Japão e COI negam cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio e confirmam abertura para 23 de julho - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Japão e COI negam cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio e confirmam abertura para 23 de julho

Compartilhe

Japão e o Comitê Olímpico Internacional (COI) desmentiram nesta sexta-feira (22) o jornal britânico The Times, que publicou uma matéria afirmando que os Jogos Olímpicos de Tóquio seriam cancelados por conta da Covid-19, já havendo um consenso dentro do governo japonês. COI e autoridades negaram os boatos e confirmaram a realização do megaevento, cuja abertura está marcada para 23 de julho de 2021.

Publicada na noite de quinta-feira, a notícia repercutiu em todo o planeta e deixou o mundo olímpico agitado. Logo pela madrugada brasileira da sexta-feira, na manhã japonesa, funcionários do governo japonês trataram de se pronunciar para abafar a situação. 

O presidente do Comitê Olímpico Japonês, Yasuhiro Yamashita, falou que a notícia foi "fabricada", enquanto a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, disse que não houveram conversas sobre cancelamento ou adiamento dos Jogos.

Comitês olímpicos nacionais também se manifestaram sobre o caso e publicaram notas desmentindo sobre o suposto cancelamento noticiado pelo The TimesAustráliaCanadá Estados Unidos foram alguns que negaram o cancelamento dos Jogos, ainda na noite da quinta-feira.

Para decretar por encerrada a situação, o COI soltou uma nota oficial, já na manhã desta sexta-feira, informando que a notícia é "categoricamente falsa" e que os organizadores locais e internacionais estão trabalhando firme para realizar os Jogos conforme o planejado, implementando diversas medidas preventivas contra a Covid-19 para que haja segurança nos eventos. 



"Algumas notícias circulando hoje dizem que o governo do Japão concluiu privadamente que as Olimpíadas de Tóquio terão de ser canceladas por causa do coronavírus. Isso é uma categórica inverdade", disse a entidade.
"Em uma reunião do Comitê Executivo em julho do ano passado, ficou acordado que a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio serão realizados em 23 de julho deste ano, e o programa e as instalações para os Jogos foram realizados em consonância. Todas as partes envolvidas têm trabalhado juntas para preparar Olimpíadas bem-sucedidas neste verão", continou.

O Comitê Paralímpico Internacional (IPC), que é liderado pelo brasileiro Andrew Parsons, também afirmou que os Jogos serão realizados de forma segura. "Em comparação com março de 2020, agora sabemos muito mais sobre como o vírus se comporta, muito mais sobre como organizar eventos esportivos seguros durante uma pandemia e somos encorajados pelo lançamento internacional de várias vacinas", disse uma nota.


"Na época dos Jogos, neste verão, estamos otimistas de que o número de casos diários será muito menor do que durante esses meses de inverno. Também estamos confiantes de que o extenso programa de testes a ser implementado antes, durante e depois dos Jogos - uma das várias medidas que serão tomadas pelas partes interessadas dos Jogos - ajudará a minimizar o risco de transmissão do vírus", seguiu. 

"Finalmente, cada evento esportivo que ocorreu globalmente desde o surto do vírus nos proporcionou valiosas experiências de aprendizado que estão ajudando a moldar continuamente nossos planos para Tóquio", finalizou.

Foto: REUTERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário