Golfe: Mickelson sai do top-100 após 27 anos; confira sobe e desce do ranking mundial - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Golfe: Mickelson sai do top-100 após 27 anos; confira sobe e desce do ranking mundial

Compartilhe

Era 23 de agosto de 1993, quando o golfista estadunidense Phil Mickelson passou a integrar o grupo dos 100 melhores jogadores do mundo de acordo com o ranking mundial. Mas após 27 anos e 196 dias seguidos, o lendário atleta membro do Hall da Fama da modalidade, deixou o top-100, passando a ocupar desde a última segunda feira (7), a 101ª colocação


Mickelson coleciona títulos em sua carreira. Foram 54, sendo 44 no PGA Tour, começando pelo Northern Telecon Open, em 1991, quando venceu o torneio ainda como golfista amador. A entrada no top-100 veio dois anos e meio depois, com o triunfo no evento The International. 


De quebra, Mickelson atingiu seu melhor posicionamento no ranking mundial em 2001, quando foi o segundo colocado. Entre 2004 e 2013, ele conquistou cinco títulos de Major: venceu o Masters em 2004, 2006 e 2010, o PGA Championship em 2005 e o British Open em 2013. Faltou apenas o US Open, evento no qual Mickelson foi vice-campeão seis vezes (1999, 2002, 2004, 2006, 2009 e 2013). 


Para ter uma ideia do peso dessa estatística de 27 anos e 196 dias dentro do top-100, vamos fazer um rápido levantamento. Quatro dos seis melhores golfistas da atualidade nasceram depois de Mickelson entrar na lista dos 100 melhores do mundo: Jon Rahm tem 26 anos; Collin Morikawa tem 24; Xander Schauffele tem 27 (nasceu em outubro de 1993) e Bryson DeChambeau tem 27 (nascido em setembro de 1993). 


Sobe e desce no ranking masculino de golfe


Foto: Reprodução/Economic Times of India

Mas não foi apenas Mickelson que caiu no ranking. Rory McIlroy, que até ano passado liderava o ranking mundial, saiu do top-10 após três anos e agora ocupa a 11ª posição. Ele foi derrubado deste grupo graças ao título de DeChambeau no Arnold Palmer Invitational, que lhe rendeu uma escalada de cinco posições, indo ao sexto lugar.


Quem também subiu no ranking foi o inglês Lee Westwood. Vice-campeão no Arnold Palmer Invitational, ele saiu da 39ª colocação, indo ao 31º lugar. Se quiser ir aos Jogos Olímpicos de Tóquio, o veterano jogador precisará apresentar mais desempenhos como o do último final de semana. 


Westwood é apenas o quinto melhor golfista inglês no ranking mundial, atlas de Tyrrell Hatton (7º), Matthew Fitzpatrick (16º), Paul Casey (19º) e Tommy Fleetwood (21º), além de ser seguido de perto pelo atual campeão olímpico Justin Rose (39º). 


Vale sempre lembrar, apenas dois atletas por país vão à Olimpíada. A exceção vai para a nação que colocar até quatro atletas no top-15, podendo assim classificar os quatro. 


Por falar em Jogos Olímpicos, o brasileiro Adilson da Silva perdeu duas posições no ranking mundial, indo para a 374ª colocação. Isso é o inverso do que o atleta planejava, já que afirmou em entrevista exclusiva ao Surto Olímpico, que o ideal seria estar entre os 250 melhores do mundo para garantir uma vaga na Olimpíada de Tóquio. 


Porém, é importante ressaltar que o torneio que Adilson disputou no último final de semana foi apenas seu primeiro em 2021 e ainda haverá mais eventos para participar até o dia 21 de junho, data de fechamento do ranking de classificação para os Jogos Olímpicos. 


Sobe e desce no ranking feminino de golfe


Após o LPGA Drive On Championship, as 11 primeiras posições ficaram inalteradas. A número 1 do mundo segue sendo a sul-coreana Jin Young Ko, 1,36 pontos na frente da compatriota Sei Young Kim. A estadunidense Nelly Korda (3ª), a sul-coreana In Bee Park (4ª) e a estadunidense Danielle Kang (5ª), completam o top-5. 


Com ótima atuação, Kupcho foi vice-campeã no LPGA Drive On. Foto: Brian Snyder/Reuters

A primeira mudança no ranking vem por parte de Jennifer Kupcho. Vice-campeã no LPGA Drive On, ela escalou nove posições na tabela, indo à 12ª colocação. Já a campeã Austin Ernst, subiu à 14 colocação, uma evolução de 19 posições na classificação. 


Se o ranking de classificação olímpica terminasse hoje, a Coreia do Sul e os Estados Unidos levariam quatro jogadoras cada, já que todas estão no top-15. 


No lado das sul-coreanas estão Jin Young Ko (1ª), Si Young Kim (2ª), In Bee Park (4ª) e Huo-Joo Kim (9ª). Já no time das estadunidenses, estão neste momento, Nelly Korda (3ª), Danielle Kang (5ª), Lexi Thompson (10ª) e Jennifer Kupcho (12ª). 


Entre as atletas do top-50, a maior queda de posições nesta semana, foi da japonesa Ayaka Furue. Ela perdeu quatro posições, indo ao 19ª lugar, 0,08 pontos na frente da 21ª colocada, Hanna Green, da Austrália. 


A brasileira mais bem colocada no ranking mundial é Luiza Altmann, na 1255ª posição. 


Foto:  Reprodução/PGA Tour


Nenhum comentário:

Postar um comentário