Federação de Wrestling deve manter Mundial em 2021, mesmo sendo ano olímpico - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Federação de Wrestling deve manter Mundial em 2021, mesmo sendo ano olímpico

Compartilhe


A federação internacional de wrestling, United World Wrestling (UWW), não planeja alterar as datas de seu próximo Campeonato Mundial,  em 2021, mesmo sendo disputado dois meses após a Olimpíada de Tóquio. Será a primeira vez na história que o principal evento de um dos esportes mais tradicionais das Olimpíadas será disputado com a presença de todas as categorias olímpicas em um ano olímpico.

Em entrevista à Reuters britânica, Tzeno Tzenov, vice-presidente da UWW e presidente da UWW-Europa, disse que a entidade quer dar aos lutadores a oportunidade de competir em dois torneios de alto nível depois da longa pausa causada pela pandemia do coronavírus. 

"Estamos ansiosos para organizar o Campeonato Mundial na Noruega no próximo ano", declarou o dirigente.

Além disso, Tzenov destacou a importância do Mundial para os lutadores de categorias não-olímpicas. Na Olimpíada, cada um dos três estilos (greco-romana, livre e feminina) possui seis categorias de peso, quatro a menos do que nos Mundiais. O torneio olímpico também é mais curto, com cerca de 16 atletas, enquanto o torneio mundial tem mais de 40 por categoria.

+ Siga o Surto Olímpico no Instagram

O Campeonato Mundial de Wrestling de 2021 ocorrerá em Oslo, na Noruega, e está originalmente programado para o início de outubro do próximo ano, cerca de dois meses após o encerramento dos Jogos Olímpicos, mas a competição na Noruega pode ser adiada em algumas semanas por conta disso.

"Os anfitriões - a federação norueguesa - disseram que estavam prontos para adiar o campeonato por várias semanas, mas para organizá-lo em 2021", disse Tzenov. "A decisão final será tomada ainda este ano", completou, especificando agosto como uma possível data-limite.

Foto: Divulgação/UWW

O wrestling esteve presente na primeira edição das Olimpíadas na Era Moderna, em Atenas-1896 - curiosamente, ontem, em 6 de abril, completou-se 124 anos da abertura daquele evento -, e está de forma ininterrupta desde St. Louis-1904.  O wrestling feminino estreou em Atenas-2004.

+ Veja os primeiros cabeças de chave do wrestling de Tóquio-2020 já definidos 

Para Tóquio-2020, 144 das aproximadamente 288 vagas já foram preenchidas nas 18 categorias. Três brasileiros estão assegurados:  Laís Nunes e Aline Silva, nas respectivas categorias 62kg e 76kg da luta feminina, e Eduard Soghomonyan, na 130kg da greco-romana.

Foto: Markus Chreiber/AP Photo

Nenhum comentário:

Postar um comentário