Surto História - Quando Arthur Zanetti conquistou o mundo


Estar competindo em Londres trazia boas lembranças ao jovem ginasta Arthur Zanetti, que voltava a cidade após o quarto lugar no Mundial de 2009 e o ouro no evento-teste para a Olimpíada. Após arriscar fazer uma série mais fraca na qualificação das argolas para poder ser o último a se apresentar na final e conseguiu - Passou em quarto, com 15.616 pontos - ele estava pronto para surpreender o favorito Yibing Chen da China na grande decisão do aparelho, em 6 de agosto de 2012.

Arthur se apresentou entre os finalistas e foi para o aquecimento. Não viu Chen, o primeiro a se apresentar (15.800) e nem os demais competidores: "Não fiquei olhando a série dos outros. Dei umas espiadinhas, mas não acompanhei nenhuma  prova. (Na hora da apresentação) fico focado na série e não ouço nada" explicou Zanetti após a competição.

Ajude o Surto a levar duas correspondentes para Paris-2024, mande um pix para:surtoolimpico@gmail.com

O campeão olímpico de Pequim e tetracampeão mundial, Yibing Chen, da China, era o primeiro com 15.800 e Zanetti sabia, que para superá-lo, teria que fazer sua série mais difícil com perfeição. Apesar disso, Zanetti não parecia preocupado, pelo contrário, ele se mantinha frio e focada: "Pensei: vai ser difícil, mas não impossível."

Surte+ : Brasil, 100 anos olímpicos - Londres 2012

Dos oito finalistas, Zanetti, de 22 anos, era o mais baixinho - 1,56m - e o segundo mais jovem e quando chegou sua vez, ele já sabia exatamente o que iria fazer- Para chegar ao pódio e conseguir uma medalha inédita para ginástica olímpica brasileira, ele teria que no mínimo, superar os 15.666 do russo Aleksandr Balandin, mas quando começou sua série, seu objetivo era o ouro olímpico. 


E Zanetti beirou à perfeição em sua série e encerrou com um duplo mortal carpado. foi a apresentação mais aplaudida entre os atletas concorrentes na final. Zanetti saiu comemorando, como se soubesse que entraria para história, o que se confirmou quando sua nota foi anunciada - 15.900, primeira medalha olímpica do Brasil na Ginástica artística e logo a de ouro.

Surte+: Jogos olímpicos na Televisão Brasileira - Londres 2012

“Estou muito feliz porque essa é a primeira medalha do meu país para a ginástica. Trabalhei por muito tempo para conseguir essa medalha”, declarava Arthur Zanetti, em sua primeira entrevista como campeão olímpico. Depois do pódio passou a noite e a  madrugada indo a vários estúdios de TV para falar de seu feito, chegando quase ao amanhecer na vila olímpica. Cansaço? sim. Mas tudo tinha valido a pena:

"Queria muito ganhar essa medalha não só para mim, mas para a ginástica toda, todos os clubes, para abrir portas para o Brasil todo. Espero que mude a ginástica no Brasil porque precisa mudar " Disse Zanetti após o ouro

Depois do ouro do Zanetti, foram mais cinco medalhas olímpicas - sendo mais uma dele, prata no Rio de Janeiro, mostrando que o brasileiro abriu as portas para colocar definitivamente o país no mapa da ginástica artística   

Fotos: Reuters

Declarações de Zanetti extraídas do site oficial do atleta




Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top