Dando show, Kawan Pereira e Isaac Souza garantem vagas olímpicas na plataforma individual - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Dando show, Kawan Pereira e Isaac Souza garantem vagas olímpicas na plataforma individual

Compartilhe


Poucas horas depois da classificação de Luana Lira no trampolim 3m feminino, os saltos ornamentais do Brasil garantiram mais dois atletas nos Jogos Olímpicos. Dando show, Kawan Pereira e Isaac Souza brilharam nas eliminatórias da plataforma de 10m individual na madrugada desta segunda-feira (03), avançaram à semifinal da Copa do Mundo de Tóquio com direito a top-10 e carimbaram as vagas olímpicas.


Kawan foi a grande sensação da disputa preliminar. Ele, que tem apenas 18 anos de idade, impressionou com os elevados graus de dificuldade de seus saltos e chegou a emplacar a melhor nota da quarta rodada, com um 88.80 (3.7). O piauiense finalizou a eliminatória com 456.05 pontos totais, na quarta colocação geral entre 47 competidores.


Isaac não ficou para trás e também fez uma competição de alto nível para carimbar o passaporte olímpico. Fluminense, de 21 anos, ele manteve a regularidade em seus seis saltos, obtendo pontuações sempre acima dos 64.00, e se classificou à semifinal com o oitavo melhor desempenho geral, num acumulado de 427.55 pontos. Sua melhor nota foi um 86.40 (3.6), na última rodada.


Kawan e Isaac fazem parte da nova geração dos saltos ornamentais brasileiro, que tem crescido no cenário internacional nos últimos anos. Juntos, eles chegaram à final da prova sincronizada da plataforma 10m no Mundial de Gwangju, em 2019, e foram medalhistas de bronze no Pan de Lima, uma conquista inédita para a modalidade.


Kawan Pereira, destaque das eliminatórias, quando ainda estava na terceira colocação (Reprodução/Fina)


Em competições individuais, Isaac chegou à semifinal do Mundial de 2019 e terminou em 13º, a uma posição de garantir vaga na final e assegurar classificação direta aos Jogos Olímpicos. Kawan, por sua vez, ainda com 17 anos à época, acabou apenas na 37ª colocação. O resultado obtido pelo piauiense nesta segunda o garantiria no top-10 daquela final.


Classificados às semifinais, Kawan e Isaac voltam a saltar nas águas do Centro Aquático de Tóquio - mesmo local em que serão disputadas as competições de natação, saltos ornamentais e nado artístico na Olimpíada deste ano - ainda nesta segunda-feira, por volta das 06h30 (horário de Brasília). Para avançar as finais, é necessário ficar entre os 12 melhores colocados.


Entre os principais destaques das eliminatórias, está o britânico Tom Daley, que sobrou e ficou na liderança com 508.30, mesmo tendo falhado no último salto. Medalhista olímpico, ele é o super favorito ao ouro na Copa do Mundo, que não conta com chineses. O mexicano Randal Valdez e o russo Ruslan Ternovoi ficaram em segundo e em terceiro, respectivamente, com 483.65 e 456.70.


Surte +: Brasil já tem 211 atletas classificados a Tóquio-2020. Confira a lista completa!


A prova

Primeira parte da classificação das eliminatórias, com dois brasileiros na lista (Reprodução/Fina)

Kawan Pereira iniciou a disputa já mostrando para que veio: executou um belíssimo salto na primeira rodada, a 3.2 de dificuldade, e garantiu um 76.80, que já o fizeram atingir a sexta colocação parcial. Isaac Souza, por outro lado, não destoou na estreia, mas foi regular e obteve um 64.00 (3.2) para ficar na 27ª colocação.


Na rodada seguinte, entretanto, o fluminense beirou a excelência e subiu 13 posições com um salto de 74.25 (3.3). Já Kawan permaneceu com as notas altas nos dois saltos seguintes e se manteve no top-10 com um 69.30 (3.3) e 70.95 (3.4). Isaac seguiu crescendo e chegou a figurar na 11ª colocação após um 66.60 (3.6) no terceiro round.


Foi na quarta rodada que Kawan encantou a todos com um belíssimo salto de dificuldade 3.7 e arrancou nota acima de 8.0 de todos os jurados, somando um total de 88.80 pontos, subindo para a quarta colocação. Na rodade seguinte, alcançou o terceiro lugar com 78.20 (3.4). Por fim, obteve um 72.00 (3.2), acumulando 456.05 pontos e caiu uma posição.


Isaac, por sua vez, permaneceu constante em seus três últimos saltos e não correu riscos. Ele conseguiu 69.40 (3.4) na quarta rodada e 66.60 (3.7) na quinta. Apesar de oscilar na classificação, esteve confortável e fechou a eliminatória com um salto cravado de 86.40 (3.6), com um total de 427.55 pontos.


Foto de capa: Aberlardo Mendes Jr./rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário