Últimas Notícias

Primeiro atleta olímpico palestino, Majed Abu Maraheel morre tragicamente

Primeiro atleta olímpico palestino, Majed Abu Maraheel morre tragicamente
Foto:Reprodução/Inside The Games


Majed Abu Maraheel, o primeiro atleta palestino a competir nos Jogos Olímpicos, morreu em Gaza aos 61 anos devido à falta de tratamento médico para insuficiência renal em seu país.


Abu Maraheel, um corredor de longa distância, fez história como porta-bandeira da Palestina nos Jogos Olímpicos de 1996 em Atlanta, competindo na corrida de 10 km. Desde então, mais de 20 atletas palestinos seguiram seus passos, competindo em diversos eventos olímpicos.


Nos Jogos Olímpicos realizados nos Estados Unidos, o atleta palestino terminou em 21º lugar com o tempo de 34m40s50. A falta de cuidados médicos causada pelo conflito em curso em Gaza foi a causa da morte do primeiro atleta olímpico da história do país.


Abu Maraheel morreu no campo de refugiados de Nuseirat. Os cortes de energia e a falta de suprimentos médicos prejudicaram gravemente sua capacidade de receber o tratamento de que necessitava. O seu irmão partilhou a luta da família, salientando a tentativa frustrada de o transferir para o Egipto para tratamento médico devido ao encerramento da passagem fronteiriça de Rafah.


Uma figura popular no mundo esportivo palestino, Abu Maraheel era conhecido por seus treinos diários de Gaza até a passagem de Erez para Israel. Esta rota, antes aberta ao seu trabalho como diarista, foi fechada e severamente restringida, complicando ainda mais a vida dos habitantes de Gaza.


Depois de competir nos Jogos Olimpícos, Abu Maraheel dedicou sua vida à formação de outros atletas , como Nader el-Masri, que disputou as Olimpíadas de Pequim em 2008. O seu impacto no desporto palestino foi profundo, inspirando muitos jovens atletas a perseguir os seus sonhos no cenário internacional.


Prestando homenagem a ele, a Federação Palestina de Atletismo disse: "O grande se foi. O bom se foi. O corredor olímpico se foi. Ele saiu depois de carregar a bandeira e correr chorando na pista de Atlanta. Ele saiu, aquele que parou o mundo a viver a Palestina em 1996".

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar