Aline Silva e Laís Nunes conquistam vagas a Tóquio-2020 na luta olímpica - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Aline Silva e Laís Nunes conquistam vagas a Tóquio-2020 na luta olímpica

Compartilhe

Após conseguir a classificação olímpica com Eduard Soghomonyan na greco-romana na sexta, o Brasil garantiu mais duas vagas no wrestling de Tóquio-2020 neste sábado, 14. E foi com o brilho das mulheres. Laís Nunes (62kg) e Aline Silva (76kg) carimbaram passaporte a Tóquio após  vencerem três lutas e chegarem na final de suas categorias no Pré-Olímpico Pan-Americano da modalidade, que está sendo realizado em Ottawa, no Canadá.

Laís bateu Michelle Fazari, do Canadá, por 6 a 1, e Yessica Oviedo, da República Dominicana, por 9 a 3, e passou em primeiro lugar na sua chave. Na semifinal, encarou a venezuelana Nathaly Grimán e saiu vitoriosa com placar final em 3 a 1. A outra classificada da categoria até 62kg foi a americana Kayla Miracle.

Aline teve um caminho um pouco mais difícil na categoria até 76kg. Chegou a perder na chave inicial para a atual campeã olímpica, a canadense Erica Wiebe (2 a 1), mas venceu a cubana Milaimys Marín (4 a 2) e a venezuelana Andrimar Lázaro (4 a 0) e avançou à semifinal. Na luta decisiva, garantiu a classificação após uma vitória sofrida sobre a colombiana Andrea Olaya, por 2 a 1. Erica Wiebe conquistou a outra vaga.

Esta será a segunda Olimpíada das duas. Ambas participaram da Rio-2016. Na ocasião, Laís perdeu na estreia, enquanto Aline chegou até as quartas de final, mas acabou sem medalhas. 

Além da participação olímpica, Aline, de 33 anos, tem no currículo um vice-campeonato mundial em 2014 e três medalhas em Jogos Pan-Americanos, incluindo uma prata em Lima-2019. Já Laís, de 27 anos, conquistou um bronze no Pan da capital peruana.


Outras brasileiras

Mais três brasileiras participaram da Seletiva Olímpica Pan-Americana neste sábado, mas nenhuma conseguiu a vaga. Kamila Barbosa (50kg), Giullia Penalber (57kg) e Dailane Reis (68kg) caíram precocemente e não chegaram nas semifinais de suas categorias. 

Kamila e Dailane foram derrotadas nas quartas de final. Kamila chegou a vencer uma luta sobre a venezuelana Génesis Milano e caiu diante da canadense Jessica MacDonald, enquanto Dailane perdeu na estreia para a equatoriana Leonela Ayoví. 

Giullia Penalber era cabeça de chave número 1 da categoria até 57kg, mas encarou um grupo extremamente complicado na primeira fase, com as atuais campeãs pan-americana, mundial e olímpica. Ela bateu a campeã pan-americana, Lissette Antes, do Equador, mas perdeu para as campeãs mundial - Linda Morais, do Canadá - e olímpica - Helen Maroulis, dos Estados Unidos.

Todas as eliminadas terão uma última oportunidade de irem a Tóquio através do Pré-Olímpico Mundial, que acontecerá em junho. Assim como a seletiva pan-americana, a mundial dá duas vagas aos Jogos Olímpicos.

As disputas pelas qualificações olímpicas em Ottawa continuam neste domingo, 15, no terceiro e último dia da competição. Será a vez dos homens da luta estilo livre tentarem um lugar em Tóquio. Três brasileiros estarão na briga: Bryan Oliveira (57kg), David Moreira (65kg) e Marcus Calasans (74kg).

Foto: Reprodução/CBW

Nenhum comentário:

Postar um comentário