Últimas Notícias

Placares elásticos resumem a terceira rodada do grupo A do Torneio Pré-Olímpico de Vôlei Feminino

Jogadoras sérvias comemoram ponto sobre a seleção do Canadá
Foto: Divulgação/Volleyball World


Nesta rodada, que teve seus 4 jogos ocorrendo nesta terça-feira (19), a superioridade das favoritas em cada duelo saiu do papel e se aplicou na prática. Como resultado disso, todos os jogos precisaram de apenas 3 sets de disputa. Na turma das seleções que venceram, estavam a Sérvia, República Dominicana, Países Baixos e China que enfrentaram, respectivamente, Canadá, Ucrânia, México e República Tcheca.

Sérvia x Canadá

Neste que foi o primeiro duelo da rodada, esperava-se um amplo domínio das sérvias, candidatas para a classificação olímpica, sobre as canadenses. Sendo assim, pode-se dizer que o jogo ocorreu como o esperado, já que, mesmo cedendo muitos pontos por erros técnicos, as europeias tiveram o jogo muito bem controlado. Consequentemente, a vitória aconteceu sem muito esforço, com 3-0 (25-19; 25-17; 25-21) em favor da Sérvia. Além do resultado positivo, a seleção ainda teve a artilheira da partida, com Tijana Boškovic marcando 25 pontos, ou seja, um terço dos pontos da equipe.

República Dominicana x Ucrânia

Ainda sem vencer no campeonato, a Ucrânia buscava não só a primeira vitória, como também a conquista do seu primeiro set no torneio. No entanto, mais uma vez a equipe perdeu sem vencer nenhum set, dessa vez, para a República Dominicana, por 3-0 (25-17; 25-21; 31-29). Mesmo com o resultado negativo, a Ucrânia deu sinais de evolução e, por pouco, não venceu o terceiro set sobre as dominicanas. Do outro lado, a seleção latino-americana para além da vitória, teve como destaque individual na partida a atleta Brayelin Martínez que, sozinha, marcou 25 pontos, o equivalente a um set completo.

Países Baixos x México

Na mesma situação que a Ucrânia, a seleção do México vive o mesmo drama: não venceu nenhum set até aqui. Na terceira rodada, havia uma expectativa de que isso poderia mudar, no entanto, conforme a partida seguia, essa esperança era, aos poucos, deixada de lado. Dessa vez, a seleção dos Países Baixos não só venceu por 3-0 (25-18; 25-18; 25-17) como também teve todas as estatísticas da partida em seu favor, evidenciando a superioridade da equipe na partida. Como destaque, a neerlandesa Nova Marring, que marcou 14 pontos na partida, sendo a artilheira do duelo.

China x República Tcheca

Donas da casa, favoritas e invictas, as chinesas venceram mais uma e, novamente, sem perder nenhum set. Dessa vez, a vítima foi a República Tcheca, em um confronto bastante desequilibrado. Ainda que no set final, as europeias tenham conseguido elevar o nível da disputa, não foi suficiente para segurar a vitória chinesa por 3-0 (25-12; 25-16; 25-23). Mesmo com a vitória acachapante, a seleção da China não obteve nenhuma artilheira com tantos pontos assim, sendo Li Yingying a maior pontuadora, com 14 pontos.

Torneio

Vale destacar que as duas primeiras colocadas do grupo garantem vaga para os Jogos Olímpicos de Verão de Paris 2024. Para acompanhar as partidas, basta ir ao canal da Volleyball World, no YouTube.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar