Pesquisa mostra que mais de 70% dos japoneses não acreditam na realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio em julho - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisa mostra que mais de 70% dos japoneses não acreditam na realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio em julho

Compartilhe


A conturbada semana do mundo olímpico, com rumores envolvendo um possível cancelamento dos Jogos de Tóquio, gerou efeitos negativos sobre a organização do megaevento e serviu para impulsionar o pessimismo dos japoneses quanto à sua realização. Uma nova pesquisa de opinião divulgada neste sábado (23) mostrou que mais de 70% da população local acredita que a Olimpíada não será realizada conforme o planejado, devendo sofrer um novo adiamento ou ser definitivamente cancelada.


Encomendada pelo Instituto de Pesquisa da Imprensa Japonesa, o levantamento feito entre os dias 30 de outubro e 17 de novembro mostrou que 37,9% dos japoneses querem que o megaevento seja cancelado, enquanto 34% disseram que os eventos deveriam ser novamente adiados. A proporção de respostas que indicaram que a Olimpíada deveria ser realizada nas datas em que está programada, entre 23 de julho e 08 de agosto, foi de 26,1%.


Surte +: Japão e COI negam cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio e confirmam abertura para 23 de julho


Daqueles que responderam negativamente à realização dos Jogos, 83,4% disseram que o megaevento poderia causar um novo surto de coronavírus no Japão, pela alta quantidade de pessoas de todo o mundo entrando no país. Desses, 64,3% disseram que não há perspectivas positivas de que a pandemia seja controlada.


Das respostas com otimismo à organização da Olimpíada conforme o planejado, 67,3% justificaram que os atletas se prepararam para as competições, enquanto 49,3% disseram que as pessoas poderiam ser encorajadas pelos desempenhos dos atletas nos Jogos. A pesquisa também mostrou que 44,8% afirmaram que o megaevento ser cancelado ou adiado novamente será um desperdício de recursos dado o tamanho investimento realizado para organizá-lo.


Vale ressaltar que o governo japonês já gastou cerca de U$ 13 bilhões (R$ 71 bilhões, na cotação atual) para organizar os Jogos de Tóquio e deverá gastar mais U$ 2,4 bilhões (R$ 13,1 bilhões) com o adiamento.


Entre os diversos fatores, que envolvem os altos custos gerados pelos eventos e a pandemia do coronavírus, o pessimismo japonês quanto à Olimpíada deriva de longa data. Uma pesquisa de opinião divulgada ainda no início de janeiro, pela Kyodo News, já havia mostrado que cerca de 80% do público japonês era contra a realização dos Jogos

Foto de capa: Kyodo

Nenhum comentário:

Postar um comentário