Últimas Notícias

Bocha do Brasil conquista três ouros e quatro pratas individuais no Mundial de Jovens

Laissa Guerreira, campeã parapan-americana e mundial de jovens, sorri após vencer jogo de bocha
Foto: Alessandra Cabral/CPB


A Seleção Brasileira de bocha fechou as disputas individuais com três ouros e quatro pratas, na quarta-feira, 12, no Mundial de Jovens, disputado em Póvoa de Varzim, Portugal. Em todas as classes, houve um brasileiro no pódio.

Os atletas Beatriz Chagas (BC1, que tem opção de ajudantes), Laissa Guerreira e André Martins (ambos da classe BC4, sem assistência) subiram ao lugar mais alto do pódio. As pratas foram conquistadas por Iuri da Silva ( BC2, sem assistência), Igor Tavernard (BC1), Luiza da Silva (BC3, usam instrumento auxiliar e são ajudados por calheiros) e Lucas Fernandes (BC3).

A catarinense Beatriz Chagas ficou com o ouro ao ganhar todas as partidas de seu grupo na competição. Foram 17 pontos feitos e nove sofridos em três jogos. A paraibana Laissa Guerreira, que acabara de ser campeã no Parapan de Jovens de Bogotá, na Colômbia, também conquistou o Mundial. Na disputa em Portugal, perdeu uma e venceu outra partida contra a britânica Sophie Newnham, 4 a 2 e 8 a 4, respectivamente, e faturou a medalha dourada.

“A gente estava trabalhando todos os dias para chegar ao lugar mais alto do pódio. Agora, é continuar treinando para ser convocada para outras competições e sempre tentar alcançar os melhores resultados para o Brasil”, disse Laissa.

O outro brasileiro campeão mundial foi o maranhense André Martins, que também foi ouro no Parapan de Jovens. Em Póvoa de Varzim, André venceu o português Tiago Silva, por 5 a 1, na decisão.

As outras medalhas brasileiras foram prateadas. Na decisão masculina BC1, Igor Tavernard foi superado, por 6 a 0, pelo português Francisco Gouveia. Na final da BC2, outro duelo entre Brasil e Portugal, com mais uma vitória dos anfitriões: Iuri da Silva foi derrotado, por 5 a 3, por David Araújo.

Lucas Fernandes (BC3) também chegou à decisão, ocasião em que perdeu para Aloysius Gan Kai Hong, de Singapura, por 11 a 0. Por fim, na chave feminina BC3, Luiza da Silva foi superada na final pela grega Dimitra Papadopoulou, por 6 a 1. Agora, os brasileiros vão disputar jogos de pares e equipes em Portugal.

Confira todas as medalhas do Brasil nas disputas individuais:

BC1
Beatriz Chagas – OURO
Igor Tavernard – PRATA

BC2
Iuri Silva – PRATA

BC3
Luiz da Silva – PRATA
Lucas Fernandes – PRATA

BC 4
André Martins – OURO
Laissa Guerreira - OURO

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar