brasília), no terceiro jogo da série. Diferente das duas primeiras partidas, não há previsão de transmissão televisiva para o Brasil. 


O jogo

O primeiro quarto foi marcado por muitas trocas no placar, mas quem ficou a frente ao final da parcial foi o Seattle Storm, com 26 a 23. Com três bolas de três, Damiris Dantas tinha nove pontos e era a cestinha do jogo.


Entre novas idas e vindas no placar, o Lynx conseguiu chegou a ficar na frente pela última vez no período em 33 a 32. Depois disso, a equipe sofreu um apagão e não fez mais nenhum ponto até o final do quarto. Foram 14 pontos tomados em sequência, indo para o intervalo com 46 a 33 contra. 



Na volta do intervalo, o Storm manteve a postura do final do primeiro tempo. A equipe chegou a ter 21 pontos de frente (62 a 41), mas o Lynx acordou e conseguiu uma corrida de 22 a 6, diminuindo a desvantagem para seis ao final do período (68 a 62) e deixando o jogo em aberto.


O início do último quarto foi um banho de água fria para Damiris e sua equipe. O Storm teve um bom aproveitamento nas bolas de três e voltou a aumentar sua vantagem para 12. A diferença chegou a ser de 15, o que dificultou uma nova reação do Lynx. O Storm controlou o duelo, mesmo cometendo muitos erros na reta final, e saiu com a vitória.


 Foto de capa: Reprodução/Twitter_@WNBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário