Organizadores e FINA estudam alterar percurso das provas de maratonas aquáticas da Olimpíada de Tóquio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Organizadores e FINA estudam alterar percurso das provas de maratonas aquáticas da Olimpíada de Tóquio

Compartilhe

O Comitê Organizador de Tóquio-2020, a Federação Internacional de Natação (FINA) e o Comitê Olímpico Internacional (COI) estão planejando alterar o percurso das provas de maratonas aquáticas dos Jogos de Tóquio, por conta de mudanças previstas no nível da maré. A informação é da agência japonesa Kyodo News.

Atualmente, a prova de águas abertas corresponde a um circuito de seis voltas de 1,66km no Odaiba Marine Park, na Baía de Tóquio. As perspectivas meteorológicas mostram condições de marés significativamente diferentes ao longo da corrida no ano que vem. 

Segundo a previsão, a profundidade da água ao longo do percurso de 10 km pode se tornar irregular, estando alguns pontos a cerca de um metro mais raso do que o normal, algo que poderia tornar o ambiente ainda mais quente. 

Vale lembrar que o calor da capital japonesa tem gerado muito debate entre atletas e dirigentes. A maratona e as provas de rua da Olimpíadaforam transferidas de Tóquio para Sapporo, no norte do Japão, por esse motivo. A cidade na ilha de Hokkaido possui temperaturas médias cerca de seis graus mais baixas do que as de Tóquio no verão, o que propicia condições mais adequadas aos atletas. 

Ainda segundo a Kyodo, Fina e organizadores não planejam alterar o local de disputas das águas abertas, mudando apenas o trajeto da corrida. Em dezembro passado, atletas e técnicos da delegação norte-americana entraram com um pedido aos organizadores para tirar as provas da Baía de Tóquio, mas a federação não cedeu e avisou que não havia um plano B para essa questão.

A disputa feminina estava originalmente agendada para 5 de agosto deste ano, enquanto a masculina aconteceria em 6 de agosto, não fosse o adiamento dos Jogos para o ano que vem. Os organizadores ainda não definiram o novo cronograma do megaevento, mas espera-se que este seja divulgado nesta quarta-feira (15), quando COI e Comitê Organizador terão uma reunião virtual. 

Apesar de ainda não terem sido reveladas, a mídia japonesa indica que as datas dos eventos no próximo ano permanecerão as mesmas, sofrendo mínimas mudanças em relação ao período original que estavam planejadas neste ano. Assim, as respectivas competições feminina e masculina das águas abertas aconteceriam em 4 e 5 de agosto, nos dias finais da Olimpíada, programada para 23 de julho a 8 de agosto de 2021.

No momento, o Brasil possui uma atleta classificada nas maratonas aquáticas para os Jogos, a baiana Ana Marcela Cunha. Os homens ainda buscam uma vaga e terão o Pré-Olímpico Mundial, em maio do ano que vem, como a última chance de conseguirem carimbar o passaporte a Tóquio. Allan do Carmo e Victor Colonese são os postulantes na disputa.


Foto: Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário