Maria Portela vence cinco lutas e conquista o ouro no Grand Slam de Tbilisi - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Maria Portela vence cinco lutas e conquista o ouro no Grand Slam de Tbilisi

Compartilhe

Maria Portela é ouro no Grand Slam de Tbilisi! A judoca conquistou o título da categoria até 70kg neste sábado (27) após vencer quatro lutas e derrotar a russa Madina Taimazova na grande decisão. Além de ser a primeira medalha brasileira na competição, depois do quinto lugar de Larissa Pimenta no primeiro dia, foi também a primeira de cor dourada da seleção no Circuito Mundial da temporada.


Cabeça de chave número 3, Portela teve um caminho relativamente tranquilo até chegar nas semifinais. Nas fases iniciais, ela venceu três adversárias de classificações muito baixas no ranking mundial. Primeiro, bateu a lituana Ugne Pileckaite (209ª). Depois, encarou a neerlandesa Donja Vos (90ª) e ganhou por ippon. Na sequência, passou por Asma Alrebai (108ª), de Bahrein, após forçar três shidôs à adversária.


Garantida entre as cinco primeiras colocadas, a brasileira teve um duelo mais equilibrado na semifinal, contra a belga Gabriella Willems, cabeça de chave número 8 do torneio. Após ninguém conseguir pontuações, a luta foi para o golden score, que durou pouco mais de trinta segundos. Portela conseguiu um waza-ari e fechou o combate, avançando à decisão.


Na finalíssima, a brasileira teve pela frente a russa Madina Taimazova, sétima mais bem ranqueada da competição. Em uma luta muito disputada, a adversária tinha dois shidôs contra um da brasileira na metade do combate, até que foi desclassificada por uma entrada perigosa. Maria conquistou, assim o ouro, seu terceiro em Grand Slams.


Portela iniciou o torneio na 14ª colocação do ranking mundial, mas deve dar um salto com o título e aparecer na nona colocação na próxima atualização. A classificação a deixa em posição de ser a sexta cabeça de chave de sua categoria nos Jogos Olímpicos de Tóquio, tendo um caminho teoricamente mais tranquilo até as fases decisivas. Vale lembrar que a corrida olímpica será encerrada em junho.


Outras três judocas brasileiras competiram neste sábado, no segundo dia de disputas do Grand Slam de Tbilisi. Na mesma categoria de Portela, Ellen Santana (70kg) perdeu na estreia para a venezuelana Elvisma Rodriguez. Aléxia Castilhos (63kg) foi outra a ser eliminada na primeira luta, para a chinesa Yang Junxia.


Ketleyn Quadros, também na categoria até 63kg, encerrou na sétima colocação. Ela passou por duas adversárias, a italiana Nadia Simeoli e a dinamarquesa Laerke Olsen, até ser derrotada nas quartas pela russa Daria Davydova. Encaminhada à repescagem, caiu diante da húngara Szofi Ozbas, por ippon.


Os dois atletas brasileiros que estavam inicialmente inscritos para as disputas masculinas deste sábado, Eduardo Barbosa (73kg) e Eduardo Yudy (81kg), não competiram após Barbosa testar positivo para o coronavírus. O resultado saiu na sexta-feira, um dia antes de sua estreia. Yudy testou negativo, mas foi afastado preventivamente por ser o colega de quarto de seu xará.


As disputas no Grand Slam de Tbilisi seguem neste domingo, no terceiro e último dia de disputas. O Brasil será representado por Rafael Macedo (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Beatriz Souza (+78kg) e Rafael Silva (+100kg).


Foto de capa: Abelardo Mendes Jr./rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário