Ingrid Oliveira se classifica pra Tóquio 2020; Giovanna Pedroso deve pegar vaga por realocação - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ingrid Oliveira se classifica pra Tóquio 2020; Giovanna Pedroso deve pegar vaga por realocação

Compartilhe

A brasileira Ingrid Oliveira avançou para a semifinal da Plataforma de 10m feminina na Copa do Mundo de Saltos Ornamentais e, com o resultado, garantiu uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Ela terminou a classificatória, realizada na madrugada desta terça-feira (04), na 14ª posição, com 285.30 pontos. Giovanna Pedroso ficou em 20º lugar, com 256.90, e deve se classificar no processo de realocação de vagas.

Garantida em sua segunda Olimpíada, Ingrid esteve na zona de classificação durante todas as cinco rodadas. Seu primeiro salto foi um duplo e meio mortal com um parafuso e meio que lhe rendeu 60.80 pontos. O seu salto com parada de mão na segunda rodada recebeu a mesma pontuação do primeiro. O terceiro salto da brasileira foi um triplo mortal e meio para frente que teve nota 60.00.

Na quarta rodada, Ingrid teve seu melhor desempenho, recebendo 75.20 pontos para seu triplo e meio mortal revirado. A vaga foi confirmada com 28.50 no seu último salto, um meio mortal em ponta pé à lua (com grau dificuldade mais baixo, apenas 1.9).

Giovanna Pedroso no Sul-Americano 2021 - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA
Já Giovanna Pedroso começou bem, acertando seus três primeiros saltos com notas 53.20, 59.20 e 49.60 e estava em décimo oitavo lugar ao final da terceira rodada, no limite da classificação para a semifinal e para uma vaga olímpica direta.

Entretanto, ela cometeu um erro na quarta rodada, tirando apenas 36.40 no seu duplo e meio mortal em ponta pé à lua. Para encerrar a sua participação na Copa do Mundo, Giovanna acertou seu triplo e meio mortal carpado para frente tirando 58.50 pontos. 

A saltadora terminou em 20º lugar e ainda não garantiu uma vaga olímpica direta, mas deve se classificar para Tóquio 2020, no processo de realocação das cotas olímpicas após as atletas da prova sincronizadas serem convocadas, o que deve abrir vagas já que várias delas estão classificadas também no individual. 

Assim, é possível confirmar que o Brasil já tem quatro atletas garantidos oficialmente em Tóquio-2020 nos saltos ornamentais, com Luana Lira (trampolim 3m feminino individual), Isaac Souza e Kawan Pereira (plataforma 10m masculina individual) e Ingrid Oliveira (plataforma 10m feminina individual), e Giovanna Pedroso classificada de forma extra-oficial. 

Sem a presença das chinesas na prova, a briga pela primeira posição na plataforma 10m feminina ficou mais aberta, com Jun Hoong Cheong, da Malásia, liderando a fase preliminar com 345.30 pontos. Iuliia Timoshinina, da Rússia, ficou em segundo, com Gabriela Agúndez, do México, em terceiro lugar.


Resultado Final:
1. Jun Hoong Cheong (MAS) 345.30*
2. Iuliia Timoshinina (RUS) 336.70*
3. Gabriela Agúndez (MEX) 325.65*
4. Pandelela Pamg (MAS) 325.00
5. Matsuri Arai (JPN) 319.80
6. Andrea Siriex (GBR) 312.80*
7. Montserrat Gutierrez (MEX) 298.10
8. Celine Van Duijn (NED) 294.60
9. Elena Wassen (GER) 292.10*
10. Kwon Halin (KOR) 291.95*
11. Shen-Yan Lin (SGP) 289.60*
12. Caeli McKay (CAN) 287.80
13. Christina Wassen (GER) 285.90*
14. Ingrid Oliveira (BRA) 285.30*
15. Anna Konanykhina (RUS) 278.00*
16. Tanya Watson (IRL) 271.85*
17. Sarah di Maria (ITA) 270.60*
18. Alais Kalonji (FRA) 260.60*
20. Giovanna Pedroso (BRA) 256.90

*Atletas que garantiram vaga olímpica pela Copa do Mundo. As demais semifinalistas ou já estavam classificados ou são de países que atingiram o limite de duas representantes na prova.

Foto de capa: Abelardo Mendes Jr/rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário