Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Pentatlo Moderno - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Pentatlo Moderno

Compartilhe

Status: Incompleto. Será retomado na temporada 2021, com o Mundial e o fechamento do ranking;

Eventos/Vagas: 2 eventos com 72 atletas (36 no masculino e 36 no feminino)

Sistema qualificatório


Cada país tem um limite de dois atletas por gênero. A corrida olímpica do Pentatlo Moderno inclui uma série de competições qualificatórias, cada uma com um número específico de vagas disponíveis. Confira abaixo os torneios e a quantidade de vagas disponíveis:

- Final da Copa do Mundo de 2019 (em Tóquio, no Japão): uma vaga por naipe;
- Campeonato Africano de 2019 (no Cairo, no Egito): uma vaga por naipe;
- Jogos Pan-Americanos de 2019 (em Lima, no Peru): cinco vagas por naipe (duas para a América do Norte, duas para a América do Sul e uma Pan-Americana);
- Campeonato Europeu de 2019 (em Bath, na Grã-Bretanha): oito vagas por naipe;
- Campeonato Mundial de 2019 (em Budapeste, na Hungria): duas vagas por naipe (inicialmente, eram três, mas tanto no masculino, quanto no feminino, um dos medalhistas já havia se classificado, e suas vagas acabaram realocadas para o ranking mundial);
- Campeonato Asiático e da Oceania de 2019 (em Kunming, na China): seis vagas por naipe (cinco para a Ásia e uma para a Oceania);
- Campeonato Mundial de 2021 (em Minsk, Belarus): três vagas por naipe (apenas para os medalhistas; caso algum deles já esteja classificado, a vaga será repassada ao ranking)

Após esses torneios, o Ranking Mundial da UIPM de 14 de junho de 2021 atribuirá pelo menos mais oito vagas em cada naipe, a depender do número de lugares em Tóquio distribuídos no Mundial de 2021. Por fim, a Tripartite convidará os últimos dois atletas, tanto no masculino, quanto no feminino, completando a cota máxima de 72.

Brasil


Apenas Maria Ieda Guimarães já está classificada. A brasileira conseguiu a vaga após terminar na quarta colocação nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019. Outros brasileiros ainda pleiteiam vagas pelo Ranking Mundial, que irá classificar pelo menos oito atletas por naipe.

Danilo Fagundes é o 22º colocado no masculino. Porém, considerando apenas os atletas que ainda não conquistaram a vaga olímpica e o limite de dois esportistas por país, o brasileiro ocupa a 8º colocação, estando dentro da zona de classificação pelo ranking. Felipe Nascimento é o 12º dentro desse mesmo critério (26º no geral), também estando na briga pela vaga. No feminino, Priscila Oliveira é a 27ª no geral e 14ª entre as atletas que ainda disputam a vaga via ranking. 

Vale lembrar que os pentatletas brasileiros também podem conquistar um lugar em Tóquio caso conquistem um improvável pódio no Mundial de 2021.

Maria Ieda Guimarães conquistou a vaga olímpica por ter terminado entre as cinco melhores atletas no Pentatlo Moderno do Pan de Lima (Foto: Jonne Roriz/COB)

Atletas classificados
Masculino
Copa do Mundo de 2019: Joe Choong (Grã-Bretanha); 
África: Sherif Nazeir (Egito); 
Américas: Charles Fernández (Guatemala), Lester Ders (Cuba), Esteban Bustos (Chile), Sergio Villamayor (Argentina) e Amro El-Geziry (Estados Unidos); 
Europa: Jamie Cooke (Grã-Bretanha), Valentin Prades (França), Martin Vlach (República Tcheca), Łukasz Gutkowski (Polônia), Bence Demeter (Hungria), Justinas Kinderis (Lituânia), Alexander Lifanov (Rússia) e Patrick Dogue (Alemanha)
Mundial de 2019: Valentin Belaud (França) e Jun Woong-tae (Coreia do Sul); 
Ásia/Oceania: Lee Ji-hun (Coreia do Sul), Luo Shuai (China), Pavel Ilyashenko (Cazaquistão), Shohei Iwamoto (Japão), Alexander Savkin (Uzbequistão) e Edward Fernon (Austrália)
Restam 13 vagas.

Feminino:
Copa do Mundo de 2019: Laura Asadauskaitė (Lituânia);
África: Haydy Morsy (Egito);
Américas: Mariana Arceo (México), Samantha Achterberg (Estados Unidos), Maria Ieda Guimarães (Brasil), Marcela Cuaspud (Equador) e Leydi Moya (Cuba);
Europa: Kate French (Grã-Bretanha), Iryna Prasiantsova (Belarus), Annika Schleu (Alemanha), Natalya Coyle (Irlanda), Gintarė Venčkauskaitė (Lituânia), Marie Oteiza (França), Adelina Ibatullina (Rússia) e Sarolta Kovács (Hungria);
Mundial de 2019: Volha Silkina (Belarus) e Elena Micheli (Itália);
Ásia/Oceania: Kim Se-hee (Coreia do Sul), Natsumi Tomonaga (Japão), Alise Fakhrutdinova (Uzbequistão), Zhang Mingyu (China), Yelena Potapenko (Cazaquistão) e Marina Carrier (Austrália);

Nenhum comentário:

Postar um comentário