Pré-Olímpico Latino-Americano de tênis de mesa: Argentina, Cuba e Equador garantem últimas vagas individuais - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pré-Olímpico Latino-Americano de tênis de mesa: Argentina, Cuba e Equador garantem últimas vagas individuais

Compartilhe

O Pré-Olímpico Latino-Americano de tênis de mesa distribuiu nesta sexta-feira (16) as três últimas vagas a Tóquio-2020 nos torneios individuais. Após as disputas das repescagens, o equatoriano Alberto Miño e o argentino Gaston Alto se classificaram no masculino, enquanto a jovem cubana Daniela Fonseca, de apenas 18 anos, se garantiu no feminino. 


Eliminados no torneio principal, realizado no início da semana e que deu quatro vagas - para o argentino Horácio Cifuentes, a chilena Paulina Vega e os porto-riquenhos Brian Afanador e Melanie Diaz -, Mina, Alto e Fonseca tiveram uma derradeira oportunidade de conseguir a classificação olímpica através de uma disputa secundária.


Daniela Fonseca foi uma das sensações do torneio disputado em Rosário, na Argentina. Apenas 290ª colocada do ranking mundial, a jovem surpreendeu quando chegou na final do primeiro torneio e ficou perto de tirar a favorita Melanie Diaz do caminho. Na ocasião, a cubana chegou a ter dois match points no quinto set, mas acabou sofrendo a virada e ficou sem a vaga.



De azarã, ela tornou-se uma das favoritas para conseguir a última classificação feminina em disputa. E para consegui-la precisou passar pela venezuelana Neridee Nino, por 4 a 3, pela dominicana Esmerlyn Castro, por 4 a 1, e pela guatemalteca Mabelyn Enriquez, por 4 a 3, antes de enfrentar a mexicana Yadira Silva, 136ª do mundo, na decisão. 


Fonseca foi derrotada nos dois primeiros sets (2 a 0), mas conseguiu a virada após vencer as três parciais seguintes (3 a 2). Yadira, porém, forçou o sétimo set com uma nova vitória na sequência (3 a 3). Por lá, a cubana dominou a parcial decisiva e chegou a ter 10/7 de frente, com três oportunidades de fechar o jogo, mas desperdiçou todos. Quando parecia que o filme da última decisão iria se repetir, Daniela conseguiu encontrar equilíbrio para fechar em 12/10 e vencer o duelo por 4 sets a 3.


Compatriota de Fonseca, Jorge Campos teve um roteiro praticamente idêntico, mas com um desfecho diferente. Dono de um 275º lugar no ranking mundial, ele eliminou gigantes no primeiro torneio, mas acabou derrotado por 4 a 3 por Brian Afanador na decisão. Encaminhado à repescagem, também teve uma campanha praticamente perfeita, mas acabou sem a vaga.



O cubano chegou a ter 3 sets a 1 de frente contra o equatoriano Alberto Miño, quarto mais bem ranqueado do torneio. No sexto set, ele tinha um 10/7 de vantagem, com três match points a seu favor, mas o adversário salvou, virou a parcial e forçou um sétimo game. Lá, mais uma vez Campos teve o duelo na mão, mas viu Miño crescer, vencer o duelo e se classificar para sua primeira Olimpíada.


A última vaga da competição masculina ficou com uma prata da casa, Gastón Alto, que é ex-jogador de futsal e foi tricampeão argentino. Motivado pelo público, ele superou o cubano Andy Pereira, por 4 a 1, o mexicano Marcos Madrid, por 4 a 3, até bater o dominicano Wu Jiaji na decisão, por 4 a 2 (14/12, 6/11, 7/11, 11/9, 11/8 e 11/6).



Curiosamente, Wu, que é chinês naturalizado e foi derrotado por Hugo Calderano na final dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, também acabou "morrendo na praia" nas duas oportunidades, perdendo a decisão de ambas para um argentino. Dias atrás, ele havia sido superado por Horácio Cifuentes.


Com os dois mesa-tenistas classificados, a Argentina já chega a 149 atletas garantidos nos Jogos Olímpicos de Tóquio. De forma extra-oficial, Cuba chega à simbólica marca de 50 esportistas garantidos. O Equador, por sua vez, já tem uma delegação de 15 atletas após a conquista de Miño.


O Pré-Olímpico Latino-Americano será encerrado neste sábado (17), com a disputa do torneio de duplas mistas, com uma vaga em jogo para Tóquio-2020. O Brasil será representado por Vitor Ishiy e Bruna Takahashi, que são os cabeças de chave número 2 e estreiam somente nas quartas de final. O Canal Olímpico do Brasil transmite os jogos a partir das 10h.


Fotos: Divulgação/FATM

Nenhum comentário:

Postar um comentário