Atletas do Afeganistão conseguem chegar em Tóquio e participarão dos Jogos Paralímpicos - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Atletas do Afeganistão conseguem chegar em Tóquio e participarão dos Jogos Paralímpicos

Compartilhe
Zakia Khudadadi em sala de treinamento de taekwondo


O Time Paralímpico do Afeganistão conseguiu chegar em Tóquio, depois de muitos percalços. Zakia Khudadadi e Hossain Rasouli, além do chefe de missão Arian Sadiqui, aterrissaram neste sábado (28) na capital japonesa preparados para disputar os Jogos Paralímpicos de Tóquio depois de conseguirem fugir de Cabul na semana passada.

O Comitê Paralímpico Internacional afirmou que a participação deles foi apenas possível com “apoio global de vários indivíduos, organizações e governos”. A dupla de esportistas conseguiu embarcar para Paris poucos dias depois da tomada de poder pelo Talibã no Afeganistão.

Khudadadi e Rasouli treinaram por uma semana no Instituto de Alta Performance Esportiva (INSEP), nos arredores de Paris, onde também realizaram testes de covid-19, como exigido pelo comitê organizador.

Zakia competirá a partir das 22h15 no dia 1º de setembro (horário de Brasília), na categoria K44 para atletas com menos de 49kg no taekwondo e será a primeira mulher desde Atenas 2004 a representar o país. Hossain entrará no estádio olímpico às 22h38 no dia seguinte para a bateria dos 400m rasos para atletas T47. 

Hossain Rasouli em pé na estrada



Com a forte atenção voltada na participação deles, o Comitê Paralímpico Internacional (IPC) informou que nem os atletas ou o chefe de missão não estarão disponíveis para entrevistas durante os Jogos e também receberam uma permissão para não se apresentarem na zona mista.

Comitê Paralímpico Afegão e Internacional agradecem apoio

O Comitê Paralímpico Afegão informou a partir de nota oficial do IPC que agradece a todas organizações e governos que auxiliaram os atletas, incluindo o Centro para Esportes e Direitos Humanos, o Comitê Paralímpico Internacional, o Comitê Paralímpico da França, a Associação Paralímpica Britânica, e World Taekwondo “por todo o apoio em transformar os sonhos dos atletas em realidade”.

Não foram dadas informações precisas sobre como os representantes do Afeganistão conseguiram sair de Cabul, mas a imprensa espanhola havia informado que Khudadadi estaria numa lista de evacuação.

Os três afegões foram recebidos na Vila Paralímpica na manhã deste sábado (noite em Tóquio) pelo brasileiro Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Internacional (IPC em inglês). e por Chelsey Gotell, do Conselho de Atletas do IPC. Arian Sadiqi afirmou que

Eu realmente acredito que através do Movimento Paralímpico e dos Jogos Paralímpicos, todos nós podemos transmitir a mensagem positiva que co-existência pacífica é o melhor para a humanidade, que nós devemos celebrar nossas diferenças sabendo que temos mais em comum do que oque nos divide e que devemos plantar e celebrar a paz porque disputas e sentimentos negativos apenas destróem a humanidade.

O Comitê Paralímpico Internacional chegou a oficializar a saída do Afeganistão dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 no dia 15 de agosto, mas a bandeira do país esteve presente na Cerimônia de Abertura realizada nesta terça-feira (24), ainda que a presença fosse incerta.


Foto:Divulgação / IPC

Nenhum comentário:

Postar um comentário