Últimas Notícias

Brasil fica sem medalha na disputa por equipes no Mundial Sub-18 de Judô

Equipe Mista do Brasil no Mundial Sub-18. Foto: Tamara Kulumbegalashvili/IJF - cbj.com.br


A seleção brasileira juvenil de judô ficou muito perto do terceiro pódio no Mundial Sub-18, que aconteceu em Zagreb, Croácia. Neste domingo (27), aconteceram as disputas por equipes mistas e o time brasileiro chegou a disputa pelo bronze, mas perdeu para a Turquia, terminando a competição em quinto lugar. 

 

A equipe brasileira iniciou a disputa vencendo a Romênia, nos confrontos preliminares, por quatro a dois, com vitórias de  Alexandre Albano II (+81kg), Nicole Marques (48kg), Sophia Câmara (63kg) e Dandara Camilo (+63kg).

 

Nas quartas-de-final, a seleção encarou o Japão e chegou muito perto da vitória. Rio Hatayama venceu Nicole Marques na primeira luta, mas Bruno Nóbrega e Sophia Câmara viraram o placar com vitórias sobre Fuku Yamamoto e Yuri Shimizu. O Japão reagiu com vitórias de Ryota Nakada (81kg) sobre Lucas Ribeiro e de Tomoka Inoue (+63kg) sobre Dandara Camilo. 

 

O Brasil ainda foi buscar o empate, com Alexandre Albano II (+81kg), que venceu Nozomu Miki e levou a decisão para o desempate. O sorteio colocou Albano no tatame novamente. Mas, dessa vez, o japonês levou a melhor e o Brasil foi à repescagem. 

 

O time brasileiro conseguiu manter a concentração e liquidou a Croácia por quatro a zero, com vitórias de Bruno Nóbrega, Sophia Câmara, Lucas Ribeiro e Dandara Camilo.

 

Na luta pelo bronze, contudo, o Brasil não conseguiu superar a forte equipe turca, que contou com o campeão mundial dos pesados Ibrahim Tataroglu e com vice-campeã do 70kg, Tuana Gulanay. Pelo lado brasileiro, Sophia Câmara foi o maior destaque, conseguindo marcar a única vitória do Brasil no confronto - ippon contra Hilal Akyildiz - e fechou sua participação nesse Mundial com apenas uma derrota, na final do individual. 

 

A Turquia fez os quatro pontos seguidos com vitórias de Emir Salim Ari (81kg) sobre Lucas Ribeiro por hansokumake (diving); Tuana Gulenay (+63kg) sobre Dandara Camilo por Waza-ari; Ibrahim Tataroglu (+81kg) contra Luiz Antonio Oliveira, por ippon; e Gizem Dincer (48kg) sobre Nicole Marques, por ippon. 

 

Com o resultado da equipe, o Brasil fechou sua participação no Mundial de Zagreb com duas medalhas - um ouro de Clarice Ribeiro (44kg) (veja como foi) e a prata de Sophia Câmara (63kg) (veja como foi) - dois quintos lugares, de Antonio Rocha (73kg) e Rafaela Rodrigues (52kg), além do sétimo lugar de Victor Hugo Silva (50kg).  No quadro geral, país ficou em sexto lugar.

 

O Brasil, portanto, melhorou o desempenho em comparação ao último mundial da classe. Em 2022, foram duas pratas, de Bianca Reis (57kg) e Gabriel dos Santos (+90kg), e dois quintos, de Antonio Medeiros Neto (73kg) e Jesse Barbosa (90kg), ficando em 13º lugar no quadro geral. 

 

A equipe retornará ao Brasil para continuar a preparação para os próximos desafios. Em setembro, a seleção ainda participará do Campeonato Pan-Americano Sub-18, em Calgary, Canadá.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar