Larissa Pimenta perde para medalhista olímpica e fica em 5º no Grand Slam de Tashkent - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Larissa Pimenta perde para medalhista olímpica e fica em 5º no Grand Slam de Tashkent

Compartilhe


O Brasil "bateu na trave" e não conseguiu conquistar uma medalha no primeiro dia de Grand Slam de Tashkent, iniciado nesta sexta-feira (05). Larissa Pimenta (52kg) chegou a vencer três lutas, mas depois de perder para a japonesa Abe Uta, foi à disputa de bronze e acabou derrotada pela vice-campeã olímpica Jeong Bokyeong, da Coreia do Sul, por receber três punições, e acabou em quinto.


Apesar de ficar fora do pódio, Pimenta somou 120 pontos na corrida olímpica com a campanha no torneio uzbeque (360 - 240), subindo três lugares no ranking e atingindo o 10º lugar. Agora, ela fica na posição de ser uma das cabeças de chave em Tóquio, já que há duas japonesas e duas francesas a sua frente.


A jornada da brasileira no torneio foi iniciada com vitórias sobre a  turca Irem Korkmaz e sobre a alemã Annika Wurfel. Garantida nas quartas, ela teve maior dificuldade para passar pela suíça Fabienne Kocher, mas venceu por waza-ari. Na semi, ela encarou a japonesa Abe Uta, de apenas 20 anos e que já é bicampeã mundial. A brasileira fez um bom combate, mas acabou perdendo por ippon.


Indo direto para a disputa do bronze, Larissa encarou a sul-coreana Jeong Bokyeong, 26ª do ranking olímpico e que foi medalhista olímpica nos Jogos do Rio, em 2016, na categoria até 48kg. Diferente da semifinal, a brasileira não teve um bom desempenho e sofreu três punições, acabando sem medalha. Abe Uta ficou com o ouro, seguida pela mongol Lkhagvasuren Sosorbaram.


Outra brasileira a ficar perto do pódio foi Jessica Pereira, que ficou na sétima colocação entre as leves. Ela venceu duas lutas - Shukurjon Aminova (UZB) e Daria Mezhetskaia (RUS) -, perdeu para a japonesa Momo Tamaoki, por imobilização, nas quartas de final, e foi à repescagem, onde perdeu para a sérvia Marica Perisic, por levar três punições.


Dos outros brasileiros que competiram neste primeiro dia, Felipe Kitadai (60kg) foi o de melhor desempenho. Ele venceu duas lutas, sobre o norte-americano Adonis Diaz e sobre o ucraniano Artem Lesiuk, e foi derrotado nas oitavas de final, pelo georgiano Java Papinashvili. Eric Takabatake, que era cabeça de chave da categoria, caiu na estreia diante do uzbeque Kemran Nurillaev. 


Gabriela Chibana (48kg) e Ketelyn Nascimento (57kg) também pararam na primeira luta. Chibana, que competiu pela primeira vez depois de uma cirurgia no joelho, sofreu waza-ari da belga Anne Sophie Jura. Já Ketelyn caiu diante da sul-coreana Kim Jisu. Nenhum brasileiro competiu na categoria até 66kg.


O Grand Slam de Tashkent segue com disputas neste sábado. A competição distribui até 1.000 pontos no ranking olímpico e é muito importante na corrida rumo aos Jogos de Tóquio. Seis brasileiros entram em ação no segundo dia de lutas: Aléxia Castilhos (63kg), Ellen Santana (70kg), Marcelo Contini (73kg), Eduardo Barbosa (73kg), Eduardo Yudy (81kg) e Guilherme Schimidt (81kg).


Surte +: Relembre a última competição internacional do judô, o Grand Slam de Tel Aviv, que contou com um bronze de Maria Suelen Altheman


Foto de capa: Judo Inside

Nenhum comentário:

Postar um comentário