De olho na vaga olímpica, esgrimista Bia Bulcão vai à Costa Rica confiante e segura do que fez em sua preparação - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

De olho na vaga olímpica, esgrimista Bia Bulcão vai à Costa Rica confiante e segura do que fez em sua preparação

Compartilhe


Em clima de preparação para o Pré-Olímpico das Américas, a esgrimista Bia Bulcão foca em manter a concentração e o preparo físico. A competição acontece no sábado e no domingo (01 e 02 de maio), em San José, na Costa Rica, e garante vaga para o campeão de cada arma na Olimpíada de Tóquio

Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19, a atleta conseguiu aproveitar bem seus treinamentos e conta que chega “confiante e segura” de que fez “a melhor preparação que poderia fazer”. O Brasil já tem dois esgrimistas garantidos em Tóquio: Guilherme Toldo (florete masculino) e Nathalie Moellhausen (espada feminina).

O Pré-Olímpico de San José é o grande foco de Bia há alguns meses. Primeira colocada no ranking nacional de florete feminino, ela teve chances de alcançar a classificação pelo ranking mundial, mas não chegou ao objetivo. A participação no Grand Prix de Florete, em Doha, no Catar, serviu para aparar as arestas de seu jogo. 

Para ela, no entanto, a pressão em San José não será maior que a de outros campeonatos e o último evento foi fundamental neste momento decisivo. “No GP de Doha, eu tive vários aprendizados. Eu avalio as coisas positivas e as coisas negativas, o que pode arrumar para a próxima. Foi uma oportunidade de eu corrigir algumas coisas para me preparar melhor para o Pré-Olímpico”, destaca.

A medalhista pan-americana conta que conseguiu seguir com sua preparação mesmo com as complicações trazidas pela pandemia. Ela reconhece que isso afetou a todos os atletas, mas garante que se preparou da melhor forma possível: “Dentro das circunstâncias, que para todos foram muito difíceis, eu consegui aproveitar bem, estou contente com a preparação que eu fiz, confiante que eu fiz o meu máximo e segura de que eu fiz a melhor preparação que eu poderia fazer”, celebra.

O momento, agora, é de manutenção. Por ser uma competição que garante vaga para a Olimpíada, o Pré-Olímpico exige concentração e foco, coisas não faltam nesta reta final para Bia Bulcão: “Nestes últimos dias antes da competição na Costa Rica, é mais recuperação mental, recuperação do corpo. O que eu podia ter feito tecnicamente já foi feito, então é mais a preparação, recuperar bem para estar bem concentrada no dia da prova e poder trazer o resultado que eu quero”, comenta a atleta.

O desafio para conseguir um bom desempenho, segundo Bia, está em “manter o controle durante a situação de pressão e conseguir colocar minha melhor esgrima em prática”. Conseguir aplicar o que praticou em sua preparação e protagonizar bons confrontos será motivo de alegria para a esgrimista. E garantir a vaga em Tóquio, concretizará o seu grande projeto dos últimos quatro anos.

Bia compete no sábado, assim como Athos Schwantes (espada masculino) e Bruno Pekelman (sabre masculino). No domingo, é a vez de Karina Trois buscar a vaga no sabre feminino. O Brasil já tem dois esgrimistas garantidos em Tóquio: Guilherme Toldo (florete masculino) e Nathalie Moellhausen (espada feminino).

Foto: COB/Daniel Varsano

Nenhum comentário:

Postar um comentário