Guia do Brasileirão Feminino 2021 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

 



A partir do dia 17 de abril a bola vai rolar para a temporada 2021 do Brasileirão Feminino. A principal competição do futebol feminino do país vem para a sua nona edição com 16 clubes de sete estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Distrito Federal, Minas Gerais e Bahia). 


Em mais um guia preparado pelo Surto Olímpico, vamos trazer informações das dezesseis equipes, com seus principais destaques e expectativas para o campeonato, que promete ser o mais disputado de todos os tempos.


História


A primeira edição do Campeonato Brasileiro organizada pela CBF foi realizada em 2013, sendo vencida pelo Centro Olímpico. O certame foi disputado por 20 clubes até 2016. A partir do ano seguinte, a competição passou a ser disputada por 16 clubes, permanecendo assim até hoje.


O estado de São Paulo tem domínio absoluto de títulos ao longo da história, vencendo sete dos oito campeonatos disputados até o momento. A exceção foi na temporada 2016, quando o Flamengo conquistou o título. Corinthians e Ferroviária são os clubes mais vencedores com dois troféus cada.


Fórmula de disputa


As 16 equipes se enfrentam em turno único, classificando para a fase de quartas de final os oito primeiros colocados, com os quatro últimos colocados sendo rebaixados para a Série A-2. A partir das quartas de final, os clube se enfrentam em sistema eliminatório ("mata-mata"), até ser definido o campeão.


Em caso de empate de pontos entre dois ou mais clubes na primeira fase, os critérios de desempate são aplicados na seguinte ordem: 1- Número de vitórias, 2- Saldo de gols, 3- Gols marcados, 4- Número de cartões vermelhos, 5- Número de cartões amarelos, 6- Sorteio


Transmissão


O Brasileirão Feminino terá jogos transmitidos na TV aberta pela Band e na TV fechada pelo canal SporTV, que voltará a exibir o campeonato após quatro anos. Por streaming, as partidas serão transmitidas através da plataforma MyCujoo e pelo YouTube, através do canal Desimpedidos.



CLIQUE AQUI PARA CONFERIR A TABELA COMPLETA DO BRASILEIRÃO



Equipes



Avaí Kindermann


Avaí Kindermann na Copa Libertadores Feminina (Foto: Avaí Kindermann)


Participações: 7

Melhores colocações: Vice-campeão em 2014 e 2020

Última participação: Vice-campeão em 2020

Posição no Ranking da CBF: 5° lugar

Técnico: Jorge Barcellos


Elenco


Goleiras: Bárbara (32 anos), Letícia Busatto (26 anos) e Josianne (17 anos)

Laterais: Fran Bonfanti (29 anos), Karina (23 anos), Bárbara Mello (21 anos) e Carol Gomes (25 anos)

Zagueiras: Carla (29 anos), Tuani (29 anos), Simeia (33 anos) e Camila (20 anos) 

Meio-campistas: Tauane (22 anos), Paty (30 anos), Patrícia Derrico (26 anos), Gaby Soares (25 anos), Sthephanie (23 anos) e Vilma (32 anos)

Atacantes: Larissa (33 anos), Caty (24 anos), Lelê (33 anos) e Raiza (30 anos)


Atual vice-campeão, o Avaí Kindermann perdeu a espinha dorsal do time no último Brasileiro, já que a lateral-direita Bruna Calderan e as meio-campistas Duda e Júlia Bianchi, três das principais destaques da última campanha do clube catarinense, se transferiram para o Palmeiras. 


Por outro lado, a equipe conseguiu manter a goleira Bárbara e a atacante Lelê, vice-artilheira do último Brasileirão com 11 gols, sendo também a jogadora com mais participações em gols no campeonato. Dentre as contratações para a temporada 2021, a principal destaque é da atacante Larissa, que foi uma das artilheiras do Santos no último campeonato com 7 gols marcados.



Bahia


Jogadoras do Bahia comemorando o acesso à elite do Brasileirão (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Participações: 1

Melhor colocação: 13° lugar em 2014

Última participação: 13° lugar em 2014

Posição no Ranking da CBF: 52° lugar

Técnico: Igor Morena


Elenco


Goleiras: Nágila (26 anos), Anna Bia (20 anos) e Camila Menezes (29 anos)

Laterais: Nine (19 anos), Tayane (21 anos), Luana (25 anos) e Dymenor (30 anos)

Zagueiras: Aila (21 anos), Naiara (23 anos), Sabrina (20 anos), Rute (20 anos) e Ariana Lomas (19 anos)

Meio-campistas: Camila Santos (19 anos), Eddie (27 anos), Esquerdinha (25 anos), Jordana (21 anos), Kaylane (27 anos), Milena Bispo (22 anos), Vi (21 anos), Fabi Ramos (35 anos), Tcheury (27 anos) e Gabriele (24 anos)

Atacantes: Ellen Santana (22 anos), Verena (25 anos), Geisi (19 anos), Priscila (22 anos), Daiane Moretti (33 anos), Gabi Itacaré (26 anos) e Roqueline (25 anos)


Recém-promovida à Série A-1 e único representante da região Nordeste no campeonato, o Bahia vem com um elenco bastante modificado em relação ao time que conquistou o acesso à elite do futebol brasileiro. Porém, a grande perda foi da centroavante Gadu, que deixou o clube após ser artilheira da última edição da Série A-2 com 11 gols e principal nome na campanha do acesso tricolor. 


Para reposição da atleta, o tricolor trouxe as atacantes Priscila, uma das artilheiras do Juventus-SP na última Série A-2, e a experiente Daiane Moretti, de 33 anos de idade, que teve boa passagem pelo Internacional e e disputou a última temporada pelo Athlético-PR.


Destaque também para os retornos da zagueira Rute, da meia Fabi Ramos e da atacante Roquelina, que conquistaram o título baiano com o clube em 2019, além da jovem zagueira Ariana Lomas, de apenas 19 anos de idade, que defende a seleção do Equador, treinada pela técnica brasileira Emily Lima.



Botafogo


Foto: Botafogo F.R.

Participações: 1

Melhor colocação: 4° lugar em 2014

Última participação: 4° lugar em 2014

Posição no Ranking da CBF: 36° lugar

Técnico: Gláucio Santiago


Elenco


Goleiras: Rubi (33 anos), Ingrid (23 anos) e Mayara (22 anos)

Laterais: Mylena (21 anos), Chaiane (26 anos), Bruna (20 anos) e Laura (21 anos)

Zagueiras: Carol Carioca (38 anos), Káren (25 anos), Amanda (23 anos), Thamires (26 anos) e Thaísa (27 anos)

Meio-campitas: Cris (35 anos), Vivian (23 anos), Pepê (39 anos), Gaby Louvain (18 anos), Driely (30 anos), Micaele (24 anos) e Verônica (23 anos)

Atacantes: Brenda (22 anos), Kélen (25 anos), Karol Lins (27 anos), Kamilla (26 anos), Juliana (23 anos), Bia (23 anos), Emily (19 anos) e Isabella Rangel (18 anos)


Campeão carioca em 2021 e recém-promovido à elite do futebol brasileiro, o Botafogo manteve a base que conquistou o vice-campeonato da Série A-2. Para fazer uma boa campanha em seu retorno à Série A-1, as Gloriosas contarão com os gols da atacante Brenda, contratada para este ano e artilheira na campanha do time na conquista do título carioca com nove gols.  


Outra contratação importante do Fogão para esta temporada foi da lateral-direita Mylena, que também pode atuar como atacante, posição em que jogou pelo São José-SP, sendo artilheira do time do Vale do Paraíba no último Brasileirão com sete gols marcados.



Corinthians


Jogadoras do Corinthians comemorando o título brasileiro de 2020 (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Participações: 5

Melhores colocações: Campeão em 2018 e 2020

Última participação: Campeão em 2020

Posição no Ranking da CBF: 1° lugar

Técnico: Arthur Elias


Elenco


Goleiras: Tainá (25 anos), Paty (24 anos), Kemelli (22 anos) e Isa Cruz (16 anos)

Laterais: Poliana (30 anos), Katiuscia (26 anos), Paulinha (33 anos), Tamires (33 anos), Yasmin (24 anos) e Juliete (32 anos)

Zagueiras: Érika (33 anos), Giovanna Campiolo (24 anos) e Pardal (27 anos)

Meio-campistas: Andressinha (25 anos), Diany (31 anos), Gabi Zanotti (36 anos), Ingryd (23 anos), Vic Albuquerque (23 anos) e Grazi (40 anos)

Atacantes: Bianca Gomes (30 anos), Gabi Portilho (25 anos), Jhennifer (19 anos), Adriana (24 anos), Cacau (34 anos), Gabi Nunes (24 anos) e Giovanna Crivelari (28 anos)


Atual campeão brasileiro, o Corinthians é o clube com maior sucesso recente no futebol feminino brasileiro. Nos últimos cinco anos, o clube conquistou um título da Copa do Brasil, dois títulos brasileiros e duas Libertadores da América, fazendo com que o Timão alcançasse o topo do ranking da CBF. Além de uma gestão profissional, parte do sucesso do clube se deve ao técnico Arthur Elias, que está desde 2016 no comando técnico do time e já é um dos treinadores mais vencedores da modalidade.


O Corinthians manteve a base do elenco que conquistou o título nacional na última temporada, tendo a melhor campanha da história. A força do conjunto e a versatilidade das jogadoras são alguns dos pontos fortes do time que busca defender o título conquistado em 2020. Dentre as contratações para este ano, o principal nome foi da jovem atacante Jhennifer, de apenas 19 anos de idade, que marcou nove gols no último Brasileirão pelo Internacional. A única baixa importante do time campeão brasileiro foi da goleira Lelê, que se transferiu para o Benfica.



Cruzeiro

Foto: Igor Sales / Cruzeiro Esporte Clube


Participações: 1
Melhor colocação: 10° lugar em 2020
Última participação: 10° lugar
Posição no Ranking da CBF: 22° lugar
Técnico: Marcelo Frigério


Elenco


Goleiras: Mary Camilo (24 anos), Carol Aquino (25 anos) e Dafiny (17 anos)
Laterais: Janaína (24 anos), Eskerdinha (22 anos), Thalita (21 anos) e Rebeca (28 anos)
Zagueiras: Pires (32 anos), Jajá (26 anos), Mayara (20 anos) e Jéssica Romero (20 anos)
Meio-campistas: Camila Ambrózio (24 anos), Capelinha (21 anos), Carol Shimo (21 anos), Lucero (24 anos), Duda (19 anos), Mayara Vaz (25 anos) e Stephanie Zuniga (24 anos)
Atacantes: Thamirys (23 anos), Carol (23 anos), Mariana Santos (23 anos), Vanessa (24 anos), Pâmela (31 anos) e Maríilia (18 anos)

A equipe feminina do Cruzeiro foi criada apenas em 2019 e em seu primeiro ano já conquistou o acesso à elite do futebol brasileiro após sagrar-se vice-campeão da Série A-2. Em sua temporada de estreia na primeira divisão, as Cabulosas ficaram em posição intermediária, terminando o campeonato na 10ª colocação.

O clube mineiro teve uma grande baixa para esta temporada, com a saída da meia-atacante Micaelly, artilheira do time no último Brasileirão com cinco gols. A esperança de gols da equipe celeste estará na atacante Vanessa, que foi recentemente convocada pela Pia Sundhage para um período de treinamentos com a Seleção Brasileira. Dentre as contratações para a temporada, destaque para as jogadoras Jéssica Romero e Lucero, que vieram do futebol colombiano e da meio-campista Stephanie Zuniga, que veio da liga universitária dos Estados Unidos.


Ferroviária

Foto: Associação Ferroviária de Esportes


Participações: 6
Melhor colocação: Campeã em 2014 e 2019
Última participação: 7° lugar em 2020
Posição no Ranking da CBF: 2° lugar
Técnica: Lindsay Carvalho


Elenco


Goleiras: Luciana (33 anos), Lucilene (18 anos) e Yanne (18 anos)
Laterais: Carol Tavares (25 anos), Monalisa (23 anos), Daiane (34 anos), Barrinha (33 anos) e Raquel (25 anos)
Zagueiras: Géssica (30 anos), Anny (23 anos), Thaynara (20 anos), Luana (22 anos), Ana Alice (32 anos) e Yasmin Cosmann (19 anos)
Meio-campistas: Nicoly (24 anos), Amanda (28 anos), Graciela Martínez (19 anos), Duda (18 anos), Rafa Mineira (25 anos), Sâmia (24 anos), Leidiane (22 anos) e Aline Milene (27 anos)
Atacantes: Ludmila (30 anos), Maísa (18 anos), Lurdinha (20 anos), Sochor (26 anos), Thaicyane (20 anos) e Syd Blomquist (27 anos) 

Atual campeã da América, a Ferroviária é um dos clubes mais tradicionais do futebol feminino brasileiro. Criado em 2001, bem antes das exigências atuais da FIFA e da Conmebol, o clube já conquistou ao longo da história quatro títulos paulistas, uma Copa do Brasil, dois Brasileiros e duas Libertadores, se tornando assim uma das referências da modalidade não apenas no país, como no continente sul-americano.

O time comandado pela técnica Lindsay Carvalho manteve uma base forte e sólida, que promete ser uma das principais candidatas a desafiar o atual campeão Corinthians. As Guerreiras Grenás contam com os gols da atacante Sochor, artilheira da equipe no último Brasileirão com nove gols e que fez um dos gols do título da Libertadores deste ano. Para esta temporada, o time de Araraquara trouxe a zagueira Anny, que jogou a última temporada pelo Bahia, a meia Graciela Martínez, que veio do Cerro Porteño, e a atacante Syd Blomquist, que veio do futebol dos Estados Unidos.


Flamengo

Foto: Paula Reis/CRF


Participações: 6
Melhor colocação: Campeão em 2016
Última participação: 9° lugar em 2020
Técnico: Celso Silva


Elenco


Goleiras: Kaká (38 anos), Gabi Croco (26 anos), Yasmin (19 anos) e Tainá (18 anos)
Laterais: Raquel (34 anos), Carol Ladaga (27 anos), Débora Sorriso (26 anos), Jissele (26 anos) e Ana Portugal (17 anos)
Zagueiras: Cida (35 anos), Renata Diniz (35 anos) e Stella (34 anos)
Meio-campistas: Scarlett (27 anos), Carol Matos (24 anos), Lorrayne (24 anos), Bruna Rosa (23 anos), Larissa Baiana (18 anos), Kaylane (17 anos), Naely (17 anos), Carlinha (34 anos), Jayanne (29 anos), Samhia (29 anos), Ana Carla (26 anos), Dedê (25 anos) e Aryane (24 anos)
Atacantes: Flávia (27 anos), Rafa Barros (27 anos), Dani Ortolan (22 anos), Rhaizza (22 anos), Andressa Lodi (21 anos), Thalita (19 anos) e Tuane (18 anos)

O Flamengo não começou bem a temporada 2021. Apesar de ter conquistado a Taça Guanabara, o time sequer chegou à decisão estadual, sendo derrotado na semifinal para o Fluminense e perdendo assim a hegemonia para o rival Botafogo, depois de cinco conquistas consecutivas.

Boa parte do elenco foi mantido para a disputa deste Brasileirão. O principal nome da equipe é a atacante Rafa Barros, artilheira do rubro-negro na última edição com seis gols marcados. Dentre as contratações para este ano, destaque para a atacante Dani Ortolan, uma das artilheiras do Juventus-SP na disputa da última Série A-2 com cinco gols.


Grêmio


Foto: Morgana Schuh / Grêmio FBPA

Participações: 1

Melhor colocação: 8° lugar em 2020

Última participação: 8° lugar em 2020

Posição no Ranking da CBF: 16° lugar

Técnica: Patrícia Gusmão


Elenco


Goleiras: Lorena (23 anos), Raíssa (30 anos) e Iasmin Paixão (18 anos)  

Laterais: Isa (23 anos), Kaíssa (20 anos), Sinara (23 anos), Gisseli (19 anos) e Letícia Mauro (18 anos)

Zagueiras: Andressa Pereira (21 anos), Andréia Rosa (36 anos), Janaína Queiroz (32 anos) e Patrícia Maldaner (18 anos)

Meio-campistas: Mariza (19 anos), Pri Back (29 anos), Tchula (23 anos), Jé Alves (27 anos), Jane Tavares (28 anos), Kika Brandino (26 anos), Maglia (30 anos), Mayara Farias (18 anos) e Rafa Levis (18 anos)

Atacantes: Eudimilla (19 anos), Gabizinha (21 anos), Lais Estevam (20 anos), Maiara Lisboa (28 anos) e Nathane Fabem (30 anos)


A temporada 2020 foi de estreia do Grêmio na elite do futebol brasileiro. As Gurias Gremistas conseguiram chegar à fase de mata-mata, porém foram derrotadas pelo campeão Corinthians nas quartas de final do campeonato. O Grêmio tentará melhorar a sua campanha em relação ao ano passado e, para isso, contará com o reforço da atacante Nathane Fabem. Atuando pela Ferroviária, Fabem foi campeã brasileira e artilheira do time na Copa Libertadores em 2019.


Além de Nathane, o ataque gremista também ganhou um outro reforço, que foi o retorno da jovem Gabizinha, que disputou a última temporada pelo Atlético-MG na Série A-2. Apesar de ter perdido a zagueira Ana Alice para a Ferroviária, a técnica Patrícia Gusmão ganhou reforços para o sistema defensivo, com a chegada da zagueira Janaína Queiroz e da lateral Kaíssa, ambas vindas do Palmeiras, e da zagueira Andréia Rosa, vinda da Ferroviária. 



Internacional


Gurias Coloradas comemorando o bicampeonato gaúcho (Foto: Mariana Capra / Internacional)

Participações: 2

Melhores colocações: 6° lugar em 2019 e 2020

Última participação: 6° lugar

Posição no Ranking da CBF: 13° lugar

Técnico: Maurício Salgado


Elenco


Goleiras: Gabi Barbieri (17 anos), Mayara (19 anos), Sabrina (17 anos) e Vivi (31 anos)

Laterais: Belinha (19 anos), Leidi (27 anos), Liriel (17 anos) e Vih (18 anos)

Zagueiras: Ari (22 anos), Bruna Benites (35 anos), Duda Flores (17 anos), Isa Haas (20 anos) e Sorriso (26 anos)

Meio-campistas: Ju Ferreira (29 anos), Kamila (17 anos), Thessa (33 anos), Vick (19 anos), Djeni (25 anos), Mai (16 anos), Mariana Pires (30 anos), Mileninha (18 anos), Rafa Travalão (32 anos) e Ximena Velazco (25 anos)

Atacantes: Bia (18 anos), Fabi Simões (31 anos), Luana Grabias (21 anos), Maranhão (16 anos), Millene (26 anos), Shashá (26 anos) e Wendy Carballo (18 anos)


Com a sexta colocação em suas duas primeiras participações, as Gurias Coloradas vêm para este campeonato com um elenco bastante jovem, com muitas jogadoras que participaram da campanha do vice-campeonato do último Brasileirão Sub-18. Aliado a isto, jogadoras como a zagueira Bruna Benites e a atacante Fabi Simões darão um toque de experiência importante para o time. 


O Internacional sofreu duas grandes baixas para esta temporada, que foram as saídas das atacantes Byanca Brasil e Jhennifer, responsáveis por 19 dos 42 gols do time no último Brasileirão. Como reposição, o clube trouxe a atacante Millene, artilheira do campeonato em 2019 com 19 gols, atuando pelo Corinthians. Porém, a atleta rompeu o ligamento cruzado anterior na reta final de preparação, tendo que passar por cirurgia.


O Colorado também trouxe para esta temporada a goleira Vivi, que fez um bom campeonato em 2020 atuando pelo Palmeiras, a meio-campista Ximena Velazco, capitã da seleção do Uruguai e a jovem atacante Wendy Carballo, de apenas 18 anos, e que já tem passagem pela seleção uruguaia principal.



Minas Brasília


Foto: Patricy Albuquerque / Minas Brasília


Participações: 2
Melhor colocação: 11° lugar em 2019
Última participação: 12° lugar em 2020
Posição no Ranking da CBF: 14° lugar
Técnico: Carlos Bona


Elenco


Goleiras: Thalya (23 anos), Janny (16 anos), Ághata (17 anos) e Karen (28 anos)
Laterais: Laine (29 anos), Gabriela (32 anos), Jéh (29 anos), Madu (18 anos), Suzana (25 anos) e Katielle (24 anos)
Zagueiras: Kaká (21 anos), Lia (34 anos), Bia (23 anos), Luy (30 anos) e Dih (33 anos)
Meio-campistas: Giulia Geovana (17 anos), Brenda Fernandes (20 anos), Karla Alves (21 anos), Isa (21 anos), Monse Ayala (18 anos), Alê (18 anos) e Manu (19 anos)
Atacantes: Luiza Farinon (21 anos), Bruna Pelé (25 anos), Steff (28 anos), Robinha (26 anos), Maria Vitória (18 anos), Nenê (32 anos) e Kayla Prince (22 anos) 

Em sua terceira temporada na elite, o Minas Brasília tentará pela primeira vez ficar entre os dez primeiros colocados do Brasileirão e apostará em uma mescla com jogadoras experientes e atletas mais jovens. 

O time foi reforçado em todos os setores. Para a defesa, vieram a goleira Karen, do Palmeiras, a zagueira Dih, vinda do futebol árabe, e a lateral Katielle, oriunda do Santos. Para o meio-campo, a equipe candanga contratou as volantes Karla Alves, do Palmeiras, e a jovem paraguaia, Monse Ayala, que veio do Cerro Porteño.

Apesar de ter perdido a jogadora Katrine, artilheira do time no último Brasileirão, o ataque foi reforçado com as contratações da experiente Nenê, que estava na Ferroviária, e da jovem Kayla Prince, que veio do futebol de Trinidad e Tobago.


Napoli


Jogadoras do Napoli levantando o troféu da Série A-2 em 2020 (Foto: Thaís Magalhães/CBF)


Participações: Estreante
Posição no Ranking da CBF: 32° lugar
Técnica: Carine Bosetti


Elenco


Goleiras: Fernanda (20 anos), Nicole (21 anos) e Gaby Souza (23 anos)
Laterais: Thaíni (24 anos), Yakii Vecca (21 anos), Miriam (24 anos), Júlia (20 anos) e Jaine (22 anos)
Zagueiras: Natalie (18 anos), Vero (33 anos), Sara (21 anos), Thays (24 anos), Mariana (20 anos) e Karen (23 anos)
Meio-campistas: Pâmela (24 anos), Juliana (25 anos), Treyci (23 anos), Luana (22 anos) e Larissa (19 anos)
Atacantes: Aninha (19 anos), Malu (20 anos), Soraya (24 anos), Martinha (19 anos) e Naiane (25 anos)

Um dos clubes caçulas do Brasileirão, a Associação Atlética Napoli Caçadorense vem credenciado com o título da Série A-2, conquistado de forma invicta. Com exceção da zagueira paraguaia Vero, o elenco é bastante jovem, formado por jogadoras com até 25 anos de idade.

Para esta temporada, o Napoli manteve as atacantes Malu e Soraya, responsáveis por 17 dos 32 gols da equipe na campanha do título da A-2. Dentre as contratações feitas pelo clube, destaque para a goleira Nicole, que estava no Santos e foi recentemente convocada por Pia Sundhage para um período de treinamentos com a Seleção Brasileira.


Palmeiras

Foto: Fábio Menotti / Palmeiras


Participações: 1
Melhor colocação: 4° lugar em 2020
Última participação: 4° lugar em 2020
Posição no Ranking da CBF: 21° lugar
Técnico: Ricardo Belli

Goleiras: Awanny (18 anos), Jully (21 anos) e Taty Amaro (25 anos)
Laterais: Bruna Calderan (24 anos), Evelin (18 anos), Julinha (16 anos) e Manuela (18 anos)
Zagueiras: Agustinha (27 anos), Carol Santos (18 anos), Tainara (21 anos) e Thaís (24 anos)
Meio-campistas: Ana Clara (16 anos), Ary (21 anos), Camilinha (26 anos), Dóroty (16 anos), Duda Santos (24 anos), Júlia Bianchi (23 anos), Juliana (20 anos), Karol Arcanjo (23 anos), Katrine (22 anos), Rafa Andrade (23 anos) e Thayná (18 anos)
Atacantes: Bia Zaneratto (27 anos), Carol Baiana (26 anos), Chú (31 anos), Dandara (24 anos), Giovana (18 anos) e Ottilia (24 anos)

O Palmeiras foi o clube que mais investiu em contratações para esta temporada e promete ser um dos fortes candidatos ao título brasileiro. Do atual vice-campeão Avaí Kindermann, o clube trouxe a lateral Bruna Calderan e as meio-campistas Júlia Bianchi e Duda Santos, destaques da campanha do clube catarinense na última edição. Da Ferroviária, o alviverde trouxe a meio-campista Rafa Mineira e a atacante Chú, além de garantir o retorno da atacante Bia Zaneratto.

Por outro lado, as Palestrinas perderam a goleira Vivi, que se transferiu para o Internacional, a lateral Rosana, que anunciou sua aposentaria, e a atacante Carla Nunes, artilheira do último Brasileirão com 12 gols, que foi para o rival São Paulo.


Real Brasília

Foto: Divulgação / Real Brasília


Participações: Estreante
Posição no Ranking da CBF: 53° lugar
Técnico: Adilson Galdino

Goleiras: Flávia (26 anos), Keikei (25 anos), Stefane (21 anos) e Thaís Amorim (22 anos)
Laterais: Raquel (24 anos), Bruna Natieli (24 anos), Lana (27 anos), Eliane (23 anos) e Nathalia (23 anos)
Zagueiras: Isabela (25 anos), Rafa Soares (21 anos), Jamille (24 anos), Rafa Ancheta (24 anos) e Preta Cabrera (30 anos)
Meio-campistas: Luciana (32 anos), Sassá (28 anos), Camila Pini (30 anos), Ellen (24 anos), Maiara (23 anos), Margareth (30 anos), Andressa (21 anos) e Janete (24 anos)
Atacantes: Marcela (26 anos), Dani Silva (31 anos), Pitty (21 anos), Amanda (27 anos), Gadu (23 anos), Dan Nunes (26 anos), Joelma (26 anos) e Tábhata (25 anos)

Outra equipe caçula na elite do futebol brasileiro, o Real Brasília vem para tentar fazer bonito já na sua primeira participação. A primeira grande contratação foi a do treinador Adílson Galdino, que fez história com o São José, conquistando três títulos paulistas, dois da Copa do Brasil, uma da Libertadores e um título mundial.

A equipe também foi bastante reforçada, com destaques para a zagueira uruguaia Rafa Anchete, que veio do futebol espanhol, e a centroavante Gadu, artilheira da última Série A-2 com 11 gols e principal nome do Bahia na conquista do acesso.


Santos

Foto: Flávio Hopp / Santos FC


Participações: 6
Melhor colocação: Campeão em 2017
Última participação: 5° lugar em 2020
Posição no Ranking da CBF: 3° lugar
Técnica: Christiane Lessa

Goleiras: Camila Gomes (20 anos), Dida (29 anos) e Michelle (31 anos)
Laterais: Bruninha (18 anos) e Fê Palermo (24 anos)
Zagueiras: Sassá (18 anos), Day Silva (28 anos), Tayla (28 anos) e Camila (30 anos)
Meio-campistas: Júlia Daltoé (19 anos), Gi Fernandes (16 anos), Nicole Marussi (17 anos), Luana (18 anos), Laura Valverde (17 anos), Bia Menezes (23 anos), Rita Bove (30 anos), Alanna (31 anos), Brena (24 anos) e Erikinha (33 anos)
Atacantes: Byanca Brasil (25 anos), Analuyza (17 anos), Thaisinha (28 anos), Cristiane (35 anos), Amanda Gutierres (20 anos), Maria Dias (25 anos), Karen (31 anos) e Ketlen (29 anos)

Desde 2015 na elite e campeão brasileiro em 2017, o Santos logo se tornou um dos clubes mais tradicionais do futebol feminino do país. A principal contratação para esta temporada foi da atacante Byanca Brasil, artilheira do Internacional na última edição com 10 gols marcados.

O setor ofensivo é a grande arma das Sereias da Vila para o Brasileirão. Além da recém-contratada Byanca Brasil, o clube manteve a veterana Cristiane, que dará um toque de experiência a um elenco bastante jovem. Outra jogadora importante é a atacante Ketlen, artilheira do time na última edição com sete gols.


São José

Foto: Renato Antunes / Agência Maxx Sports


Participações: 8
Melhor colocação: Vice-campeão em 2013 e 2015
Última participação: 11° lugar em 2020
Posição no Ranking da CBF: 6° lugar
Técnico: Nedilson de Oliveira

Goleiras: Zany (25 anos), Jéssica (30 anos) e Renata (27 anos)
Laterais: Juju (27 anos), Camila (20 anos), Evellyn (22 anos) e Natália (24 anos)
Zagueiras: Bruna Amarante (36 anos), Larissa (25 anos), Letícia Fagundes (30 anos) e Vitória (19 anos)
Meio-campistas: Rafa Marques (30 anos), Baiana (23 anos), Ionara (25 anos), Ju Oliveira (24 anos), Thaynara (30 anos), Joyce (22 anos), Verônica (24 anos), Luana Marques (24 anos) e Adyla (20 anos)
Atacantes: Sisi (23 anos), Fernanda Tipa (26 anos), Giovânia (35 anos) e Bea (24 anos)

Com a queda do Iranduba para a Séria A-2, o São José se tornará este ano o único clube a participar de todas as edições do Brasileirão. A equipe do Vale do Paraíba foi o mais vencedor do futebol brasileiro na primeira metade da última década, conquistando três títulos paulistas, dois títulos da Copa do Brasil, três títulos da Libertadores (recordista) e o único clube do país a se sagrar campeão mundial interclubes. Alguns destes títulos foram sob o comando de Adilson Galdino, que acabou deixando o clube sendo substituído por Nedilson de Oliveira

Com a saída das jogadoras Mylena e Ariel, responsáveis por metade dos gols do time no último campeonato, a esperança está agora nos pés da centroavante Fernanda Tipa, que marcou cinco gols no Brasileirão do ano passado. A equipe conseguiu manter a zagueira e capitão Bruna Amarante e trouxe de volta a lateral Natália e a atacante Bea


São Paulo

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net


Participações: 1
Melhor colocação: 4° lugar em 2020
Última participação: 4° lugar em 2020
Posição no Ranking da CBF: 18° lugar
Técnico: Lucas Piccinato

Goleiras: Thaís Helena (33 anos), Carla (23 anos) e Marcelle (18 anos)
Laterais: Giovana (34 anos), Natane (26 anos) e Dani (34 anos)
Zagueiras: Thaís Regina (22 anos), Lauren (18 anos) e Gislaine (32 anos)
Meio-campistas: Nath Pitbull (25 anos), Maressa (24 anos), Micaelly (20 anos), Naná (24 anos) e Yaya (19 anos)
Atacantes: Carol (28 anos), Gláucia (28 anos), Duda (25 anos), Mônica (25 anos), Carla Nunes (29 anos), Larissa (19 anos), Giovaninha (18 anos) e Jaqueline (21 anos)

Em seu primeiro ano disputado a Série A-1, o São Paulo terminou na quarta colocação, eliminando o Santos nas quartas de final e sendo derrotado pelo Avaí Kindermann na fase semifinal. O clube manteve a base do time que fez uma boa campanha, incluindo as jogadoras Gláucia, artilheira do time com nove gols, e Carol, que deu sete assistências no Brasileirão 2020.

Para deixar o setor ofensivo ainda mais forte, o clube trouxe a jogadora Carla Nunes, artilheira do último Brasileirão com 12 gols, atuando pelo rival Palmeiras. Também do alviverde, vieram a meio-campista Maressa e a atacante Mônica. Do Cruzeiro, veio a meio-campista Micaelly, artilheira do time no campeonato de 2020 com cinco gols.



Nenhum comentário:

Postar um comentário