Coronavírus: Maratona de Boston é cancelada pela primeira vez na história - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Coronavírus: Maratona de Boston é cancelada pela primeira vez na história

Compartilhe

Pela primeira vez em seus 124 anos de história, a Maratona de Boston foi cancelada. O anúncio foi feito pela Associação Atlética de Boston (BAA) nesta quinta-feira, 28, seguindo determinações das autoridades locais de evitar aglomerações e eventos em massa até o final do ano, ainda como medidas preventivas à pandemia do coronavírus. Originalmente programada para 20 de abril, a competição já havia sido adiada e estava prevista para 14 de setembro.

"Não há como manter esse formato habitual de corrida, sem aproximar um grande número de pessoas", disse o prefeito de Boston, Marty Walsh. "E enquanto nosso objetivo e nossa esperança são progredir e conter o vírus na recuperação de nossa economia, esse tipo de evento não seria responsável ou realista em 14 de setembro ou em qualquer época do ano".

No lugar da competição presencial, os organizadores irão promover um evento virtual na segunda semana de setembro, onde todos os cerca de 30 mil participantes que fizeram a inscrição para a corrida deste ano poderão competir. Os atletas também receberão reembolso integral da taxa de inscrição, garantiu a organização.

Na competição virtual, os maratonistas terão que correr 42km dentro do limite de seis horas e todos aqueles que conseguirem completar a corrida, comprovando o tempo com um cronômetro fornecido à organização, receberão uma medalha, um certificado oficial da Maratona de Boston e uma camiseta de participante.

"Embora não possamos trazer o mundo para Boston em setembro, planejamos trazê-lo ao mundo para uma histórica 124ª Maratona de Boston" disse Tom Grilk, CEO da BAA.

Lawrence Cherono, do Quênia, e Worknesh Degefa, da Etiópia, são os atuais campeões das respectivas disputas masculina e feminina da Maratona de Boston. Os Estados Unidos são os maiores vencedores, com 60 conquistas no agregado. O Quênia vem logo atrás, com 34 vitórias, seguido pelo Canadá, que tem 17.

Vale lembrar que a Maratona de Tóquio não teve a participação dos amadores, logo no início da pandemia. Outras corridas do World Marathon Majors também correm o risco de serem canceladas, como a Maratona de Berlim e a Maratona de Londres, das quais os organizadores já anunciaram uma data-limite para a decisão final. A Maratona de Chicago e a Maratona de Nova York seguem previstas para outubro e novembro, respectivamente.

Foto: Reprodução/Facebook_@BostonMarathon

Nenhum comentário:

Postar um comentário