Em dia ruim para brasileiros, Guilherme Costa é 5º no Mundial

Depois de bronze nos 1500m, Guilherme Costa foi 5º nos 800m (Foto: Divulgação/CBDA)

O Brasil teve um dia ruim no Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste, nesta terça (21). Com eliminações em todas as preliminares da Natação e Nado Artístico, o destaque do dia foi o 5º lugar de Guilherme Costa, bronze nos 400m, com direito a recorde sulamericano.

Após o quinto dia de disputas o Brasil continua com duas medalhas conquistadas: uma prata e um bronze, e caiu para a 12ª colocação no quadro geral. O Surto traz um resumo da participação brasileira no quinto dia de disputas:

Natação

Brasil em duas finais

Guilherme Costa ficou em 5º na prova dos 800m. Segundo a sair do bloco, o brasileiro traçou uma estratégia ousada e chegou a nadar entre os primeiros na maior parte da prova. Finalizou com o tempo de 7:45.48, novo recorde sulamericano. O ouro foi de Bobby Finke, dos Estados Unidos, bronze em Tóquio 2020, a prata foi de Florian Wellbrock, da Alemanha, e o bronze de Mykhailo Romanchuk, da Ucrânia. 

O segundo brasileiro nas finais de hoje, Felipe França terminou em 8º nos 50m peito masculino, com o tempo de 27.42. O ouro foi de Nic Fink, dos Estados Unidos, prata de Nicolo Martinenghi, da Itália, e o bronze de Michael Andrew, dos Estados Unidos.

Dia ruim nas classificatórias

Nenhum atleta brasileiro conseguiu se classificar para as semifinais nas preliminares disputadas na primeira sessão de provas do dia.

Gabriel Santos e Marcelo Chierighini foram os primeiros a cair na água na prova dos 100m livre masculino, mas acabaram eliminados com o 25º (48.89) e 26º (48.97) tempos respectivamente. Logo depois, nos 200m medley masculino, Vinicius Lanza fechou a disputa na 23ª colocação, com 2:01.84. Já Caio Pumputis foi desclassificado na mesma prova por movimento irregular.

É a primeira vez em sete mundiais consecutivos que o Brasil não terá representantes nas finais desta prova.

Única brasileira em provas individuais hoje, Giovanna Diamante ficou perto das semifinais nos 200m borboleta. Com um tempo de 2:12.39 ela ficou a menos de um segundo da vaga, terminando em 18º.

Fechando as preliminares, a prova do revezamento 4x100 medley misto. O time formado por Guilherme Basseto, João Gomes Junior, Giovanna Diamante e Stephanie Balduccini ficou na 9ª colocação, com 3:48.07, também fora da final.

Nado Artístico

A equipe brasileira esteve na final da rotina técnica. Com uma boa apresentação, as atletas conseguiram aumentar a nota em relação às preliminares para 79.2419, fechando a competição em 12º. Ouro para a China, prata do Japão e bronze para a Itália.

Nosso time é formado por Vitoria Casale, Jullia Catharino, Rafaela Garcia, Luiza Lopes, Laura Micucci, Celina Rangel, Gabriela Regly e Anna Giulia Veloso.

Laura Micucci e Anna Giulia Veloso não passaram para a final da rotina livre do dueto feminino. Somando 78.8667 pontos, elas terminaram a competição na 18ª colocação. Apenas as 12 primeiras seguiram. 

Equipe da China cresce no Nado Artístico e é ouro no Mundial, brasileiras em 12º

Polo Aquático

O Brasil fez uma grande partida na estreia do torneio masculino de Polo Aquático, mas acabou perdendo para a Geórgia por 14 a 10. O jogo estava empatado até a final do terceiro quarto, quando os adversários abriram vantagem. O time, que caiu em um grupo difícil, terá pela frente a Hungria, na quinta (22), para buscar a primeira vitória.

Brasil perde na estreia do Polo Aquático masculino no Mundial

Próximos passos

Nesta quarta (22), teremos mais brasileiros em busca de finais nas piscinas de Budapeste. No Polo Aquático, o Brasil tenta reabilitação no feminino. Confira a programação:

Natação

Preliminares e semifinais

100m livre (F) - Stephanie Balduccini

200m peito (M) - Caio Pumputis

Revezamento 4x200m (F) - Brasil

Nado Artístico

Preliminares

Equipes Femininas (Rotina Livre) - Brasil

Polo Aquático

2ª rodada - Torneio Feminino

Brasil x Cazaquistão


Postar um comentário

To Top