Judocas pesados conquistam três medalhas para o Brasil no Grand Slam de Tbilisi - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Judocas pesados conquistam três medalhas para o Brasil no Grand Slam de Tbilisi

Compartilhe

Depois do ouro de Maria Portela no sábado, o judô brasileiro voltou a subir no pódio neste domingo (28), no terceiro e último dia de disputas do Grand Slam de Tbilisi, na Geórgia. E desta vez, em dose tripla. Com show dos pesos pesados, o Brasil conquistou uma prata com Rafael Silva e dois bronzes, com Maria Suelen Altheman e Beatriz Souza, e encerrou o torneio com quatro medalhas.


Rafael Silva ficou com a medalha de prata na categoria acima de 100kg após ser derrotado na final pelo georgiano Gela Zaalashvili, com um belo ippon no golden score. Número 10 do ranking mundial, ele chegou ao torneio como cabeça de chave número 1 e teve um caminho tranquilo nas eliminatórias, passando por três adversários até chegar na decisão.


Em sua estreia, Baby imobilizou o uzbeque Shockruh Bakhtiyorov. Na sequência, conseguiu projetar o georgiano Saba Inaneishvili por duas vezes, obtendo dois waza-ari (ippon). Garantido entre os cinco melhores do torneio, ele teve uma luta mais equilibrada na semifinal, diante do cubano Andy Garcia. No entanto, o brasileiro foi mais agressivo e forçou três punições ao adversário, indo à final, onde acabou perdendo.


Com o vice-campeonato, Rafael sobe mais duas posições no ranking mundial e ultrapassa o compatriota David Moura. Os dois fazem um duelo particular para ser o representante do Brasil na categoria pesada dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Baby passa a estar classificado momentaneamente, segundo os critérios de seleção da Confederação Brasileira de Judô (CBJ).


Foto: Reprodução


Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman conquistaram os bronzes da categoria acima de 78kg. Com a ausência de última hora da cubana Idalys Ortiz, as brasileiras tornaram-se as duas primeiras cabeças de chave do torneio e, por isso, precisaram vencer três lutas para ficar com as medalhas. Curiosamente, as duas também tiveram a mesma algoz: a chinesa Xu Shiyan, que mais tarde ficou com o ouro.


Bia venceu a russa Anzhela Gasparian e a ucraniana Yelyzaveta Kalanina nas preliminares, caindo na semifinal para Xu. Na disputa pelo pódio, bateu a israelita Raz Hershko, por ippon, conquistando, assim sua oitava medalha em Grand Slams, a sexta de bronze. Foi, também, seu segundo pódio consecutivo no Circuito Mundial. Há três semanas, ela foi prata no Grand Slam de Tashkent.



Já Suelen venceu a cazaque Nazgul Maratova na estreia e foi derrotada pela chinesa logo em seguida. Na repescagem, bateu a ucraniana Kalanina e foi à luta pela medalha, onde forçou três punições à também chinesa Wang Yan. Assim como Bia, ela faturou sua segunda medalha na temporada, tendo sido bronze no Grand Slam de Tel Aviv, em fevereiro.


A mesma situação vivida por Rafael e David ocorre entre Bia Souza e Maria Suelen, que fazem uma disputa acirrada pela vaga olímpica na categoria acima de 78kg. Como ambas ficaram com o bronze em Tbilisi, o confronto direto não foi alterado. Suelen é a quarta colocada, sendo a classificada de momento, enquanto Bia é a oitava. Elas estão separadas por cerca de 600 pontos.


Além dos pesados, outros dois judocas brasileiros competiram neste domingo. Leonardo Gonçalves (100kg) foi eliminado nas oitavas de final, após vencer o marfinense Koffi Kreme Kobena e ser derrotado pelo uzbeque Muzaffarbek Turoboyev. Já Rafael Macedo (90kg) caiu logo em sua estreia, diante do também uzbeque Shermukhammad Jandreev.


Encerradas as disputas na Geórgia, o Brasil deixa a competição com o seu melhor desempenho geral na temporada, com um ouro, uma prata e dois bronzes. Agora, a seleção já parte para a Turquia, onde terá  um compromisso já na próxima sexta-feira (1º), com o Grand Slam de Antalya. Dezenove brasileiros estão inscritos, sendo nove homens e dez mulheres (confira abaixo a lista). 


Mulheres: Gabriela Chibana (48kg), Larissa Pimenta (52kg), Ketelyn Nascimento (57kg), Jessica Pereira (57kg), Ketleyn Quadros (63kg), Alexia Castilhos (63kg), Maria Portela (70kg), Ellen Santana (70kg), Maria Suelen Altheman (+78kg) e Beatriz Souza (+78kg);


Homens: Eric Takabatake (60kg), William Lima (66kg), Daniel Cargnin (66kg), Eduardo Yudy (81kg), Rafael Macedo (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg), Rafael Buzacarini (100kg), David Moura (+100kg) e David Moura (+100kg).


Fotos: Abelardo Mnedes Jr./rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário