Larissa Pimenta perde bronze e fica em 5º no Grand Slam de Tbilisi - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Larissa Pimenta perde bronze e fica em 5º no Grand Slam de Tbilisi

Compartilhe


A meio-leve Larissa Pimenta foi a melhor representante do judô brasileiro nesta sexta-feira (26), no primeiro dia do Grand Slam de Tbilisi (GEO). Ela ficou na quinta colocação, depois de ter vencido três lutas seguidas e perdido duas vezes, incluindo na disputa do bronze para a portuguesa Joana Ramos. Outro destaque brasileiro foi Ketelyn Nascimento (57kg), que ficou na sétima colocação.


Este foi o segundo "quase pódio" da brasileira na temporada. Há um mês, ela também ficou em quinto no Grand Slam de Tashkent. Em Tbilisi, Larissa foi cabeça de chave número 2 e, por isso, iniciou sua campanha na segunda rodada. Em sua estreia, ela passou pela georgiana Mzia Beboshvili após forçar três punições à adversária. Na sequência, aplicou um belo ippon na chinesa Kexin Zhang.


Já na reta decisiva do torneio, Pimenta teve uma luta apertada contra a húngara Reka Pupp nas quartas de final. Ela chegou a ter duas punições contra, mas conseguiu um waza-ari a dez segundos do fim e avançou às semifinais. Lá, sofreu com a agilidade da britânica Chelsie Giles, que emplacou um waza-ari seguido de imobilização, e foi derrotada, saindo da busca por seu inédito ouro em Grand Slams. 


Após a derrota, a brasileira seguiu para a disputa pelo bronze, onde acabou perdendo mais uma vez, agora para a portuguesa Joana Ramos após sofrer três shidôs. Apesar da boa colocação, Larissa somou apenas dez pontos no ranking olímpico, já que tem pontuações altas a serem descartadas. Ela é a décima colocada do ranking mundial.


Outro destaque brasileiro no primeiro dia de competições foi Ketelyn Nascimento, que terminou na sétima colocação da categoria até 57kg. Ela passou pela cazaque Sevara Nishanbayeva e pela neerlandesa Sanne Verhagen, até ser derrotada pela eslovena Kaja Kajzer nas quartas. Encaminhada para a repescagem, Ketelyn não encaixou seu estilo e perdeu para a sérvia Marica Perisic com três shidôs.


Um detalhe curioso é que todas as lutas de Ketelyn foram decididas no golden score. A brasileira chegou a ficar mais de 12 minutos no tatame em um único combate, contra Kajzer, nas quartas, até receber três punições e ser eliminada. No total acumulado, ela teve aproximadamente 33 minutos em quatro combates disputados.


Quem teve um desenrolar temporal completamente oposto ao de Ketelyn foi Jessica Pereira, que também competiu no peso leve. Ela foi eliminada nas oitavas de final pela canadense Christa Deguchi, sofrendo um ippon com menos de trinta segundos de luta. Antes, ela já havia derrotado a marfinense Zouleiha Abzetta Dabonne com um minuto e meio.


Gabriela Chibana foi a única brasileira a não vencer nenhuma luta neste primeiro dia. A ligeira chegou a estar vencendo a romena Monica Ungureanu em sua estreia, com um waza-ari a favor, mas foi desclassificada após morder a adversária para evitar uma imobilização.  


As disputas do Grand Slam de Tbilisi seguem na madrugada e na manhã deste sábado (27). Vale lembrar que a competição distribui até mil pontos na corrida olímpica. Seis brasileiros estarão em ação no segundo dia: Aléxia Castilhos (63kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg), Ellen Santana (70kg), Eduardo Barbosa (73kg) e Eduardo Yudy (81kg).


Foto de capa: Arquivo/Abelardo Mendes Jr./rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário