Brasil vence República Tcheca e mantém 100% no Pré-Olímpico de basquete 3x3 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Brasil vence República Tcheca e mantém 100% no Pré-Olímpico de basquete 3x3

Compartilhe
Jogadores do Brasil se abraçam após mais uma vitória no Pré-Olímpico de basquete 3x3, que dá três vagas aos Jogos Olímpicos de Tóquio


Deu Brasil de novo! Duas horas depois de vencer a Turquia em sua estreia no Pré-Olímpico de basquete 3x3, a seleção brasileira conquistou sua segunda vitória em Graz, na Áustria, nesta quarta-feira (26). Enfrentando a República Tcheca, a equipe enfrentou certa dificuldade, mas deslanchou na reta final e fechou o duelo em 21 a 14.


Com mais uma vitória, o Brasil mantém os 100% de aproveitamento e divide a liderança do grupo A com a Mongólia. A equipe voltará a jogar na sexta-feira (28), novamente em rodada dupla: terá a Polônia e a própria Mongólia pela frente. Os dois primeiros colocados do grupo avançam às quartas de final. Os finalistas e o medalhista de bronze garantem vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio. 


No segundo duelo do dia, destaque para André Ferros, que anotou 11 dos 21 pontos da vitória brasileira sobre a República Tcheca. Foi ele, inclusive, o responsável por acertar a última bola de dois pontos do jogo, que fechou o placar. Jonatas Mello marcou quatro pontos, enquanto Jefferson Socas e Fabrício Veríssimo fizeram três cada.


O jogo

Enfrentando dificuldade no início, o Brasil saiu perdendo por 2 a 0, mas a República Tcheca já havia feito quatro faltas com um minuto de partida. Com duas bolas de fora do perímetro, os europeus abriram 7 a 2 de frente. O Brasil encostou com duas jogadas rápidas de um ponto, em 7 a 4, e foi beneficiado na sequência pela agressiva marcação adversária.


A equipe europeia estourou o limite de sete faltas coletivas com menos de quatro minutos de duelo. Isto fez com que o Brasil tivesse dois lances livres a seu favor a cada nova falta sofrida. A República Tcheca não afrouxou sua marcação, cometeu duas faltas seguidas e o Brasil converteu seus quatro lances livres para rapidamente tomar a dianteira do placar em 8 a 7 e não sair mais.


Embalada, a seleção verde-amarela ganhou confiança e logo abriu vantagem, chegando a ter 11 a 8 no placar. A partir daí, a equipe manteve a vantagem no placar, controlou bem a partida e não tomou sustos. Enquanto a República Tcheca tentava bolas de dois, o Brasil conseguia jogadas rápidas individuais. Na reta final, com 19 a 14 de frente, André Ferro fechou o jogo com uma bola de longe.


Foto de capa: Divulgação/FIBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário